Ban

terça-feira, 25 de novembro de 2008

juvêncio


Para Juvêncio Arruda



Caríssimo general Juvêncio de Arruda, El Rey das paragens da Quinta Emenda, blogueiro-mor desta belíssima Blogosfera, em que se plantando tudo dá...


Não apenas aceite a minha solidariedade: conte com o estilingue e os canhões desta Perereca, enfim desperta pelos tambores da guerra...


E aceite, também, a música abaixo, que é o retrato deste mavioso Universo: a minha e a vossa Blogosfera!



Festa



Festa no gueto
Pode vir, pode chegar
Misturando o mundo inteiro
Vamo vê no que é que dá...


Hoje tem
Festa no gueto
Pode vir, pode chegar
Misturando o mundo inteiro
Vamo vê no que é que dá...


Tem gente de toda cor
Tem raça de toda fé
Guitarras de rock'n roll
Batuque de candomblé
Vai lá, prá ver...


A tribo se balançar
E o chão da terra tremer
Mãe Preta de lá mandou chamar
Avisou! Avisou! Avisou! Avisou!...


Que vai rolar a festa
Vai rolar!
O povo do gueto
Mandou avisar...(2x)


Festa no gueto
Pode vir, pode chegar
Misturando mundo inteiro
Vamo vê no que Oh! Oh!...


Hoje tem
Festa no gueto
Pode vir, pode chegar
Misturando o mundo inteiro
Vamo vê no que é que dá...


Tem gente de toda cor
Tem raça de toda fé
Guitarras de rock'n roll
Batuque de candomblé
Vai lá, prá ver...


A tribo se balançar
E o chão da terra tremer
Mãe Preta de lá mandou chamar
Avisou! Avisou! Avisou! Avisou!...


Que vai rolar a festa
Vai rolar!
O povo do gueto
Mandou avisar...(2x)


Vem! Vem! Vem!
Na Na Na Na Na
Tá bonito, tá bonito
Tá beleza
Na Na Na Na Na
Na Na Na Na Na
Na Na Na Na Na
Simbora! Simbora! Simbora!...


Tem gente de toda cor
Tem raça de toda fé
Guitarras de rock'n roll
Batuque de candomblé
Vai lá, prá ver...


A tribo se balançar
O chão da terra tremer
Mãe Preta de lá mandou chamar
Avisou! Avisou! Avisou! Avisou!...


Que vai rolar a festa
Vai rolar!
O povo do gueto
Mandou avisar...(3x)


Que vai
Que vai rolar a festa
Vai rolar!
O povo do gueto
Mandou avisar...


(Anderson Cunha)

8 comentários:

Juvencio de Arruda disse...

Querida, quero que vc mande flores, perfumes e boas histórias.
Este é o combate que desejo para vc., para nos.
Bjs

Anônimo disse...

JB é o maior gênio e líder político que estas "paragens" já tiveram...!!!

Anônimo disse...

Que JB, que nada !!
Eu é que pensava que a Jeany era um genio. Era nada !
Genio, é a Ana Célia, que consegue acender uma vela para dois diabos ao mesmo tempo.
E ainda por cima, não se queima...

Anônimo disse...

Ei Ana Célia! Já soube que foi só o Ullisses chegar ai que vc saiu da toca e foi pra farra. Quantos "Essos" eu tenho que ganhar pra te ver quando for a Belém?!

Rita soares

Anônimo disse...

o Diário oficial on line saiu do ar. Deve se para impedir as suas pesquisas...Abaixo a ditadura!

dothy disse...

Agora eu entendi a música FESTA,no teu blog, é que te deram a capa do Liberal de domingo. E o melhor é que pelo salário que estão te pagando, que eu já soube é mais de R$5.000,00 (dá até para comer Salmão, não sei pq vc come cabeça de Gurijuba)Você fez muito bem o seu dever de casa. Parabéns!

dothy disse...

Tá feliz né Perereca...Conseguiu jogar bastante merda no ventilador. Só não te esquece que merda fede, e todo mundo cheira, inclusive TU.

Ana Célia Pinheiro disse...

Dothy:

Que Deus abençoe as suas palavras e me faça ganhar, um dia, R$ 5 mil por mês como repórter de O Liberal.

Com certeza que será um salário merecido, posto que ganho honestamente, simplesmente com a minha força de trabalho - e não em “tenebrosas transações”, como muita gente por aí que chafurda na lama, mas vive querendo arrotar “honestidade”.

As pessoas que, como você bem sabe, né mermo?,são verdadeiros “sepulcros caiados”: belos por fora, mas repletos de toda sorte de imundície...

Em segundo lugar, Dothy, você, definitivamente, não entendeu o significado da música “Festa”.

Postei-a, genuinamente, em homenagem ao Juvêncio e à Democracia da Blogosfera.

Pode ser que não lhe agrade o ritmo ou até a Democracia.

Paciência!... Se nem Deus conseguiu agradar a todos, quanto mais essa realização tão humana que é a Democracia, né mermo?...

Por último, Dothy, ou quem quer que você seja, não temo ameaças.

Não temo poderes nem da Terra, nem do Inferno.

Só temo o de lá de cima, dos Céus. E esse poder celeste já me safou de poucas e boas, inclusive da morte prematura.

Sou uma cidadã pra lá de orgulhosa da condição de cidadã.

Por isso, não jogo “merda no ventilador”: questiono, com todo o direito do mundo, o que é que fazem do meu suado dinheirinho de imposto – que é pra construir estrada, escola, hospital; pra dar uma vida melhor, de verdade, pro seu José e a pra dona Maria. E não pra comprar Land Rover pra uns e outros...

E fique certa de que se quiserem me atacar, com essa coisa falaciosa do “argumento contra o homem”, não será a primeira vez.

Já o fizeram, há uns dez anos, quando eu investigava as “tenebrosas transações” do Ipasep com a Medserve.

Mas, pra seu controle, não tiveram sucesso.

Primeiro porque todo mundo sabe, até os meus poucos inimigos, que não tenho sequer um palmo de terra no cemitério.

Segundo porque reajo muito mal a ameaças – tanto que, na época, tudo o que conseguiram, com tais ameaças, foi me fazer investigar até ao limite aquela história toda.

Portanto, nem você nem seus amigos percam tempo com táticas nazistas.

Como já disse, só temo o de lá de cima - o de lá de cima, Dothy!... E Ele tem se mostrado, para mim, um magnífico companheiro nesta efêmera jornada que é a vida.

Pra mais, queridinha, tenha com você uma claríssima certeza: eu, definitivamente, não me chamo Celso Daniel.

Beijinhos,

Ana Célia