Ban

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Tocantins em Chamas 2

Assembléia do Tocantins aprova
moção de repúdio contra Kátia Abreu


A Assembléia Legislativa do Tocantins aprovou, hoje de manhã (01/12), moção de repúdio à senadora Kátia Abreu, do DEM daquele estado.

A decisão foi motivada por reportagem da revista Carta Capital, que acusa a senadora de se apropriar de terras de pequenos agricultores.

É a segunda moção de repúdio direcionada à Kátia Abreu por uma assembléia legislativa – a primeira partiu do estado de Minas Gerais – em menos de um mês.

Na AL mineira, a decisão também decorreu da reportagem da Carta Capital.

A senadora, em nota à imprensa, negou as acusações e disse que vai processar a revista.

Kátia Abreu, que também preside a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) foi autora de um pedido de intervenção no Pará.

Ela acusou o Governo do Estado de descumprir mandados de reintegração de posse em favor de grandes proprietários de terra.

Leia abaixo as informações coletadas na internet pela Perereca e, também, a íntegra da reportagem da Carta Capital:


"Por maioria de votos, Assembléia aprova moção de repúdio contra a senadora Kátia Abreu


Patrícia Saturno
Da Redação

Foi aprovada na manhã desta terça-feira, 1º de dezembro, na Assembléia Legislativa, a moção de repúdio à senadora e presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Kátia Abreu (DEM), proposta pelo deputado estadual Stalin Bucar (PSDB), na quinta-feira, 26. Polêmica, a matéria foi acatada por maioria de votos, mas os dois deputados democratas - Osires Damaso e Toinho Andrade - se posicionaram contra, além de quatro abstenções - César Halum (PPS), Solange Duailibe (PT), Cacildo vasconcelos (PP) e Amélio Cayres (PR).

Aprovada no plenário, a presidência da Assembléia deverá agora encaminhar ofício ao Senado com a moção de repúdio à senadora.

A moção tem como pano de fundo a matéria publicada pela revista Carta Capital que denuncia suposto beneficiamento da senadora, através de “um golpe” a pequenos agricultores da região de Campos Lindos, onde a parlamentar teria se apossado das terras dos mesmos.

Bucar voltou a defender na tribuna o afastamento de Kátia da presidência da CNA, até que sejam esclarecidos os fatos.

Defesa

Ainda no início da sessão, Osires Damaso foi à tribuna e atacou a revista Carta Capital. Ele afirmou que a matéria em questão seria tendenciosa e que a revista enfrentaria uma série de ações judiciais em função do que chamou de publicações mentirosas. Ele acusou a revista de se utilizar de documentos falsos em material já publicado e de ser alvo de condenações por difamação.
“Alerto aos pares que o requerimento apresentado pele deputado Stalin Bucar deve ser rechaçado por esta Casa de Leis”, defendeu o democrata. Ele afirmou que a matéria era motivada por questões pessoas, por parte de Bucar.


Votação


Damaso e Toinho Andrade votaram contra a matéria.

O ex-democrata César Halum foi um dos que decidiu se abster, mas antes, declarou que teria “motivos de sobra para votar a favor”. Ele disse que saiu do DEM “por perseguição política e discriminação” e que tanto ele quanto os demais deputados que deixaram a sigla, teriam sido “usados como trampolim” por Kátia Abreu, para atingir seus objetivos.

Ele ainda alegou que hoje sofre processo onde o DEM pede o seu mandato, “movido a toque de caixa”, pela senadora. Antes de dizer que se absteria, afirmou que seu posicionamento era “para provar” que não seria “tão baixo quanto ela [Kátia]”.

A petista Solange Duailibe também se absteve. Ela justificou que não tem qualquer afinidade política com Kátia, mas ainda assim, não iria votar a favor de moção de repúdio. Amélio Cayres foi além e disse que vai se abster de votar todas as vezes que o repúdio for direcionado a outro parlamentar".


(Fonte: portal do Cleber Toledo -TO)

http://www.clebertoledo.com.br/n/bdf3c189e03dd47679e0c3a04f137e33/al-aprova-repudio-a-katia-abreu-com-2-votos-contra/



"Moção de Repúdio é aprovada na AL


Com dois votos contrários e quatro abstenções, foi aprovado, na manhã desta terça-feira, dia 1º, o requerimento do deputado Stalin Bucar (PR) que pede o envio de uma Moção de Repúdio em desfavor da senadora Kátia Abreu (DEM) que, recentemente, foi citada pela Revista Carta Capital em matéria sobre apropriação de terras.

Da tribuna, Stalin argumentou que a iniciativa do requerimento teve o propósito de defender os direitos das famílias tocantinenses que, segundo ele, estão sendo vítimas da desapropriação de terras.

Ao esclarecer seu ponto de vista, Stalin criticou a atitude da presidente da CNA, enfatizando que, ao apropriar-se das áreas destinadas para os agricultores, a senadora agiu de forma desumana e contrária aos interesses sociais.

“Ela deveria pelo menos honrar o cargo que ocupa e dar exemplo. Não podemos permitir que esse tipo de situação continue acontecendo em nosso Estado”, concluiu Stalin.

A Moção de Repúdio foi criticada pelos deputados Osires Damaso (DEM) e Toinho Andrade (DEM), os únicos a votarem contra a proposta. O deputado Toinho Andrade saiu em defesa da senadora, dizendo que os parlamentares não deveriam aprovar a matéria contra uma das mulheres mais brilhantes do Estado.

A declaração do deputado foi reforçada pelo também democrata Osires Damaso que lamentou o fato, mencionando que a revista não teria credibilidade para falar da senadora.

Stalin Bucar também solicita o afastamento da senadora da presidência da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) até que as denúncias sejam apuradas".

(Maisa Medeiros)

(Fonte – AL Tocantins)
http://www.al.to.gov.br/noticias.swd?codigo=18690


"Denúncias contra senadora motivam moção de repúdio


Denúncias contra a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) motivaram requerimento da Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da Assembléia Legislativa de Minas Gerais. O deputado Chico Uejo (PSB), integrante da comissão, foi quem trouxe as informações envolvendo a parlamentar federal, na reunião desta terça-feira (24/11/09).

Segundo Chico Uejo, a matéria "Golpe contra camponeses", publicada na revista Capital desta semana, revela esquema de apropriação, pela senadora, de propriedades de agricultores familiares em Tocantins. No requerimento, Uejo solicita que seja enviada moção de repúdio às atitudes da senadora denunciadas pela reportagem, e ainda que ela seja afastada temporariamente da presidência da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), até que sejam esclarecidas e julgadas as denúncias."

(Fonte: AL Minas Gerais)

http://www.almg.gov.br/not/bancodenoticias/not_770294.asp

Encontrei mais essa notícia:

Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da AL-MG aprova moção de repúdio à Kátia Abreu

A Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou ontem, terça-feira, 24, o requerimento apresentado pelo deputado estadual Chico Uejo (PSB) de repúdio ao envolvimento da presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), senadora Kátia Abreu (DEM-TO), no esquema classificado pelo Ministério Público Federal do Tocantins como sendo de “grilagem pública” no município de Campos Lindos, Estado do Tocantins.

A denúncia foi veiculada em matéria desta semana pela revista Carta Capital. Os deputados da Comissão presentes na reunião - Antônio Carlos Arantes (PSC), Chico Uejo (PSB) e Vanderlei Jangrossi (PP) - assinaram pela aprovação.

A revista responsabiliza a senadora por um esquema de apropriação de terras de agricultores familiares. Segundo Uejo, é necessário tratar a questão com a mesma severidade que os ruralistas tratam os atos considerados criminosos, do Movimento dos Sem-terra. O deputado classificou ainda como injusta e covarde a expulsão dos pequenos agricultores da região de Campos Lindos.

O documento solicita também o afastamento temporário da senadora de sua função de presidente da CNA até que as denúncias sejam esclarecidas e julgadas. Uejo afirma que a partidarização e utilização de instituições como sindicatos, federações e confederações para fins de promoção eleitoral é um desserviço para a agricultura. “A postura da senadora Kátia Abreu não condiz com a de presidente de uma instituição tão importante quanto a Confederação Nacional da Agricultura”, completou.


(Fonte: Conexão Tocantins)
http://www.conexaoto.com.br/noticia/comissao-de-politica-agropecuaria-e-agroindustrial-da-al-mg-aprova-mocao-de-repudio-a-katia-abreu/7830


Leia a reportagem da Carta Capital e o desmentido de Kátia Abreu aqui:
http://pererecadavizinha.blogspot.com/2009/11/tocantins-em-chamas.html

Um comentário:

Anônimo disse...

O QUE FAZ UM CAFÉ DA MANHÂ!