Ban

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Urubuzísticamente falando

29 de setembro de 2011.
Calma, caríssimo leitor, calma!...
É verdade: a Perereca ainda não voltou ao normal. Na verdade, só deve retornar depois do Círio.
Não vou mentir.
Recebi vários comentários anônimos, alguns até impublicáveis, debitando o silêncio deste blog a uma série de fatores: esta blogueira estaria recebendo dinheiro do Jatene, do Helder, do Pioneiro... Ou até teria se calado devido à querela que manteve com o desembargador Milton Nobre.
Cinicamente, adoraria estar recebendo dinheiro de alguém... (Não se avexem, que não pego em dinheiro... Pra isso, tenho este bolso aqui, ó!...)
De igual forma, gostaria que o desembargador Milton Nobre tivesse algo a ver com o meu silêncio.
Afinal, ser afastada da blogosfera porque escalaram contra mim o mais poderoso desembargador paraense do nosso tempo me daria um quê de heroísmo, quando revolvesse retornar ao batente...
Infelizmente, a Perereca não está com essa bola toda e a verdade é bem mais prosaica.
A verdade é que a tranqüilidade, a paz de espírito, nos torna profundamente egoístas...
Tendemos a tentar “cristalizar” o tempo, para que se repita infinitamente em torno dos passarinhos que cantam em nosso quintal; dos afagos que distribuímos ao bichinho de estimação; das árvores que plantamos; e até dos quitutes que experimentamos cozinhar...
É como se nos deixássemos enredar por um sonho, ou por uma espécie de eterno retorno, em que todo o resto do Universo se transforma em mero adendo.
É como se a poeira cósmica que todos somos ganhasse sentido por si mesma - e prevalecesse a tudo...
Deixando a filosofia de lado, é viver o viver de toda a gente; é deixar-se escorrer com os dias, como se deixar-se escorrer com os dias fosse o significado mesmo de viver...
Infelizmente, esta minha inquietude tem-me atrapalhado à beça...
Dá bicudas nos passarinhos, espanca o cachorro, envenena as raízes das árvores e berra: por quê? Por quê?
Como se considerasse que viver é bem mais do que acordar e dormir.
Nunca quis transformar este blog em uma espécie de refúgio da informação.
Todos sabem que a Perereca nasceu como uma brincadeira – e já cansei de falar nisso.
Pra falar a verdade, até me incomoda o quanto me tornei conhecida por causa deste blog.
Até a minha família, pra lá de conservadora, sabe que sou a autora de um blog chamado A Perereca da Vizinha...
Na época de minha querela com o desembargador Milton Nobre, aliás, havia gente da minha família que até temia que acabasse presa – como se, ao mandar-me prender, o nobre desembargador não acabasse por me transformar em espécie de Edmond Dantés ao tucupi...
O problema é que sei da importância deste blog para a veiculação de notícias – quase sempre nunca bem vindas pelos poderosos desta nossa terra.
Muitos me dizem que faço falta. Não eu, Ana Célia Pinheiro, mas a Perereca, este meu avatar.
Nem que fosse para escrever o óbvio:
1-Não sei o porquê de tanto escândalo em relação à “privatização do lixo”, se a coleta do lixo já está, de há muito, terceirizada, privatizada, com os resultados escandalosos que todos conhecemos – desde as deficiências, apesar dos milhões e milhões que custa ao contribuinte, até a desfaçatez das “licitações” montadas...
2- Não sei o porquê de gente envolvida no desvio e superfaturamento de medicamentos – coisa que me parece muito mais grave – “escandalizar-se” com a chamada “privatização” do lixo.
3- Não sei o porquê de o Ministério Público não entrar de sola na investigação da máfia do lixo, que, à semelhança da máfia da merenda escolar, surrupia milhões em recursos públicos, de Norte a Sul deste nosso Brasil.
4-Não sei o porquê de o nosso sistema penal permanecer a mesmíssima porcaria, seja em que governo for. No caso da menina de Abaetetuba, culpou-se, sobretudo, o Judiciário. E agora, no caso dessa garota estuprada na Heleno Fragoso? Não seria o caso de se dizer: todos somos culpados. Desde o funcionário público que silencia diante de uma irregularidade, ou de uma ordem absurda, ao juiz indolente ou ao promotor que não faz o seu trabalho, à entidade de direitos humanos corrompida por uma verbinha, à sociedade que considera tudo isso quase que “normal”... Sim, por que se não fosse pela “liberdade excessiva” daqueles presos, quantos estariam, de fato, a reclamar?
5- Não sei o porquê de se estar a dizer que Jatene  “instituiu” a censura no estado do Pará. Ainda não investiguei isso; pretendo investigar. Mas isso não me parece compatível com o perfil de Jatene, que adora um debate e acaba até admirando – e a gente percebe isso – quem se lhe opõe. Se me dissessem que o Orly resolveu censurar a imprensa, eu até diria: é compatível com o perfil do Orly, essa coisa de tentar restringir à realidade a sua fantasiosa estratégia de marketing... Mas, o Jatene, um intelectual que adora exibir a sua capacidade de persuasão, até pela necessidade de impressionar?   
6- Não sei o porquê de o PSDB e o PMDB estarem a gastar balas com Ana Júlia e o PT. Ora, diz-se que o PT morreu, pelo menos no Pará, onde tudo virou um “Admirável Mundo Novo”, após a reascensão tucana... Quer dizer: quais as percepções, os números, de que dispõe o Governo, a torná-lo tão inquieto em relação a tais cadáveres?
7- Não sei o porquê de o Ministério Público, este nosso, apesar dos pesares, tão combativo Ministério Público, estar a patinar na investigação dos escândalos da Assembléia Legislativa. Só agora se está a chegar à Era Mário Couto. E mesmo o nosso ilustríssimo Tapiocouto é firula, frente aos escândalos que envolvem boa parte dos nossos deputados, desta e de anteriores legislaturas. Basta vasculhar o Portal da Transparência da AL e ouvir os servidores, para se perceber que o que foi descoberto até agora é fichinha. Então, por que o nosso brioso MP tem se permitido andar às voltas com fofoquinhas acerca deste ou daquele servidor fantasma? Até por que, quantos e quem os servidores fantasmas e será que eles, simplesmente, caíram do céu? Por que o MP não investiga os contratos e a destinação das cestas básicas e dos tíquetes-alimentação? Quem, entre as Vossas Excelências, permanecerá incólume?
8- Que fim levaram as denúncias acerca das Assessorias Especiais de Jatene, inclusive com a nomeação de parentes de desembargadores?
9- Como anda o mais que escandaloso Hangar, Centro de Convenções? Quanto já recebeu do Governo? Quem são as pessoas que estão a administrá-lo?  
De resto, antes de voltar a atualizar este blog, preciso voltar a ler jornais.
Em meados de julho, simplesmente parei de ler jornais e blogs.
Só hoje recomecei a ler, na base da empreitada, os jornais e os blogs locais – daí as percepções acima.
Penso que até o final da semana devo ter me atualizado em relação a esse conteúdo, desde julho até agora.
Já a leitura atenta do Diário Oficial deve consumir mais uma semana.
Daí a previsão de retorno da Perereca apenas depois do Círio.
Espero ter saco para isso, em vez de apenas cuidar do cantar dos passarinhos, da minha cachorrinha e das “minhas” árvores que ainda nem nasceram.
Mas o fato de hoje ter voltado a consumir noticiário e a escrever um romance bacana são excelentes sinais.
FUUUUUUUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!!!!!!
PS: até o final da semana libero os comentários e começo a mexer no layout do blog.
Pra vocês:


6 comentários:

Anônimo disse...

Porra Ana,
deixa de lero-lero e volta logo.

Anônimo disse...

Tá legal !

Anônimo disse...

Hei, Perereca!

Quase posso ouvir a trilha de Apocalipse Now (Cavalgada das Valkírias), lendo sua ultima postagem.

Bem vinda de volta!

Hugo P. Mercês disse...

Aguardamos vossas pererecações provocativas neste blog.

franciscarlos ramalho disse...

tens razão !!

Anônimo disse...

A minha homenagem no dia das crianças é para as da rede pública de Minas que estão dando até seu sangue para pesquisa que tenta determinar se nota baixa em matemática deriva de doença genética
=============

SEM HABILIDADE COM NÚMEROS, Junia Oliveira, O Estado de Minas, 08/06/2010

Fonte: http://wwo.uai.com.br/EM/html/sessao_18/2010/06/08/interna_noticia,id_sessao=18&id_noticia=141062/interna_noticia.shtml

Consta em relatos disto em:
http://www.exkola.com.br/scripts/noticia.php?id=34579041
http://blog.opovo.com.br/educacao/sem-habilidade-com-numeros/
http://isaude.net/z9h8, europsicologia e genética decrifram causas e
consequências da discalculia, Saúde Pública
http://vghaase.blogspot.com/, acesso, ag/10
- http://discalculialnd.blogspot.com/, acesso, ag/10
- Decifrando uma incógnita, www.ufmg.br/boletim/bol1698/4.shtml, acesso, ag/10
- Pesquisa dos Laboratórios de Neuropsicologia e de Genética da UFMG pode ajudar a desvendar causas e consequências da discalculia, 7 de junho de 2010
http://www.ufmg.br/online/arquivos/015678.shtml
- Neuropsicologia e genética decrifram causas e consequências da discalculia,
ISaúde.Net, Saúde Pública, http://isaude.net/z9h8, acesso ag/10

[2] Doença que dificulta aprendizado de matemática é alvo de especialistas

http://saude.ig.com.br/minhasaude/doenca+que+dificulta+aprendizado+de+matematica+e+alvo+de+especialistas/n1597074737032.html