Ban

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Lúcio Flávio Pinto leva o “Vladimir Herzog” de Jornalismo. É o triunfo do Jornalismo comprometido com a vida e com o futuro.




Embora com muito atraso, a Perereca registra a honraria recebida pelo jornalista Lúcio Flávio Pinto: o prêmio “Vladimir Herzog Especial 2012”.
 
A premiação será dividida com outro “monstro” do Jornalismo brasileiro: o igualmente laureado Alberto Dines.

A persistente luta de Lúcio Flávio Pinto fez por merecer esse prêmio.

A luta em defesa da Amazônia e do povo oprimido. 

Em defesa da Cidadania, das liberdades democráticas e até da vida e do futuro do Planeta.

Uma luta dificílima, numa região onde inexiste Lei e quem manda é a bandidagem.

Uma luta, por vezes, até desanimadora, diante de tantos crimes, de tantas injustiças, de tanto horror.

A conquista do “Vladimir Herzog” por Lúcio Flávio Pinto representa o triunfo do Jornalismo realmente digno desse nome. 

Não o Jornalismo meramente declarativo, subserviente, bem comportado, “com livro de ponto, expediente, protocolo e manifestações de apreço ao Sr. Diretor”.

Mas o Jornalismo liberto e que liberta, ao propiciar à sociedade o autoconhecimento,  para que ela possa amadurecer e corrigir os próprios rumos.

O Jornalismo que recolhe cada pedacinho do presente, de olhos postos no futuro.

Da Perereca da Vizinha, os parabéns a Lúcio Flávio Pinto (“visse”, querido?).

Abaixo você confere a carta encaminhada a Lúcio, para informá-lo da premiação:

“São Paulo, 28 de maio de 2012

Prezado jornalista Lúcio Flávio Pinto

É com grande alegria que levamos a seu conhecimento a notícia de que seu nome foi escolhido para receber o “Prêmio Vladimir Herzog Especial 2012”. 

Este ano, excepcionalmente, haverá dois premiados nessa categoria. 

Ao seu lado, será laureado o jornalista Alberto Dines, que sabemos admirador de seu trabalho.

A escolha de seu nome foi unânime entre os componentes da Comissão Organizadora do Prêmio Vladimir Herzog. 

Sua trajetória corajosa e trabalho exemplar à frente do Jornal Pessoal são motivo de orgulho para todos os jornalistas brasileiros.

As entidades representadas na Comissão Organizadora acompanham com preocupação as pressões que se opõem ao seu trabalho jornalístico. 

Causa consternação que, 24 anos depois de promulgada a Constituição Federal de 1988, esse tipo de cerceamento ainda medre no país.

Sabemos que seu trabalho à frente do Jornal Pessoal combate justamente esse Brasil atrasado e autoritário. 

É exemplar o seu esforço para manter uma publicação independente que contraria interesses hegemônicos.

É com a expectativa de seu aceite que, desde já, esperamos tê-lo conosco na cerimônia de premiação, no próximo dia 23 de outubro, terça-feira, às 19h30, no Teatro da Universidade Católica - TUCA (Rua Monte Alegre, 1024, São Paulo).

Obrigado, Lúcio Flávio Pinto, pelo exemplo e pela motivação que sua atuação transmite à nossa sociedade. 

Receba, por meio desta carta, o nosso reconhecimento, nosso apoio e nossa gratidão.

Subscrevemo-nos, honrados.

Atenciosamente

Ana Luisa Zaniboni Gomes
Curadora da 34ª edição, em nome da Comissão Organizadora
Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo ABRAJI 
Associação Brasileira de Imprensa – Representação em São Paulo – ABI/SP
Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil – UNIC Rio
Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo
Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP
Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ
Fórum dos ExPresos e Perseguidos Políticos do Estado de São Paulo
Instituto Vladimir Herzog
Ordem dos Advogados do Brasil Seção São Paulo – OAB/SP
Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo
Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo"

Nenhum comentário: