Ban

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Educação e Segurança entre os melhores serviços do Governo do Estado... Quem afirma é uma tal de Autrabel, que também premiou, vejam só!, a Rede Celpa como the Best of the Best do Pará...


Deve ser desespero, só pode. Ou então, brincadeirinha de mau gosto com a cara da gente.


A Perereca estava entretida com uma nova investigação, quando deu de cara com uma pitoresca notícia no site da Agência Pará.


Diz a imaginativa peça que a Educação e a Segurança estão entre os melhores serviços prestados pelo Governo. Um fato, aliás, que teria merecido o “reconhecimento público” de associações e centros comunitários de todo o estado do Pará.


A Educação teria ficado em quarto lugar; a Segurança, em quinto, no ranking do “the best of the best” do Pará...


A dita pesquisa que resultou em resultado tão impressionantemente impressionante foi realizada por uma tar de Autrabel - Associação dos Usuários do Trânsito, Transporte e dos Consumidores das Empresas Prestadoras de Serviços Públicos do Pará.


Para quem não sabe, a mesmíssima Autrabel que escolheu a Rede Celpa como a melhor prestadora de serviços do estado do Pará... 


(Mal comparando, é a mesma situação da Unama depois do diploma em "Diretchu" do Duciomar...)


Da votação, realizada em Sucupira, digo, Belém, teriam participado 164 representantes de associações e centros comunitários.


Que, a esta altura, supõe-se, já devem estar a bordo do ônibus espacial que os levará de volta ao Planeta Jiangjingpenpinhonpen-tcha-tchá!, na vigésima quinta galáxia depois da Via Láctea.


A vibrante, atuante, combativa, impoluta Autrabel é presidentemente presidida por um tar de Leandro Borges, que a Perereca ignora de onde saiu: se de Jiangjingpenpinhonpen-tcha-tchá! (apenas Tchá-tchá!, para os íntimos), ou se da Áurea Corte do Eternamente Eterno Império Tucano (Ave!).


O blog, aliás, está curiosíssimo para saber quantos e quem são os filiados dessa tar de “Associação dos Usuários do Trânsito, Transporte e dos Consumidores das Empresas Prestadoras de Serviços Públicos do Pará”, em cuja denominação, de tão abrangentemente abrangente, se enquadram “tudinhos” os habitantes deste estado.


Sem brincadeira: só pode ser desespero do Governo ou vontade de tirar um sarro com a cara dos paraenses, o que levou a Agência Pará – que é mantida com o meu, com o seu, com nosso dinheirinho – a dar publicidade a essa tar de “premiação”.


No mês passado, um estudo do Unicef mostrou que 70% dos adolescentes paraenses não concluem nem mesmo o ensino fundamental.


E mais: 65% dos nossos estudantes do ensino médio estão atrasados na escola; freqüentam uma série que, pela idade que já têm, há muito deveriam ter concluído.


Há anos, algumas das cidades paraenses estão entre as mais violentas do Brasil.


E quase todos os nossos indicadores sociais só são “melhores” que os do Maranhão e Piauí.


Quer dizer: afirmar que os serviços públicos do Pará prestam pra alguma coisa, só mesmo se o sujeito vier de lá de Jiangjingpenpinhonpen-tcha-tchá!


E já nem vou falar da Rede Celpa, que até o pessoal operado pelo Duciomar sabe muito bem que é uma bela duma porcaria.


Nada a estranhar, porém, num estado que, apesar de miserável, desperdiça R$ 40 milhões por ano em propaganda – ou mais do que destina à Santa Casa de Misericórdia.


Abaixo, a notícia da Agência Pará sobre essa pitorescamente pitoresca premiação:


Educação oferecida pelo Estado é reconhecida em pesquisa local


Da Redação
Agência Pará de Notícias


O ensino oferecido à população pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) recebeu reconhecimento público ao conquistar o quarto lugar na pesquisa da Associação dos Usuários do Trânsito, Transporte e dos Consumidores das Empresas Prestadoras de Serviços Públicos do Pará (Autrabel). O levantamento teve o objetivo de avaliar os serviços prestados ao público no Estado.


Para eleger os melhores serviços, 14 empresas do gênero foram submetidas à seleção de 164 representantes de centros comunitários e de associações da Região Metropolitana de Belém e do interior do Estado. A pesquisa foi feita em dois momentos. O governo do Estado, na área da educação, conquistou o 11º lugar na pesquisa inicial e o quarto lugar na pesquisa final.


Outros serviços prestados por secretarias do Estado receberam destaque na pesquisa, entre elas a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), com o quinto lugar, e a Secretaria de Saúde Pública (Sespa), com o 12º. 


Para o presidente da Autrabel, Leandro Borges, a avaliação dos serviços prestados pelo governo mereceu destaque. "O Estado vem dando sinais de melhora na prestação desses serviços", disse, referindo-se aos resultados conquistados nas áreas da educação e segurança pública.

Para o secretário de Educação, Cláudio Ribeiro, o resultado da pesquisa é um reconhecimento da população acerca dos serviços prestados pelo governo na área. “Desde o início do ano passado estamos nos dedicando a melhorar o atendimento prestado à sociedade. Esse resultado é um reconhecimento que nos motiva a continuar nos esforçando na perspectiva de melhorar o serviço voltado à população’, diz”.

10 comentários:

Anônimo disse...

Propaganda enganosa, né dona Perereca? Mas o governo vai gastar quanto mesmo em Propaganda? Então tá, simples assim.

Rainha da Inglaterra (acredite se quiser) kkkkkkkk

Anônimo disse...

Que pena a OI ter ficado de fora, assim o time da malandragem estaria completo

Guilherme Marssena disse...

Leandro Borges é um ex-seguidor do ex- deputado federal BABÁ.Cmo todo bom Trotskysta ,hoje é um grande Lambe-Botas da DEMOTUCANALHADAPEPESSISTA e do PMBD paraenses.

Na Ilharga disse...

Pelo que foi publicado no DP, essas avaliações sairam de um "seminário" em Ananindeua, com a presença de 164 representantes de centros comunitários da RM de Belém, promovido pela dita Autrabel do Leandro Borges, que vivia as turras com o Edmílson quando este era prefeito e depois sossegou o facho, após pífia votação tentando uma vaga na Câmara Municipal de Belém pelo PSB.
Agora volta com uma, digamos, agenda positiva na linha do as coisas estão maravilhosas com Simão, Helder e quem mais patrocinar sua "causa".

Anônimo disse...

Há cerca de 4 ou 5 anos atrás assistí um evento pago pela Celpa no Auditório Gabriel Hermes, no qual estavam várias associações como essa tal de Autrabel, e, no plenario, ouvi várias reclamações, de outras associações, contra o tal de Leandro, que estaria recebendo recursos da concessionária para aplacar os associados. Diziam que os benefícios deveriam ser para todas as associações. Portanto dá para entender como foi fabricado o resultado risível dessa pesquisa. Se aprofundar vc vai ver que isto é apenas a ponta de um iceberg em que a Celpa tenta manter bem no fundo suas ações criminosas contra a concessão. Não é a toa que ela cala ao patrocinar a imprensa local, pondo em prática a cartilha corporativa do sul maravilha.

Anônimo disse...

Investigue melhor essa Austrabel e o senhor Leandro Borges, vais ter muitas surpresas.

Anônimo disse...

- Bem se o Pará tá muito bem obrigado, em Saúde e em Educação, imagina nos outros serviços.!!!!!!!!
Vou mandar para todos os meus amigos.

Anônimo disse...

huauahuauhaauhuahhauu....

huauahuhauhauhuahuauauh....

uahuhauhauhuahuauauhauhauha....

e mais huahuahuhauhahua...

Pererequinha querida, só rindo muito...não tenho nem palavras pra descrever tanta sandice...

anonimobpchoque disse...

pedimos ajudar em divulgar a retaliação do comandante do choque o MAJ QOPM RG 18305 EMMANUEL QUEIROZ LEÃO BRAGA esta agindo de forma covarde com os colegas de farda que estão lotados no Batalhão de Policia de Choque, localizado na Fernando Guilhon, entre Alcindo Cacela e Nove de Janeiro.

Esse desconforto aconteceu no dia da greve, 19 de janeiro deste ano, quando oitos viaturas do CONEM estiveram no pátio do batalhão, pela manhã amanheceram todos secos inclusive os estepes, o pelotão que estava de serviço insistentemente informou ao major e aos demais oficiais que não virão quem foi o causador das secagens dos pneus.

Ate então o referido Major Leão Braga, disse que não iria fazer nada, o que ficou claro que o mesmo estava com medo de uma possível manifestação na frente do quartel. Pois, agora esta querendo transferir 20(vinte) policiais para o município de Altamira por seis meses, o que observa-se e a forma de um ditador sem temor divino, pois, acredita na sua própria força. Acredita-se que alguns policiais irão para o Ministério Publico.

A ida no Ministério Publico seria para que houvesse a analise nas ordens de transferências absurdas que será realizadas pelo próprio comandante. Os policiais que vão para Altamira estão com famílias passando dificuldades financeiras, conjugais, psíquicas, e outras. Em vez de ajuda terá, um aumento nos problemas particulares dos militares. Peço que nos ajude a divulgar o não direito de defesa!!!! Agradecemos.

anonimobpchoquepa@gmail.com

Anônimo disse...

Não consigo "facebookear" as matérias do blog