Ban

terça-feira, 26 de abril de 2011

Processos licitatórios da Assembléia Legislativa apreendidos no gabinete do diretor do Detran conteriam “visíveis indícios de montagem”. Três deles seriam da empresa envolvida no chamado “Tapiocouto”.


Três dos processos licitatórios da Assembléia Legislativa apreendidos pelo Ministério Público no gabinete do diretor do Detran, Sérgio Duboc, na terça-feira passada, são de certames vencidos pela empresa J.C. Rodrigues de Souza Produtos Alimentícios Ltda, cujo nome de fantasia é “Croc Tapioca” – a mesmíssima do “Escândalo da Tapioca”, o chamado “Tapiocouto”.
Apesar do nome da empresa, as três licitações se referem à compra de material elétrico e de expediente e até a uma obra de engenharia. Somam cerca de R$ 240 mil. Foram realizadas em 2006, quando a Assembléia Legislativa era presidida pelo senador tucano Mário Couto, de quem Duboc foi diretor-financeiro, na AL, e mais recentemente, assessor no Senado Federal.
Segundo uma fonte do MP, as licitações conteriam “visíveis indícios de montagem”.
Em cada uma delas, o certame seria pouco inferior a R$ 80 mil – o que indicaria, diz a fonte, um artifício para manter a compra nos limites previstos por Lei para as aquisições através de carta-convite, modalidade licitatória fácil de burlar (a partir de R$ 80 mil é obrigatória a Tomada de Preços, que é bem mais complexa).
 Nos processos, haveria  até nota fiscal de compra de material elétrico que não discriminaria o que foi comprado – e o material, mesmo sem estar discriminado, teria sido dado como entregue na AL.
A “Croc Tapioca” pertenceria ao marido ou ex-marido de Daura Hage, uma das servidoras presas na terça-feira, na operação do MP e polícia civil para investigar supostas fraudes na Assembléia Legislativa do Estado.
Na época das licitações, Daura integraria a Comissão de Licitação da AL, que é responsável pelas compras da Casa.
Daura seria prima do deputado estadual Junior Hage, atual titular da Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego e Renda (Seter).
Na casa dela, teriam sido apreendidos, na terça-feira, R$ 23 mil em dinheiro e uns R$ 15 mil em tíquetes de alimentação.
Já Duboc, também suspeito de envolvimento nas supostas fraudes, assumiu a Diretoria Financeira da AL em 2003, na administração do tucano Mário Couto, hoje senador.
Permaneceu no cargo até maio do ano passado e, em julho, foi nomeado Secretário Parlamentar do Senado, para trabalhar no “escritório de apoio” do senador.
Quando saiu do escritório de Couto, em janeiro deste ano, quem ocupou o lugar foi um cidadão chamado Sérgio Duboc Moreira Filho, possivelmente, filho dele (leia a matéria completa aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/04/lacos-de-familia-sergio-duboc-foi.html).
Duboc deixou o Senado para assumir a direção-geral do Detran e teria sido indicado para o cargo também por Mário Couto.
Na operação de terça-feira, como noticiou a Perereca com exclusividade (http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/04/promotores-e-policia-apreendem.html) foi preciso até chamar um chaveiro para abrir a gaveta de Duboc, em seu gabinete no Detran, onde foram encontrados quatro processos licitatórios da Assembléia Legislativa.
O quarto processo, também referente a uma licitação por carta-convite, seria para a realização de uma obra de engenharia, mas a Perereca ainda não conseguiu saber qual a empresa que teria vencido o certame.
A Perereca volta já.

13 comentários:

Anônimo disse...

égua PERERECA,tu es florida,sabe tudo,por isso que te admiro,não tem diario,liberal,não tem pra ninguém.
Tu es o cara,parabens pelo melhor blog do pará,te admiro e sou teu fã.n

Anônimo disse...

Que bom que a Sra. voltou cheia de novidades, que infelizmente, deixam o nosso estado cada vez mais pobre e podre às custas desse politiquieros.

Anônimo disse...

Quando a ex-deputada Regina Barata requereu ao plenário da ALEPA uma investigação e até mesmo uma CPI, o Juvenil embolsou o podido e sentou nele. KKKKKKK Agora resurge como Fenix esse escândalo paroquial. Toma-te!

Anônimo disse...

Lavar as escadarias da Alepa é hipocrisia, o movimento tem que ir pra rua. Político ladrão tem pavor de povo na rua.

Anônimo disse...

Em termos de Nepotismo, a Tucanalha, é impressionante, O secretário de Segurança Pública, Luiz Fernandes,acaba de conseguir a nomeação de seu filho, Fernando de Souza Rocha,para o cargo em comissão de Titular de Delegacia- DAS 2, através da Portaria 3.217/2011, assinada pelo Chefe da Civil, Zenaldo Coutinho, e publicada no Diário Oficial do Estado de 25/04/2011. Com a palavra a OAB. Ressalta-se que a sumula 13 do STF, veta esse tipo de procedimento.

Anônimo disse...

Denúncia:

Hoje foi publicadO no Diário Oficial contrato com dispensa de licitação da empresa E.B.Cardoso com o DETRAN. Neste processo de dispensa não há parecer jurídico de qualquer procurador do DETRAN concursado, mas somente do procurador jurídico chefe (DAS). Pode apurar!

Dispensa de Licitação

Número de Publicação: 225338

Errata da Publicação Nº 225051

Dispensa: 1/2011

Data: 20/04/2011

Valor: 737.141,88

Objeto: Prestação de serviços de limpeza, higiene e conservação a serem efetuadas nas áreas internas e externas da sede do DETRAN/PA, no posto da Av. João Paulo II, posto da Rua Antonio Barreto, Regionais e Agências de Trânsito.

Fundamento Legal: Art. 24, inciso IV da Lei n° 8.666/93 e suas alterações.

Orçamento:

Programa de Trabalho Natureza da Despesa Fonte do Recurso Origem do Recurso

06181118425890000 339037 0261000000 Estadual

06181118425900000 339037 0261000000 Estadual

06122012545340000 339037 0261000000 Estadual

Contratado(s):

Nome: E. B. Cardoso

Endereço: R WE-4, Bairro: Marambaia, 386

CEP. 66623-284 - Belém/PA

Telefone: 9132384884

Ordenador: ANTONIO FERNANDO CARVALHO DE OLIVEIRA

Anônimo disse...

Caiu, caiu ... o homem forte do Detran e do senador Mário Couto. Quem informou foi o governador Simão Jatene. Agora o próximo deve ser...

Anônimo disse...

Dona Perereca, o Duboc caiu.
kkkkkkkk e disque "pediu prá sair", kkkkkkkkk Nois é leso maninha.kkkkkkk

Anônimo disse...

Caro anônimo das 1:56, segundo as fontes do DETRAN, na verdade havia um Parecer Jurídico expedido por Procurador Concursado indeferindo a dispensa de licitação por violar a Lei 8.666/93, entretanto o mesmo foi retirado dos autos e substituído por outro feito pelo Procurador Chefe (DAS) pau mandado do DUBOC e do COUTO, Dr. MAURÍCIO BLANCO, que contra a lei deu parecer permitindo o cometimento de tal irregularidade. Aí MP, vamos investigar mais essa tramóia, porque de graça não foi né?

Anônimo disse...

Uma vergonha o que está acontecendo com o governo Jatene,no Detran e em outros Órgãos: Fundamento Legal: Art. 24, inciso IV da Lei n° 8.666/93 e suas alterações.
Isso só pode ser usado em casos de emrgencia ou calamidades. Onde está a Auditoria Geral do Estado? Dormindo?

Anônimo disse...

Perereca, dê publicidade a essa dispensa de licitação. O caso precisa ser investigado urgente!

Anônimo disse...

Dona perereca por que o Jornal Liberal, não coloca o nome da 'Mulher DoDinheiro" Da Alepra, Uma Senhor a de Nome Rosana Barleta, dizem que é por que ela é prima do Procurador Geral do Ministério Público, assim ,tá dominado , tá tudo dominado, essa não cai nunca é a mulher de ferro do DubocXMario TapiocoutoxJuvenil...O M.P,deveria apurar as licitões e como pagavam e pedir ao Banco não só as folhas de pagamento...O M.P, deve emendar o pedido se não continua tudo como antes no tempo de abrantes...Eita turma forte.

Anônimo disse...

Perereca, essa empresa E. B Cardoso já presta serviço de limpeza para o Detran desde o governo passado, talvez não tenha tido tempo para realização da licitação.