Ban

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Tucanato em chamas: Couto perde espaço no governo e Jatene diz que é preciso apurar supostas fraudes na Assembléia Legislativa.

A substituição de Sérgio Duboc por Maria do Céu Alencar indica claramente que o senador tucano Mário Couto perdeu o comando do Detran.
Quer dizer: não houve apenas a saída de Duboc.
Na verdade, Mário Couto perdeu espaço no Governo. 
Se receberá outra fatia de poder, ainda não se sabe. 
Mas o Detran é um espaço extraordinário e pra lá de cobiçado.
Conhecida por sua competência e honestidade, Maria do Céu é uma técnica muito respeitada entre os tucanos. Teria até fama de incorruptível. E seria, também, da absoluta confiança de Jatene.
No entanto, a missão que teria recebido é árdua: “fazer uma limpa” no Detran, que teria sido submetido, nos últimos anos, a toda sorte de transações.
“Na época do João Marques, o Detran dava dinheiro para o Governo e até fazia obras viárias. Mas, a partir daí, passou a ser uma verdadeira usina de enriquecimento ilícito”, diz uma fonte do Palácio dos Despachos.
Guardadas as proporções, diz a fonte, Jatene estaria tentando fazer com o Detran o mesmo que fez com a Secretaria de Meio Ambiente (Sema), ao nomear uma técnica como Tereza Cativo.
A fonte não soube dizer se Jatene anda estressado com Mário Couto. Mas lembrou que o governador “não suporta ser exposto a esse tipo de situação, em que tem de defender o indefensável”.
O problema seria a delicada situação do senador tucano, frente a denúncias, que não param de chegar, acerca do possível envolvimento de ex-assessores  nas supostas fraudes na Assembléia Legislativa.
Um deles justamente Sérgio Duboc, que foi diretor-financeiro da Casa e até assessor de Mário Couto no Senado.
Além de colocar o governo numa saia justa, o problema estaria afetando até outro tucano de alta plumagem, Manoel Pioneiro, o atual presidente da AL.
“O Pioneiro não tem nada a ver com isso e quer chutar o pau da barraca, mas não pode porque o Mário aparece em todos os relatórios, um dos quais foi até entregue ao governador”, relata.
E como previsto pela Perereca (leia a postagem abaixo) os gritos que teriam sido ouvidos na reunião ocorrida no Palácio, na segunda-feira, entre Jatene, Couto, Pioneiro e Duboc, não teriam vindo do governador, mas, do senador tucano, que teria se estressado com Pioneiro – diz a fonte.
Ela também chama a atenção para a declaração de Jatene, à imprensa, na manhã de hoje: “Ele praticamente disse, para quem quisesse ouvir, que o PSDB deveria assinar a CPI da AL”.
E acentua: “Esse pessoal que está sendo apontado como envolvido nas fraudes é todo do Mário. Você não acha estranho que a equipe do Mário tenha permanecido com o Juvenil?”
As informações correntes no Governo são que o suposto esquema de fraudes na AL teria começado, em pequenas proporções, no final da década de 90. Mas só teria pisado no acelerador após a ascensão da equipe investigada pelo Ministério Público.
A possibilidade de Sérgio Duboc pedir exoneração do Detran foi antecipada pela Perereca na última segunda-feira ( Aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/04/duboc-nao-caiu-mas-pode-cair.html e aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/04/tapioca-na-parada-agora-so-falta-o-cafe.html )
A situação dele se tornou muito complicada depois da operação do MP e da polícia, na terça-feira da semana passada, para investigar supostas fraudes na AL.
Na ocasião, os promotores chegaram até a apreender quatro processos licitatórios da AL que estavam trancados na gaveta de Duboc, no Detran. (Aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/04/promotores-e-policia-apreendem.html).
Ao longo da semana, informações do MP mostraram que pelo menos três desses processos estão ligados a Croc Tapioca, a empresa envolvida no chamado “Tapiocouto”, o escândalo que sacudiu a AL em 2006, na gestão de Mário Couto. (Aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/04/processos-licitatorios-da-assembleia.html).
E uma das grandes dores de cabeça dos tucanos, além do fato de Duboc permanecer no Governo apesar de todo esse escândalo, é que são indisfarçáveis os laços que o ligam a Mário Couto (aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/04/lacos-de-familia-sergio-duboc-foi.html).
Tem mais aqui, no release da Secretaria de Comunicação do Governo:
Governador Simão Jatene anuncia saída do diretor do Detran
O governador Simão Jatene anunciou, na manhã desta quarta-feira, 27, que o diretor do Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Sérgio Duboc, será substituído pela técnica Maria do Céu Guimarães de Alencar. Até o final desta semana, tanto a exoneração de Duboc quanto a nomeação de sua substituta devem ser publicadas no Diário Oficial do Estado.
Simão Jatene anunciou a saída de Sérgio Duboc em coletiva concedida durante uma visita à Santa Casa de Misericórdia. Segundo o governador, Duboc entregou o cargo diante das acusações envolvendo seu nome em irregularidades na Assembléia Legislativa. “Ele declarou que não gostaria que o governo fosse alvo de disputas políticas envolvendo o o seu nome, e para que pudesse se defender das acusações pediu afastamento, com o que concordei”, explicou.
Jatene fez questão de ressaltar as qualificações de Márcia do Céu Alencar para o cargo de diretora do Detran. "Ela é uma técnica muito competente e fez um excelente trabalho à frente da Secretaria de Planejamento no primeiro mandato. E por ter esse perfil, embora já estivesse aposentada, é que foi convocada a prestar mais este serviço ao estado e à gestão pública”, disse ele.
Questionado se seria a favor da instalação da CPI para investigar as irregularidades na Assembléia Legislativa do Estado, o governador disse que é preciso apurar as responsabilidades. "Se isso não acontecer, fica, para todos, a sensação de impunidade, o que não é bom nem para a sociedade nem para a classe política. Quando eu digo que sou a favor da apuração do caso, falo da necessidade de instauração do procedimento legal para isso”, afirmou.
Jatene ressaltou, no entanto, que é preciso que haja cautela no julgamento público das pessoas envolvidas. “No caso do Sérgio, eu não condenei nem julguei ninguém. É preciso ter cuidado na condução de situações como essa, pois julgamentos equivocados podem arrasar com a vida das pessoas antes que elas tenham a oportunidade de se defender. É preciso separar o joio do trigo”, disse.
Elielton Amador/Secom”
A Perereca volta já.

15 comentários:

Anônimo disse...

Vamos esperar os diretore de DUBOC,entregarem o lugar,é claro que a nova diretora presidente do detran,vai trazer os seus diretores de confiança,a sua equipe de confiança.
Os tentaculos da corrupção foram cortados antes de enrraizarem no orgão,más tem que mudar os que DUBOC nomeou no periodo que esteve a frente do detran,eles faziam parte de seu time.

Anônimo disse...

Gestor competente não responde intimações no TCE, como Maria do Céu até hoje responde, de quando esteve à frente do IGEPREV. Suas referências não são tão boas, assim como de seu esposo, o Orlando Alencar, que quase faliu o Banco do Cidadão, e até hoje tenta se explicar junto ao TCE. Portanto, talvez Jatene esteja dando bola fora ao nomear a Maria do Céu, mas conhecida como Maria do Inferno, pelos antigos funcionários da SEPLAN, tanto era a sua bondade. Suas contas não foram aprovadas no TCE. Jatene precisa ter calma e encontrar pessoas de reputação ilibada para comandar o Detran. Maria do Céu é muito fraca.

Anônimo disse...

Perereca quem ta rindo para as paredes é a Ana Julia, heheheheh

Anônimo disse...

Perereca,
Parece que os Tucanos, voltaram ao Governo, tarados por escandalos, vejam, um caso explicito de Nepotismo: O Secretario de Segurança Pública, Luiz Fernades, conseguiu, a nomeação de seu filho Fernando de Souza Rocha,para o cargo em comissão de titular de Delegacia, DAS 2, através da Portaria numero 3.217/2011, do Chefe da casa Civil, e publicada no Diário Oficial do Estado de 25.04.2011.Detalhe, A Policia Civil, é subordinada ao SEGUP. Lembrando ainda, que a sumula 13 do STF, proibe essas aberrações.
Com, esses assessores, o jatene,não precisa de adversários. Com a palavra a OAB.

Anônimo disse...

A saida do Duboc era inevitavel, o problema fica nos outros, no Tapiocouto, Pioneiro, Juvenil, Jader, Jatene, esses sim, são os mentores disto tudo, trocar o Duboc, é o que chamamos de perfumaria, os que ficam é quem são os verdadeiros culpados.

A VÍTIMA JÁ ERA!!!! AÇÃO RADICAL!!!! disse...

Embora não seja partidário do governador jatene, espero que ele, não esqueça que é o mandatário desse Estado, que o elegeu legitimamente para a missão de governar em nome de todo o povo paraense. Os larápios devem ser punidos!

Anônimo disse...

Perereca vc vale MILHÕES. Mas conta pra nós como foi a audiência ontem.Sucesso, saúde e paz pra vc.

Anônimo disse...

O Gov. Jatene, não disse, que queria, realizar um pacto. Pronto, montou-se, o PACTO DA ROUBALHEIRA. Cadeia, para essa tucanalha.
Carlos Santos

Anônimo disse...

NOTIFICAÇÃO DE JULGAMENTO Nº 532-D/2010

De ordem da Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Pará, Conselheira MARIA DE LOURDES LIMA DE OLIVEIRA, notifica a Sra. MARIA DO CÉU GUIMARÃES ALENCAR, Responsável à época, de que no dia 14.09.2010, às 08h30min, o Plenário deste Tribunal julgará o Processo nº 2007/51139-8, que trata da prestação de contas do FUNDO PREVIDENCIÁRIO DO ESTADO DO PARÁ - FUNPREV, referente ao Exercício Financeiro de 2006.

Na oportunidade informo que, conforme disposição contida no Art. 243 do Regimento do TCE-PA, o (a) interessado (a) poderá produzir Sustentação Oral por ocasião do referido julgamento, caso entenda necessário.

Belém, 08 de setembro de 2010.

JOSÉ TUFFI SALIM JUNIOR

Anônimo disse...

Essa senhora teve uma passagem relâmpago, como Secretaria-adjunta da SEDES, inclusive numa gafe, pois estava no cargo, nomeada há apenas dois dias e ao mesmo tempo foi nomeada outra pessoa.
Bem mas isso não importa, o que interessa é que aqui na SEDES ninguém viu essa "competencia" toda que está sendo alardeada agora, pelo contrário. Quanto a honestidade não deu tempo para comprová-la ou não.

Anônimo disse...

O governo dos fantasmas, do Simão Lorota, precisa dar uma explicação a opinião pública, se é que existe.
João costa

Anônimo disse...

A notícia abaixo é do site do tribunal regional federal da primeira região, do qual o Pará faz parte.

Por lá, ou seja, Roraima, a bandalheira semelhante a que graça hoje na ALEPA daqui foi julgada pela Justiça Federal. Por que aqui a coisa é diferente?????????



Em sentença proferida na última terça-feira (26), pela 1.ª Vara da Seção Judiciária de Roraima, nos autos da Ação Penal n.º 2006.42.00.001983-3, o ex-governador Neudo Ribeiro Campos foi condenado pelos crimes de peculato e formação de quadrilha.
O ex-governador foi condenado em ação penal proposta pelo Ministério Público Federal por ser considerado o mentor e participante do esquema fraudulento denominado “esquema dos gafanhotos”, no período de 1999 a 2002, quando exercia o cargo de governador do Estado de Roraima.
Segundo a sentença, a materialidade e autoria delitivas foram comprovadas pelas provas constantes do inquérito, depoimentos de testemunhas, perícias e demais elementos colhidos na instrução penal.
Conforme a sentença, o réu cometeu diversos crimes de peculato, em continuidade delitiva, desviando, naquele caso específico, mais de um milhão de reais do erário, tudo em troca de apoio político e para fins eleitorais.
O esquema envolvia a inclusão de servidores “fantasmas” na folha de pagamento, que tinham seus salários desviados mediante o uso de procurações outorgadas a pessoas ligadas a determinada autoridade pública, a quem o ex-governador estabelecia cota.
A condenação ocorreu pela prática dos crimes de peculato-desvio em continuidade delitiva (art. 312, c/c art. 71, ambos do Código Penal) e formação de quadrilha ou bando (art. 288, do Código Penal).
A sentença fixou a pena privativa de liberdade em 16 anos de reclusão, a ser cumprida em regime inicial fechado. Reconheceu, contudo, o direito do réu de apelar em liberdade.
A ação penal em referência foi proposta em janeiro de 2004. A demora no julgamento ocorreu devido ao fato de o acusado, quando processado na Vara Federal, invocou a condição de ex-governador, e o processo deslocou-se para o Superior Tribunal de Justiça; perdido o foro, pleiteou e foi nomeado secretário de Estado, deslocando o processo para o TRF da 1.ª Região; em seguida, pediu exoneração do cargo de secretário de Estado, e o processo retornou à 1.ª Instância; logo em seguida, elegeu-se deputado federal, e o processo foi deslocado para o Supremo Tribunal Federal; quando se encerrava a instrução criminal, renunciou ao mandato de deputado federal, e o processo retornou à 1.ª Instância; nas eleições de 2010, candidatou-se a governador do Estado de Roraima, cuja eleição acarretaria o retorno do processo ao Superior Tribunal de Justiça.
O ex-governador responde a outras ações penais que o acusam de peculato e formação de quadrilha no contexto do denominado “esquema dos gafanhotos”, ações estas que tramitavam no Supremo Tribunal Federal, mas voltaram a tramitar na Justiça Federal de Roraima desde a renúncia do acusado ao cargo de deputado federal, ocorrida em agosto de 2010.
O inteiro teor da sentença, num total de 75 laudas, está disponível para consulta no sítio eletrônico da Justiça Federal de Roraima, no endereço www.jfrr.jus.br, menu “Judicial”, item “Pesquisa de Sentenças”.

Seção Judiciária de Roraima


Assessoria de Comunicação Social
Tribunal Regional Federal da 1ª Região

Anônimo disse...

Nada melhor que o poder para causar uma grande cizânia entre "amigos".Foi assim com o PT e está se repetindo com a Tucanalha.

KKKKKKKKKKK!!!!

Aspone eternamente. disse...

Poxa, nem sentei meu bundão branco no Detran e já me chutaram pra fora, como é triste e difícil a vida de ASPONE, todo mundo é contra nós, eu acho que é inveja, mas enfim... Bora ver o que o padrinho vai arrumar agora, só resta esperar e tú Perereca, pare de ser enxirida e ficar cutucando tudo quanto é canto e desempregando a gente.

Anônimo disse...

Perereca,
Tem um sobrinho do Tapiocouto que ta aboletado no Detran e diz pra quem quiser ouvir que o "pessoal do senador" vai continuar mandando lá. Somente quem sifu foi o Dubok, mas os esquemas, segundo sobrinho, vão continuar.
Com a palavra, o chefe da tucanalha Simão "Lorota" Jatene