Ban

segunda-feira, 22 de março de 2010

Detran vira terra de ninguém I


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) virou terra de ninguém.


Ninguém se responsabiliza pelo que lá acontece – nem o Governo, nem o PMDB.


E o contribuinte, esse eterno sofredor, fica sem saber quem manda no quê.


Pior: vê uma instituição pública à deriva, enquanto a “tchurma” do andar de cima lava, compulsivamente, as delicadas mãos.


É possível que tenha sido esse laboratório de esquizofrenia a resultar na trapalhada de R$ 106 milhões, que acabou anulada pela governadora Ana Júlia Carepa.

Como o clima que se respira lá dentro é de liberou geral, vale até uma dispensa licitatória desse tamanho, a imaginar que se trata da coisa mais natural do mundo.

Daí a possibilidade de que tal contrato seja, apenas, o começo de um inevitável transbordamento...

O xis da questão é esse jogo de empurra entre o Governo e o PMDB.


(E tal assertiva já soa estranha: afinal, o PMDB AINDA faz parte do Governo).

O Governo diz que entregou o Detran de “porteira” fechada ao PMDB.

Em outras palavras, com tudo dentro: cargos, dinheiro, poder de mando.

Mas o PMDB alega que entregou o Detran ao deputado Martinho Carmona.

E essa é outra afirmação esquisita, já que Carmona, para o bem e para mal, integra o PMDB.

Pode-se alegar, em defesa do PMDB, que Carmona é um elemento “suprapartidário”, já que seus interesses e “rebanho” não são exatamente os mesmos do partido, e sim de seu lobby evangélico.


Mas, ainda assim, é o PMDB a legenda de Carmona.

O Detran caiu no colo do deputado na esteira das negociações para a eleição de Domingos Juvenil, também do PMDB, à Presidência da Assembléia Legislativa.

A história, diz-me uma fonte peemedebista que jamais admitirá isso em público, teria sido mais ou menos a seguinte: Ana teria pedido a Carmona para se candidatar à Presidência da AL, para barrar Juvenil.

O PMDB, então, teria chamado Carmona, oferecendo-lhe o Detran e uma vaga do TCE (Tribunal de Contas do Estado), para que desistisse da disputa.

“Não foi bem assim. O Carmona não desistiu por causa disso” - conta alguém próximo do parlamentar – “Depois da eleição do Juvenil é que o PMDB chamou o deputado e disse que tinha um débito com ele e lhe ofereceu o Detran”.

O importante, como se vê, é isto: a entrega do Detran a Carmona foi uma decisão interna do PMDB – e não, como o partido “vende” ao distinto público, uma negociação entre a governadora Ana Júlia Carepa e o deputado-pastor.

As circunstâncias que cercaram tal entrega são, apenas, detalhes.

O miolo do “causo” é o caráter partidário de tal decisão.

E o fato de que o Detran, embora autarquia, não é espécie de “membro fantasma” do Governo.

Assim, Governo e PMDB têm, sim, enorme parcela de responsabilidade pelo que acontece lá dentro


(daqui a pouco tem mais)

4 comentários:

Anônimo disse...

Estou anciosa para ver a continuação da matéria.

Anônimo disse...

O Alberto Campos não é filiado ao PMDB.

Servidor do Detran disse...

Recentemente postei no blog do dep.parsival esse assunto,perguntei se o PMDB poderia interferir nessa administração atrapalhada na frente do órgão,colocando outro nome de confiança do partido no Detran,EX:Joercio barbalho.
Ele me disse que não,pois o Detran foi um acordo da ana julia com martinho carmona,e que os atos lá no Detran,eram de responsabilidade do carmona...
Vc está de parabéns,matou a cobra e mostrou o pau.

Anônimo disse...

Cara blogueira,
Sou leitora habitual de blogs e tenho ficado muito indignada com a forma, desrespeitosa, preconceituosa e machista com que o dep. Vic Pires franco se refere à Governadora Ana Júlia e algumas jornalitas de nossa cidade. Acho aviltante as postagens, fotos e insinuações que ultrapassam a questão política, invadindo a vida pessoal e divulgando factóides para confundir e plantar dúvidas nos leitores. Vc não acha que nós podemos fazer uma cruzada, conclamando todas as mulheres deste Estado a não votarem no dep. Vic, em nome de todas as conquistas históricas das mulheres e do respeito pela individualidade e direito a privacidade, conquistados com lutas ao longo de décadas. Vamos nos unir e divulgar nosso desagravo, conto com vc, sei que tem simpatia pelo dep. mas espero que a questão feminina seja preponderante em sua postura e que possa fazer um julgamento justo a respeito das atitudes chulas e irresponsáveis deste senhor q se diz representante do povo, não das mulheres, com toda certeza