Ban

terça-feira, 22 de maio de 2012

Uma festa de arromba: TCE, que aprovou contas da Assembléia Legislativa, que tem rombo de mais de R$ 100 milhões, agora vai recomendar à Assembléia que aprove as contas de Simão Jatene.

Confraternização: TCE, secretários de Estado e TJ na extraordinária sessão que aprovou as contas de Jatene.
 
Durante pelo menos dez anos a Assembléia Legislativa do Estado Pará (Alepa) foi saqueada por servidores e parlamentares, gerando um rombo estimado em mais de R$ 100 milhões.
 
Há de tudo nas fraudes investigadas pelo Ministério Público: funcionários fantasmas, superfaturamento e montagem de licitações, convênios com ONGs que eram, na verdade, quadrilhas, folhas de pagamento falsificadas, para turbinagem salarial.

No entanto, apesar de todo esse impressionante festival de irregularidades, não há notícia de que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) tenha desaprovado as contas da Alepa.

Ontem, o mesmíssimo TCE deu parecer favorável à prestação de contas do governador Simão Jatene (PSDB), relativa ao ano passado.

E foi por unanimidade!!! 

Além do relator do processo, Luís da Cunha, e do presidente do TCE, Cipriano Sabino, votaram a favor os conselheiros Nelson Chaves, Lourdes Lima e André Dias.

Só faltou o conselheiro e corregedor, Ivan Barbosa, que não estava presente. E que, aliás, é o único que não é ex-deputado.

Concursado, Ivan é oriundo do Ministério Público.

Já Luís Cunha, André Dias, Cipriano Sabino, Lourdes Lima e Nelson Chaves chegaram ao TCE na esteira de mandatos parlamentares.

Três deles – André, Lourdes e Nelson – eram, inclusive, tucanos históricos.

Já Luís Cunha era do PDT. Cipriano Sabino foi do PPB, PFL, PL, DEM e por aí vai.

Mas todos integraram a base de apoio da extinta “União pelo Pará”, que manteve o PSDB no Governo por doze anos consecutivos, entre 1995 e 2006.

E mais: pelo menos três deles possuem ou possuíram parentes diretos em cargos de confiança do governador.

Celso Sabino, suplente de deputado e irmão de Cipriano, é secretário de Trabalho, Emprego e Renda, na fatia de Governo que coube ao PR.

Rosimary, a mulher de Luís Cunha, presidiu até janeiro último a Ação Social do Palácio do Governo (Asipag), na cota do PDT.
Já André Dias teria dois filhos nomeados como Assessor Especial II do governador: os manos André e Victor Orengel Dias.

O salário dos meninos é bem bacana: mais de R$ 4,3 mil por mês, entre vencimentos e gratificações, conforme tabela de setembro do ano passado. 

Ou seja, mais do que ganha um soldado da PM ou um professor.

E mais de seis vezes o que recebem 40% dos trabalhadores paraenses, que vivem com o salário mínimo.

Mas além disso, dona Anete Teixeira Dias, mãe do conselheiro André Dias, também aluga uma casa ao Governo do Estado, pelo menos desde a primeira administração de Simão Jatene, entre 2002 e 2006.

O aluguel é muito legal: já vai em R$ 180.960,00 por ano, ou mais de R$ 15 mil por mês.

Não é tão bom, é claro, quanto recebem os conselheiros do TCE: em março, eles levaram pra casa R$ 187.606,70, entre vantagens e gratificações. O que, dividido por seis, deu, em tese, R$ 31.267,78 pra cada um.

Já em abril, mês da Páscoa, a soma das vantagens e gratificações deles ficou em R$ 197.498,90.

Com tudo isso, a confraternização de ontem, que juntou TCE, secretários de Estado e representante do Tribunal de Justiça, só não foi mais pai d’égua, porque, apesar da aprovação unânime das contas, os conselheiros insistiram – vejam só que coisa – em fazer ao Governo 35 “recomendações”, em decorrência de “falhas” detectadas na administração estadual.

Dezenove dessas “recomendações” foram “reiteradas”. Ou seja, repetidas. Ou seja, já haviam sido feitas antes.

E dezesseis, no dizer da Assessoria de Comunicação do TCE, são “novas formulações”.

E, ah, não dá pra esquecer, como observa a matéria no site do tribunal, que houve uma redução de 34% nessas “recomendações”, em relação a 2010. Ou seja, quando quem mandava no Governo era o PT.

“Nosso principal papel desempenhado é apreciar, fiscalizar o destino dos recursos públicos do Estado. Durante o relatório, o governador Simão Jatene atendeu todas às nossas recomendações, o que contribuiu e muito para a construção do relatório. Agora iremos encaminhar na próxima quinta-feira, 24, para aprovação na Alepa. Ficamos felizes quando há eficiência na aplicação dos recursos públicos, pois desta maneira vai haver melhoria na vida da população paraense”, discursou Cipriano Sabino.

Não há dúvida de que foi, realmente, uma extraordinária sessão.

.............

Confira abaixo:

Aqui, o demonstrativo de remuneração de pessoal de março e abril do TCE, publicado no Diário Oficial do último 15 de maio, caderno 5, página 4. Clique em cima dos quadrinhos para ampliar.

 
Aqui, um aditivo do contrato de aluguel da casa da mãe de André Dias, publicado no Diário Oficial de 29 de fevereiro deste ano, caderno 2, página 1:


 Abaixo, documentos a indicar que, de fato, André e Victor são filhos de André Dias.

Primeiro as nomeações deles.

A de Victor, publicada no Diário Oficial de 19 de agosto de 2011, caderno 1, página 5:

 
E aqui a relotação de André Orengel, publicada no Diário Oficial de 9 de fevereiro deste ano, caderno 1, página 6:


 Aqui, uma notícia publicada no portal das ORM em maio de 2008, na coluna de Adenirson Lage (que além de jornalista foi ou ainda é chefe do Cerimonial da Alepa), na qual ele cita o nome da então mulher de André: Jacqueline Orengel Dias:

 
Aqui a declaração de bens que André Dias apresentou à Justiça Eleitoral em 2010, na qual aparece novamente Jacqueline:


 Aqui, a prestação de contas de André Dias ao TSE, no qual figuram como doadores André e Vitor Orengel Dias.


 E aqui o blog de André, na eleição passada, no qual ele cita o nome da mãe e dos filhos dele:




22 comentários:

Anônimo disse...

Égua Perereca, está demais esta corrupção. Temos que fazer parar este trem da alegria. O TCE precisa fazer urgentemente concurso público para que, apenas os aprovados possam julgar as contas do Executivo. Fora com estes ex deputados que são uns verdadeiros sanguessuga. Quanto ao Simão Preguiça, deveria era pedir para sair, pois como governador ele é um grande cantor da noite.

Anônimo disse...

E nem precisava disso, né André? A sua mãe é rica, seus filhos têm excelente educação e podem competir com vantagem no mercado de trabalho.
Sua alma não adoece em saber que milhares de jovens deixam de receber o que a Constituição determina pelo excesso de regalias que você e esse povo todo do TCE têm?

Anônimo disse...

VERGONHA! VERGONHA! VERGONHA!!!

Anônimo disse...

Ei Perereca, não te esqueces que o Luís Cuinha, tem os irmãos Antonio da Cunha Teixeira e Paulo Cunha Teixeira nomeados nos cargos de Vice-Diretor e Chefe de Segurança, além dos sobrinhos Willis Alves da Costa, Tamíres Teixeira e Maria Regina Gonçalves da Cunha. Sabem por que insistiu em ser o relator? Porque a Simone Barbalho e Amós Bezerra, prefeito de Augusto Corrêa, estavam pressionando prá tomar essas vagas. Daí, como os irmãos se gabam aos quatros cantos de Bragança, também são vitalícios, se não, não tem aprovação de contas. FIM URGENTE DESSA FARSA INSTITUCIONALIZADA.

Fiscal da Greve disse...

celia, soh vc.. que eh destemida pra nos ajudar..

tudo bem? Nos ajude!

A ADEPARÁ está de greve. E o Diretor Geral, Mário Moreira está contratando novos funcionários para substituir os grevistas.

De acordo com a lei SOBRE A CONTRATAÇAO DOS SERVIDORES EM PERIODO DE GREVE(ARTIGO 7º AO 14º)

LEI Nº 7.783, DE 28 DE JUNHO DE 1989.
Conversão da Medida Provisória nº 59, de 1989


É PROIBIDO FAZER A CONTRATAÇÃO!


O Mário Moreira, além de contratar parentes diretos como assessor (é o caso do Irmão que é assessor de imprensa), ter ADVOGADO PARTICULAR pago pelo dinheiro da ADEPARA e anda em carro oficial e é filho de um gerente da adepará, agora quer infringir mais esta lei.

É um absurso!

Ricardo disse...

O Conselheiro IVAN nunca foi concursado, ele entrou pela janela no MP/TCE pela mãos do ex procurador e ex presedente do MP/TCE Dr.José Mescouto.

Anônimo disse...

como é a música? "se gritar pega ladrão...."

Ana Célia Pinheiro disse...

Oi Ricardo! A informação que consta no site do TCE é que o Ivan é, sim, concursado e há muitos anos, aliás. Abs, Ana Célia.

Anônimo disse...

Essa foto demonstra o descaso desses pseudos fiscais de contas. Todos ex-deputados. Assim não tem combate, ma a sociedade está alerta. O TCE, como o TCM não dizem mais nada. Não tem moral em aprovar as contas, que os MPs estadual e federal, além do TCU façam o que esses cupins do TCE e TCM não fazem. Não fazem porque se locupletam.

Anônimo disse...

O mais engraçado é o apartamento no Aldebaro Klautau, de mais de 600 m², por 99 mil reais! hahahahah

Anônimo disse...

Perereca, não entendi a referência à Jaqueline Dias.
Aliás, a informação do Jornal Liberal que tu pegaste está errada. André Dias não é mais casado com Jaqueline Orengel Dias. Ela, aliás, morreu alguns meses atrás.

Anônimo disse...

Venho através deste espaço suplicar que órgãos como o MPE, Câmara Municipal e o escambal! Possam exigir dos empresários de ônibus de Belém que lavem e seus veículos, pois o que somos obrigados a conviver todos os santos dias são com imundícies: carros sujos, sucateados, barulhentos, empeirados, enlameados, fedorentos, acentos encardidos, horrendas baratas. e ainda encarar motoras ignorantes e cobradores preguiçosos, que sequer varrem os carros onde trabalham. O transporte urbano em Belém é a imagem e semelhança do Caos assim como o seu prefeito inepto.
Ou será que as autoridades não movem uma ação nesse sentido por não terem de andar nesse tipo de transporte marginalizado?

Ana Célia Pinheiro disse...

Das 1:22: A referência à Jacqueline é apenas por causa do sobrenome Orengel, dos filhos do André. A notícia de O Liberal, como está dito na reportagem, é de 2008, quando, creio, eles ainda estavam casados. E eram casados, como você mesmo admite. Quanto ao fato de ela ter falecido, meus pêsames à família. Nem a conhecia e nem sabia que havia morrido. Mas isso não muda em nada os fatos narrados na reportagem, que não dizem respeito à esfera privada da vida de André, mas à vida pública, já que envolvem recursos públicos. Abs, Ana Célia

MARCIO VASCONCELOS disse...

Ana Célia,
sou chefe do setor jurídico do ITERPA, e me achei na obrigação de postar este comentário.
o ANDRÉ DIAS, estava subordinado a minha pessoa no ITERPA, não é meu amigo, não é meu parente, não conheço pessoalmente o pai do mesmo, porém, por justiça funcional, INFORMO, que enquanto o mesmo trabalhava no ITERPA, o ANDRÉ era incansável, me ajudou muito, levava trabalho para casa, interrompeu férias para me ajudar nas demandas do ITERPA.
E por ter convivido com o ANDRÉ funcionalmente, posso, atestar e declarar que o mesmo foi um excelente servidor.
Um abraço e sucesso no blog

Anônimo disse...

Vergonhaaa!Vergonhaaa!Vergonha! Time sem vergonha!

Anônimo disse...

Esses "vitalícios" ainda vão ser responsabilizados pela extinção de uma conhecida madeira de lei neste estado: O óleo de Peroba. A foto imoral desses demagogos na grande mídia, com aquela toga ridícula nos ombros, dizendo que estão satisfeitos com a aprovação das contas do governo pelo "vitalício" luís cunha. Sabem qual um dos motivos disso? A manutenção nos cargos dos irmãos do luís cuinha, antonio da cunha teixeira e paulo cunha teixeira, vice-diretor e chefe de segurança no presídio de Bragança. VERGONHA.

Anônimo disse...

Quer dizer que a mae do andre dias aluga um apto por 15 mil mensais para o estado. Quem mora nesse apartamento hein?

Ana Célia Pinheiro disse...

Das 7:58: como está dito na matéria é uma casa, não um apartamento. Na casa funciona a Sead. Se não estou enganada, é aquele imóvel da Presidente Pernambuco. Abs.

Ana Célia Pinheiro disse...

Márcio: obrigada pela visita. Bom saber que o André Orengel Dias, como você atesta, é trabalhador etc e tal. Aliás, nem conheço o rapaz. Por isso, não tenho nenhum motivo para desconfiar dele nesse sentido. Mas o problema não é esse - se ele é ou não é trabalhador. O xis da questão é que o pai dele é conselheiro do TCE, a instituição que aprecia as contas do Executivo e recomenda - ou não - a aprovação delas. Quer dizer: há aí um indisfarçável problema ético. E mais: vamos partir do suposto de que ele e o irmão, Victor, são competentes, bem preparados, honestos, trabalhadores. Ainda assim, fica a pergunta: por que exatamente eles? Será que entre 7 milhões de paraenses só eles possuem tais qualidades? É mais ou menos a situação da Rosemary, mulher do Luís Cunha. Tudo bem: ela é servidora de carreira, concursada, e comandou a Asipag na cota do PDT - tanto assim que saiu de lá quando o partido deixou o governo. Mesmo assim fica a pergunta: como um conselheiro do TCE pode ter a esposa como ordenadora de despesa, num cargo de confiança, no mesmíssimo governo que ele tem a obrigação de fiscalizar? Além disso, por que exatamente ela? O PDT não tem nenhum outro quadro ou algum outro técnico para indicar? São estas as questões realmente postas: a "cegueira" do TCE (como acreditar que, ao longo de dez anos, ele nunca soube do festival de irregularidades na Alepa que resultou num rombo de R$ 100 milhões?) e o aparente compadrio com o Executivo. É isso aí. Abs

Neto disse...

O sobrinho do zeca araújo -um desses- vira para vereador nas proximas eleições é bom começar a investigar de onde vem a grana neeeeee e assim o pará vai não demora teremos o filho do dudu, do sabino, do cunha etccc. E o estado na miséria

ANTONI CARLOS disse...

VERGONHA E MUITA VERGONHA! PERERECA VOCÊ QUE SÃO ESSES DOIS QUE ESTÃO ABRAÇADO COM O ANDRE DIAS , POIS E O DE CAMISA TUCANO E O PRESIDENTE DA JUVENTUDE QUE FOI VERGONSAMENTE HUMILHADO PELA CHEFA DA CASA CIVIL, TEVE SEU CONTRATO ENCARRADO POR FALAR DE MAIS , OU SEJA MEXEU COM OS INTERRESES.
UM JOVEM POR SINAL MUITO ARTICULADO TRABALHADOR VEIO DOS MOVIMENTOS SOCIAS , E SE VENDEU A TUCANA...

Anônimo disse...

Uma quadrilha de ladrões que se instalou nas instituições paraenses para roubar o dinheiro público. E tudo as custas do emprego de parentes entre sí, com a conivência do judiciário, também corrompido pelo nepotismo. Intervenção Federal é a única solução. E URGENTE.