Ban

segunda-feira, 6 de abril de 2015

TV Cultura lança documentário sobre o “Balanço do Rock”. No ar há 25 anos, programa da Cultura FM tem sua história contada por Robson Fonseca. Lançamento será no dia 17 de abril, com show no Waldemar Henrique.



Todo sábado, às quatro da tarde, a Rádio Cultura FM leva aos ouvintes o “Balanço do Rock”, um programa, como o próprio nome diz, destinado a todas as tribos roqueiras. Lançado em agosto de 1990, inicialmente como uma série sobre a história do rock, o "Balanço" está no ar há 25 anos, sem interrupção.

Essa história virou um documentário, produzido pela TV Cultura, com lançamento no dia 17 de abril, às 20h, no Teatro Waldemar Henrique. O lançamento integra as comemorações pelos 30 anos da Rádio Cultura.

Com direção e edição de Robson Fonseca, fotografia de André Mardock e Samuel Rodrigues, luz de Gilberto Bessa e produção de Felipe Cortez, o documentário "Balanço do Rock, a mais tribal de todas as festas" registra em depoimentos e imagens a trajetória do programa que abriu espaço para dezenas de bandas locais.

"É como reviver a história do rock paraense, desde os lendários shows no Teatro Waldemar Henrique, passando pelas três edições do festival Rock 24 Horas. Depois de gravar as entrevistas, fui pesquisar no arquivo da TV Cultura, que reúne um material incrível. É um acervo que nenhuma outra emissora possui. Nesse sentido, me senti privilegiado”, conta Robson Fonseca, que em 2012 dirigiu o documentário "Pau e Corda - Histórias de Carimbó", também com selo da TV Cultura.

Idealizado por Beto Fares e Felipe Gillet, o “Balanço do Rock” teve como primeira apresentadora a jornalista Ursula Vidal.

“A ideia era produzir 13 programas contando a história clássica do rock. Mas a repercussão foi tão grande que o programa acabou entrando na grade da emissora”, explica Beto Fares, figura central do documentário e um dos principais incentivadores da cena roqueira local.

Ao longo de mais de duas décadas, o “Balanço do Rock” não apenas divulgou as bandas paraenses, mas colocou boa parte delas no estúdio Edgar Proença, resultando em trabalhos que fizeram história, como “Pequenos Delitos”, dos Delinquentes; e “Mundo Açu”, do Cravo Carbono. 

“Não temos ideia do número exato, mas certamente mais de 50 bandas paraenses gravaram suas demo-tapes nos estúdios da Cultura FM”, diz Robson Fonseca.

Além dos idealizadores e apresentadores do programa, integrantes de várias bandas de rock também deram depoimentos ao documentário, como Roosevelt Bala, do Stress; Jayme Katarro, do Delinquentes; Giovani Villacorta, do Norman Bates; e Sammliz, do Madame Saatan, assim como o empresário Ná Figueredo, outro grande apoiador do rock paraense.

A reunião de tanta gente bacana acabou resultando numa banda para gravar a trilha sonora do documentário, reunindo clássicos como "Metal City", do DNA; "Planeta dos Macacos", do Delinquentes; "Noé", do Norman Bates; e "Beirute", do Insolência Públika. Formada por Camillo Royale (guitarra), Elaine Valente (guitarra), Sydney KC (contrabaixo) e Neto (bateria), a “banda do doc” traz nos vocais Jayme Katarro, Giovani Villacorta, Bruno Carrera, Norah Valente, Roosevelt Bala e Zé Lucas.

Para quem curtiu a ideia, no lançamento do documentário haverá um pocket show, no mesmo local que abrigou performances históricas, o Teatro Waldemar Henrique.

O show tem roteiro e direção de Beto Fares e produção de Felipe Cortez e Regina Silva. 

A Rádio Cultura FM fará a transmissão ao vivo, com apresentação de Lucas Padilha e Raul Bentes, que desde 2011 assumiram o "Balanço do Rock". 

Devido à lotação do teatro, serão destinados apenas 100 ingressos para músicos e convidados e 100 para o público, com sorteio entre os ouvintes da emissora. A TV Cultura (Canal 2) exibe o documentário no mesmo dia. 


SERVIÇO 

Lançamento do documentário “Balanço do Rock, a mais tribal de todas as festas”, de Robson Fonseca (TV Cultura). Dia 17 de abril, às 20h, no Teatro Waldemar Henrique, com pocket show reunindo integrantes de várias bandas e transmissão ao vivo pela Cultura FM. Entrada franca. Ingressos limitados distribuídos durante a programação da emissora. 

Siga a Cultura nas redes sociais: 
Twitter: @portalcultura


(Fonte: Ascom/Cultura Rede de Comunicação)

Nenhum comentário: