Ban

terça-feira, 19 de abril de 2011

Operação policial apreendeu R$ 500 mil na casa do ex- deputado Robgol.

A Assessoria de Comunicação do MP confirma: na operação policial de agora de manhã foram apreendidos cerca de R$ 500 mil, entre dinheiro vivo e vales-refeição, na casa do ex-deputado estadual Robgol.
Informações não confirmadas dão conta de que doze deputados e doze servidores da AL estariam envolvidos das irregularidades investigadas pelo Grupo de Prevenção e Repressão às Organizações Criminosas (Geproc) e polícia civil.
Dois promotores do Geproc – Gilberto Valente e Milton Menezes – além do promotor criminal Arnaldo Azevedo e dos promotores de Direitos Constitucionais e Patrimônio Público Nélson Medrado e Domingos Sávio participam das operações, que incluíram a prisão de três servidores da AL, além do cumprimento de mandados de busca e apreensão nas residências de deputados e funcionários da Casa.
Daqui a meia hora os promotores concedem entrevista coletiva à imprensa, na sede do MPE, onde estão sendo ouvidos os três presos.
Segundo a Assessoria de Comunicação do MP, uma pessoa ainda estaria foragida.
Leia as informações abaixo.
O blog volta já.

4 comentários:

Anônimo disse...

Tive a oportunidade de conhecer o promotor Gilberto Valente sendo grande grande profissional que ele é. Mais uma vez ele e seus colegas promotores realizam um excelente trabalho. Parabéns!

Anônimo disse...

Dona Perereca, eu tô tomando um porre de felicidade. A casa caiu, quero ver deputado algemadinho, algemadinho.

ANTONIO Valentim, disse...

DURMA-SE com um barulho desses.

Anônimo disse...

Valetim, nem todo mundo vai poder dormir com um barulho desse. Principalmente a elite da Alepa. Aquela elite que saia em coluna social, carrões, apartamentões e outros quetais não vair dormir nem hoje nem amanhã...Acho que nem depois. Tudo vai depender da nossa Polícia, nosso MP agirem e nossa sociedade - nós - vigiar.