Ban

sexta-feira, 16 de março de 2012

Nos tempos da bicharia...

O hoje senador Mário Couto Filho: entre os principais chefões do Bicho de Belém

Olha ele aí, novamente! Ele mesmo, o senador Mário Couto Filho


As imagens (clique em cima delas para ampliar) são de um tempo que não volta mais...

Um tempo em que os bicheiros de Belém até decretavam “assembleia geral permanente”, como se ameaçassem o distinto público com uma greve geral...

Um tempo em que os bicheiros apareciam, com foto, nome e sobrenome na primeira página, aliás, nas manchetes dos principais jornais da cidade, a acusar a polícia de “corrupção”, porque ela insistia em, literalmente, quebrar a banca...

Bicheiro, então, até convocava coletiva de imprensa e tinha – pasme-se! – porta-voz... 

Tinha, aliás, direito até a charge, com campanha pela “liberdade” da Arca de Noé inteira...

E mais: a jogatina, segundo afirmavam abertamente as suas “lideranças”, “contribuía” com o Governo do Estado, ao qual repassava mensalmente, religiosamente, uma polpuda quantia, para “obras de caridade”...

Daí que não é de espantar que os chefões do Jogo do Bicho até ameaçassem a polícia com um pitoresco pedido de CPI...

Tempos curiosíssimos aqueles, só possíveis mesmo em Belém do Pará...

Tempos, aliás, nos quais já despontava a estrela do hoje senador tucano Mário Couto Filho, que, segundo os jornais da época, era o dono da banca “A Favorita”, além de porta-voz de uma inusitada Associação dos Banqueiros e Bicheiros do Estado do Pará...

34 comentários:

Anônimo disse...

Ana Célia vc resgatou uma pérola da sociedade paraense: a ilegalidade institucionalizada. Parece apenas jocoso, mas do ponto de vista sociológico e antropológico quer dizer muita coisa. Os tempos são outros, só esperar que vem novidades por aí.

Yúdice Andrade disse...

Mas em seu livro autobiográfico, o senador insiste em dizer que nunca teve relação com a contravenção, que foi um mal entendido que, de tão repetido, se arraigou no imaginário popular e blá-blá-blá.
É isso que me irrita nessa gente: custava dizer de uma vez que foi bicheiro, sim, cor muito orgulho, porque sustentou sua família e empregou muita gente sem roubar/mata/estuprar etc., e outros exercícios retóricos tão comuns nessas horas?

Anônimo disse...

Pererecona, "tu é flórida", matas a cobra e mostras o pau. és uma puta jornalista investigativa. Tiro o meu chapeaux pra ti, "visse" mana?

Fátima Gonçalves disse...

Os caras tinham associação, porta-voz e mandavam no Estado. É mole/

Anônimo disse...

Yúdice! Não matou, roubou etc. Em q mundo vc vive, ou acha q uma atividade ilegal, altamente lucrativa, sem qualquer fiscalização estatal se resolve por si própria, ou é no rastro da bala, da força, do poder, do conchavo, da politicagem, da corrupção?! Para refrescar sua memória: Bicheiro é morto e câmera grava assassinato. As cenas de um assassinato, ocorrido na manhã de ontem na rua São Pedro do conjunto Catalina, bairro do Benguí, foram gravadas por uma câmera de segurança do prédio onde a vítima se encontrava. Marcos Negrão, de 38 anos, deixava a esposa em frente a uma academia de ginástica quando foi surpreendido por dois homens em uma moto. Ele foi baleado diversas vezes e morreu no local.
As imagens do crime chocaram pela frieza como Marcos, conhecido como “Marquinhos”, foi executado. Ele não teve tempo de esboçar qualquer reação diante do assassino. O homem que estava na garupa de uma moto pilotada por outro desconhecido nem chegou a descer do veículo para cometer o crime.
A sequência das imagens gravadas pelo circuito de segurança da academia “Kelly” mostram o momento em que Marcos chega de moto junto com a esposa em frente à academia. Eram por volta de 8h30 quando a mulher desce e se afasta um pouco e aguarda por Marcos que permaneceu na moto. Quando se preparava para descer também do veículo, dois homens chegam em outra motocicleta e se aproximam da vítima.
Aparentemente houve uma conversa entre a vítima e o assassino que é interrompida quando o carona da moto saca uma pistola e passa a efetuar vários disparos contra Marcos. É possível ver a vítima sendo atingida e levando a mão ao peito. Em seguida se desequilibra e cai com a moto. O assassino e o comparsa fogem em seguida.
O barulho dos disparos atraiu moradores e populares para o local. A polícia foi acionada via Centro Integrado de Operações (CIOP-190) e policias da 5ª ZPol estiveram no local do crime. A Seccional da Marambaia também foi comunicada do homicídio. Isso aconteceu ano passado, fonte: http://diarioonline.com.br/noticia-127448-bicheiro-e-morto-a-bala-na-porta-de-academia.html. Isso sem falar nos caixas dois de época de eleição. Fala sério!!!!

Anônimo disse...

Parabéns. Sinto orgulho de ser seu conterraneo Perereca. Como dizem no interior do nosso Estado voçê quebrou uma castanha na boca desse senadorzinho mentiroso.

Anônimo disse...

É no Pará que se vê pelas ruas os pontos de bicho. É como a venda de um produto. Realmente o blog traz à tona uma contravenção institucionalizada. Os bicheiros mandavam na aposta, no carnaval e agora parecem aportar na política: Ocupando senado, prefeituras e até o legislativo (principalmente no interior).

Manuel Dutra disse...

Ana Célia, parabéns pela matéria senatorial, rs. Você faz jornalismo cada vez melhor. Esta busca na história de um personagem deveria servir de lição para tantos quantos desprezam os fatos passados e "esquecidos" na busca de compreensão dos fatos presentes. Aliás, a história não se esquece, ela é quase sempre propositadamente "esquecida".

Anônimo disse...

É verdade Aninha, veja esta matéria do segundo número do Jornal Pessoal, do Lúcio Flávio Pinto, em que ele conta a distribuição do dinheiro do bicho feita pessoalmente pelo então governador Hélio Gueiros a entidades assistenciais. Parabéns pela reportagem histórica.

http://ufdc.ufl.edu/AA00005008/00002/3j

Anônimo disse...

Acho que matavam sim, mas entre eles, na disputa por poder. Comportamento de máfia, naturalmente. Mas naquela época a isso não era chocante porque a contravenção era muito mais arraigada, parte do cotidiano das pessoas. Muito mais gente jogava no bicho. Taí a prova. E qual é a diferença entre as loterias da Caixa e o jogo do bicho, a não ser que a primeira é explorada pelo governo?

Anônimo disse...

E esse cidadão ainda posa de arauto da moralidade, defensor das leis e dos bons costumes, um bicheiro, contraventor, que enriqueceu primeiramente na ilegalidade do jogo do bicho e depois nos desvios de dinheiro público como presidente da Alepa, e é esse tipo de gente que o Jordy se acompanha, faz reverencia, e ainda vem se gabar de ser ficha limpa..rara..tão perigoso quanto o bicheiro, se não for mais...
POINT

Anônimo disse...

Que montagem escrota foi essa da capa do Diário. Colaram a foto do Miguel Pinho na dos outros bicheiros.

Anônimo disse...

Se aqui é assim, imagina no Paraná, onde o bicheiro Carlinhos Cachoeira é super íntimo do sempre alerta para a defesa da moralidade senador Demóstenes Torres.

Anônimo disse...

Dois anos após esta reuniao dos bicheiros, que tinha como porta voz da associação e proprietário de Favorita"o hoje senador Mario Couto, se elegeu deputado estadual.Na mesma época o Bosco Moysés, se elegeu deputado estadual e depois se elegeu prefeito de São João de Pirabas.Com certeza o povo paraense gostou da plataforma apresentada, em defesa do jogo do bicho.

Anônimo disse...

O senador também era dono de uma escola de samba, lembras? Tudo ligado ao jogo do bicho.

Mestre Chico Barão disse...

PULE INVERTIDA NO MILHAR DE GRUPO

Trilha sonora : http://www.youtube.com/watch?v=1kv8CnWhx0E&feature=related


Acertastes no milhar do primeiro ao quinto invertido e no grupo

Na Cabeça

1º Premio Assembléia de Bicheiros

2º Premio Bicheiro Convocando Coletiva de Imprensa

3º Premio Governo tem participação no bicho

4º Premio Bicheiro solicitando CPI

5º Premio Bicheiro acusa a lei de receber valores

Invertido

1º Premio Dois bicheiros na assembléia

2º Premio Bicheiro recusando coletiva de imprensa

3º Premio Bicheiro tem participação no governo

4º Premio Bicheiro incriminado na CPI

5º Premio A lei acusa bicheiro de receber valores

No Grupo na cabeça

1º Premio Assembléia de Bicheiro ameaça greve geral dos funcionários

2º Premio Bicheiro bem na foto

3º Premio Bicheiro com porta-voz no acontecimento

4º Premio Bicheiro fazendo obra de caridade

5º Premio Liberdade para Arca de Noé

No Grupo Invertido

1º Premio Funcionários ameaçam greve geral na assembléia se não receberem o bicho

2º Premio Bicheiro bem no foco

3º Premio Bicheiro sem voz na porta do acontecido

4º Premio Bicheiro pedindo caridade pela sua obra

5º Premio Arca de Noé em liberdade

Agora mana acho que vais ganhar de novo como acertastes no centro do alvo com certeza a próxima vez vai dar mosca(*) !

(*) Mosca é quando repete o bicho que deu no jogo anterior

MCB

Anônimo disse...

E no Detran,que a turma de couto poem uma banca,a começar por seu filho mariozinho,bando de picareta.

Anônimo disse...

Belo retrospecto desse senhor que quer ser governador do Pará. Só para lembrar: alguém tem uma foto deste senador dando um senhor pitoco para o eleitor ?? Essa cena parece que aconteceu na Alepa, quando o "distinto" era deputado estadual. Vale o restrospecto também!!!

Anônimo disse...

1° prêmio – exploração da mão-de-obra e prostituição infanto-juvenil
2° prêmio – recrutamento e assassinato de jovens pelo tráfico de drogas
3° prêmio - elevado índice de evasão escolar e professores desvalorizados
4° prêmio – desemprego, subemprego e trabalho escravo
5° prêmio - centenas de mortes no trânsito e nas sucateadas unidades publicas de saúde
Boa Sorte.

Anônimo disse...

O tempo prova que neste estado a impunidade impera, pois se aqui existisse uma justiça fortalecida e séria, esses figurões estariam presos e jamais estariam posando de paladinos da moralidade no parlamento ou executivo. Mas não, são considerados "empreendedores de sucesso", que ajudam os desvalidos e contribuem até para as igrejas.
Esse quadro carcinogênico maligno lamentavelmente continuará corroendo as entranhas de uma sociedade paraense adoecida e dominada pela ignorância e exclusão social.

Anônimo disse...

O que o Senador bicheiro vai dizer agora; que era apenas um simples cambista, ele tem que ser cassado por falta de decoro, por mentir com a mais pura cara de pau.

Anônimo disse...

Perereca sera que não é homofobicho meter o pau nos bicheiros!
Agora na era da informatica ninguem quebra a banca quando o sorteio não é pela loteria federal, porque?
Só trouxa gasta jogando.
Julio Brandão do Jurunas

Anônimo disse...

Toda a população sabia desta estoria, porém quem estava e está envolvido com esta marginália e a elite empresarial e política (os politiqueiros), que se confunde com eles e os autoriza a viver como se fosse um cidadão. Espero que esta notícia possa ter alguma repercussão no seio das autoridades policiais e que os eleitores não votem, mais, nesses marginais.

Anônimo disse...

E o bichão aí é membro da comissao de etica r decoro parlamentar do senado. Esse BRasil tem jeito?

Anônimo disse...

Pois é, houve época em que o jogo-do-bicho teve 2 (dois) representantes na ALEPA - MÁRIO COUTO ou Mario Cotoco (ao fazer aquele cotoco para os repórteres) ou Mário Tapiocouto e BOSCO MOISÉS.

Pessoas dessa estirpe é que transformaram a ALEPA em ALEPRA (a lepra).

E o MÁRIO TAPIOCOUTO COTOCO ainda sonha em ser governador do nosso Estado do Pará.

Nóis merecemo!!!!

Anônimo disse...

Falta de decoro é do Senado, que aceita bicheiro, na Comissão de Ética.Isto é um escárnio para os poderes constituidos.A Perereca deveria mandar este histórico para a tal de Comissão de Ética.

Anônimo disse...

9:04 PM

Quem foi "rei" nunca perde a "majestade".

Quem foi contraventor de carteirinha, de confraria, já tem no sangue essa tipicidade. E isso é hereditário.

E agora o contraventor, o Dr. Mário, como era conhecido, é membro da Comissão de Ética do Poder Legislativo Federal.

Que contribuição ética um sujeito desse pode dar?

Ah, mas você não acredita em recuperação, em regeneração do ser humano? - perguntaria algum defensor do homem que deputado estadual lascou um cotoco para os repórteres.

Para os mais puros, que não sabem o significado pejorartivo de cotoco, trata-se de ato obsceno, feito com o dedo médido esticado e dois dedos extremos recolhidos, significando um pênis ou algo para enfiar no outro.

E depois o mesmo MÁRIO COUTO envolvido numa farsa de licitação, quando presidente da ALEPA (ou ALEPRA?) usando como "laranja" uma firma de venda de farinha tapioca para fornecer material elétrico e outros serviços, menos farinha tapioca, para a Asembléia Legislativa.

Agora ele é a própria ética do Senado.

Que ética é essa?

Anônimo disse...

Perereca,
Seria bom o atual Secretario daInsegurança Pública, Luis DAS Fernandes, explicar apopulação do Pará, porque a Policia, não reprime o Jogo do Bicho no Pará, como estamos vendo em outros Estados.

Airton Freire

Anônimo disse...

Cara Ana Celia, veja que grande coincidencia.
Com a Prisão do Bicheiro Carlinhos cachoeira, e a queda do demostenes Torres, nas gravações da PF, vieram também, denuncias de envolimento de Cachoeira, com a empreiteira DELTA. Muito, bem, o Senador e bicheiro, Mario Couto, é amigo de Cachoeira. A DELTA, mantém contratos milionários e superfaturados com a SEGUP, cujo Scretario luis Fernandes, é também, muito amigo de mário Couto, que seria padrinho politico do titular da SEGUP. Entendeu agora, porque a DELTA. Seria bom, tenar conseguir essas gravações com a PF.

Anônimo disse...

Conversas inéditas interceptadas pela Polícia Federal e obtidas por VEJA mostram que o empresário Carlinhos Cachoeira pediu ajuda a Demóstenes Torres (DEM-GO) para se aproximar do senador Mário Couto (PSDB-PA). A influência de Couto no Detran do Pará era de interesse do chefe da máfia dos caça-níqueis em Goiás.
O diálogo ocorreu em 11 de abril de 2011, às 16h06. Cachoeira pergunta se Demóstenes tem um bom relacionamento com o senador paraense. A resposta é afirmativa: "Muito bom". O empresário então diz: "Vou precisar de um negócio aí...". Segundos depois, a conversa é retomada: "O Detran lá é dele", diz Cachoeira. "Ah, então tá bom. Aí você me avisa o que é", responde Demóstenes.
A conversa reforça os indícios de que o democrata atuava corriqueiramente para atender os interesses do amigo, preso em 29 de fevereiro pela Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. Cachoeira é acusado de chefiar uma quadrilha que controlava os jogos ilegais em Goiás e, para se manter impune, corrompia policiais federais, civis e militares.

E olha que Couto era bicheiro também.

Anônimo disse...

Conversas inéditas interceptadas pela Polícia Federal e obtidas por VEJA mostram que o empresário Carlinhos Cachoeira pediu ajuda a Demóstenes Torres (DEM-GO) para se aproximar do senador Mário Couto (PSDB-PA). A influência de Couto no Detran do Pará era de interesse do chefe da máfia dos caça-níqueis em Goiás.
O diálogo ocorreu em 11 de abril de 2011, às 16h06. Cachoeira pergunta se Demóstenes tem um bom relacionamento com o senador paraense. A resposta é afirmativa: "Muito bom". O empresário então diz: "Vou precisar de um negócio aí...". Segundos depois, a conversa é retomada: "O Detran lá é dele", diz Cachoeira. "Ah, então tá bom. Aí você me avisa o que é", responde Demóstenes.
A conversa reforça os indícios de que o democrata atuava corriqueiramente para atender os interesses do amigo, preso em 29 de fevereiro pela Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. Cachoeira é acusado de chefiar uma quadrilha que controlava os jogos ilegais em Goiás e, para se manter impune, corrompia policiais federais, civis e militares.

Anônimo disse...

Homens fortes geram comentarios, nem Jesus agradou a todos (pior pra nós), sabemos que é só dor de cotovelo.

JOGO DO BICHO NÃO É CONTRAVENÇÃO? disse...

Perereca...KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.....só lembro do livro dele: "Eu e a política".kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....devia ser: "Eu e a Banca do Bicho". kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....tinha até porta voz. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....pediu CPI pra polícia.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.olha que ajudava o estado do pará.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...é amigo do Jatene e senador do partido dele...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...to chorando já...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Como se o jogo do bicho fosse a pior falcatrua desse país, temos que ver o desvio do dinheiro público, as licitações das instituições super faturadas, as unidades sucateadas etc etc etc, pelo menos o jogo empregava várias pessoas e ajudava muitas outras, criticar é fácil!!!