Ban

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Mário Couto volta a denunciar esquema de corrupção na Federação Paraense de Futebol.



O senador Mário Couto (PSDB/PA) voltou a denunciar no Plenário, nesta terça-feira (06/11), a existência de um forte esquema de corrupção no futebol do Estado do Pará.
 
Segundo o senador, o esquema é liderado pela direção da Federação Paraense de Futebol, presidida pelo cel. Antonio Carlos Nunes de Lima. 

"O nosso futebol no Pará é um dos mais poderosos da nação e não pode ser envergonhado por meia dúzia de safados. A guerra contra a corrupção no futebol paraense está apenas começando. Não vou me calar. Irei até o fim para saber a verdade porque não quero mais ver o futebol do meu estado ir à falência", afirmou Mário Couto.

Para acompanhar a crise institucionalizada na Federação Paraense de Futebol, o tucano apresentou à Mesa Diretora do Senado Federal requerimento para que seja constituída uma Comissão Temporária, composta de seis membros titulares e igual número de suplentes, com a participação de dois membros da região Norte do País, e prazo de funcionamento de noventa dias.

"O futebol profissional do Estado do Pará tem sido palco de fortes denúncias de desmando pela atual administração, comprometendo um segmento do esporte afeto à cultura e tradição nacional, segundo fortes relatos veiculados pela mídia local. Não é de hoje que o Estado do Pará vem se ressentindo pela falta de apoio e pela falta de comprometimento de sua Federação de Futebol, pela falta de dedicação, esmero, planejamento e, sobretudo, boa administração dos recursos que lhes são destinados, assim como pela falta de adoção de medidas que tragam, com isenção e seriedade, meios para alavancar o crescimento dos clubes locais. Nem ao menos os clubes possuem condições mínimas e necessárias para se autogestarem dentro de um cronograma e projetos efetivamente dispostos a esse fim", destacou Couto.

Ao justificar a iniciativa do requerimento, Mário Couto disse que não tinha como desprezar o descontentamento dos milhões de paraenses que amam e acompanham seus times de futebol. 

"Para resgatar o futebol paraense e em razão dos constantes e fortes apelos por providências para que medidas urgentes sejam adotadas, é que justificamos a imperiosa necessidade de criação da presente comissão que, certamente, não medirá esforços com vistas a acompanhar a real situação de crise instalada no cenário desportivo paraense. O clamor é forte, basta lembrar que, em uma análise superficial, podemos projetar o descontentamento de milhões de paraenses. Sim, isso mesmo, milhares de paraenses torcedores de apenas dois clubes, Remo e Paysandu, e que juntos, chegam próximo de três milhões", concluiu o senador.

(Fonte: Patrícia Mazzilli/Ascom Liderança do PSDB no Senado)

Um comentário:

Anônimo disse...

O Troglodita resolveu expelir sua verve depois que o seu inexplicável Santa Cruz de Cuiarana teve seus interesses feridos. É um imbecil esse vergonho senador. Mas, espero que a Federação seja investigada, assim como espero que esse Santa Cruz seja investigado também junto com a sujeira do dono.