Ban

terça-feira, 19 de abril de 2011

Geproc e polícia civil realizam devassa na Assembléia Legislativa. Três servidores são detidos.

No portal das ORM, há pouco:

 “Operação: Três servidores da Alepa são detidos

Doze Promotores do Grupo Especial de Prevenção e Repressão às Organizações Criminosas (Geproc) e um delegado da Polícia Civil, realizam, na manhã desta terça-feira (19), uma devassa em documentos da Assembleia Legislativa em busca de indícios da participação de 12 deputados estaduais em fraudes em empréstimos na Casa.  A casa do ex-deputado Domingos Juvenil (PMDB) também é alvo do grupo.
A operação visa o cumprimento de quatro mandados de prisão provisória contra servidores da Alepa, além de 12 mandados de busca e apreensão, incluindo um na casa do ex-presidente da Alepa, Domingos Juvenil. A prisão provisória é válida por cinco dias, prorrogáveis por mais cinco.
Os Promotores do Ministério Público Estadual reuniram, a portas fechadas, com o presidente da Assembleia Legislativa, Manuel Pioneiro, e saíram sem falar com a imprensa. Eles seguiram para o departamento financeiro da Casa.
Três servidores foram detidos durante a operação. São eles: Jorge Moisés Caddah, Semmel Charone Palmeira e Daura Irene Xavier Hage.
Tem mais aqui:
http://www.orm.com.br/
 ................

Atualizado: às 12h48

No blog do Hiroshi:
“Por volta de 6h30 desta terça-feira, 19, agentes da Delegacia de Operações Especiais (DIOE) acordaram moradores e a vizinhança do prédio  Maria Todor, na rua Tiradentes, entre Doca e Quintino  - em Belém -,  em agitada movimentação de comboios, para cumprimento de mandado de Busca e Apreensão no apartamento da família Domingos Juvenil. Dezenas de carros e policiais  cumpriam  solicitação do Ministério Público que investiga as fraudes milionárias ocorridas na Assembleia Legislativa.
Em questão de minutos, no trecho onde ocorria a batida policial, moradores dos prédios próximos se concentraram em frente ao Maria Todor,  onde a família do ex-presidente da AL tem um imóvel, para acompanhar a movimentação frenética de agentes da Polícia Civil.
Ao mesmo tempo, outras ações policiais ocorriam em pontos diferentes de Belém, inclusive com mandado de busca e apreensão para cumprimento na sede da Assembleia Legislativa.

Nenhum comentário: