Ban

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Veritate dá empate técnico entre Zenaldo e Edmilson e confirma número expressivo de indecisos e votos nulos.






Mais uma pesquisa divulgada hoje, agora pelo Instituto Veritate, confirma o que a Perereca escreveu ontem: tudo pode acontecer nesta reta final da eleição para a Prefeitura de Belém. 

Leia a postagem “Eleição para prefeito de Belém continua indefinida: indecisos e votos nulos superam ‘vantagens’ de Edmilson e de Zenaldo, mostradas pelas pesquisas”: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2016/10/eleicao-para-prefeito-de-belem-continua.html 

Segundo o Veritate, na pesquisa estimulada, Zenaldo tem 43,7% contra 39,7% de Edmilson, o que significa um empate técnico, já que a margem de erro é de 4%, para mais ou para menos.

Votos nulos e sem resposta somam 16,7%, o que é quatro vezes a diferença que separaria Edmilson de Zenaldo.

A pesquisa do Veritate está registrada sob o número 01596/2016, ouviu 600 eleitores e a confiança é de 95%.

Ela foi realizada nos dias 20 e 21 de outubro, ou seja, na mesma semana das demais, divulgadas de domingo para cá.

É o quarto levantamento que diverge impressionantemente dos números da Doxa, que o jornal O Liberal publicou em manchete, no último dia 23. 

As pesquisas dos institutos Acertar e IVeiga também apontaram empate técnico, devido à margem de erro e apesar da ligeira vantagem de Edmilson.

No Paraná, que deu vantagem a Zenaldo, o resultado também foi de quase empate, devido à margem de erro e à quantidade de indecisos e de votos nulos, registrados em todos os levantamentos. 

Já na Doxa, Zenaldo teria 10% de vantagem, na estimulada.

Veja os números do Veritate e compare com os demais, na postagem anterior do blog, cujo link está acima. 

Pesquisa estimulada: 

Zenaldo Coutinho 43,7%

Edmilson 39,7%

Nenhum/Branco/Nulo 10,5%

Sem resposta 6,2%

Margem de erro de 4%, para mais ou para menos.

Foram entrevistados 600 eleitores, nos dias 20 e 21 de outubro.

Confira no quadrinho. Clique em cima dele para ampliar:


Nenhum comentário: