Ban

terça-feira, 29 de outubro de 2013

NEPOTISMO: Juiz manda exonerar procuradora da Fundação Hemopa. Advogada é filha da diretora técnica da instituição. Presidenta do Hemopa, Luciana Maradei, é acusada de improbidade.


Segundo o MP, a presidenta do Hemopa, Luciana Maradei,  teria até simulado um processo seletivo, para justificar a contratação da filha da diretora técnica da instituição. Luciana está sendo processada por improbidade. (Foto: Agência Pará)



O juiz Claudio Hernandes Silva Lima, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Belém, determinou a imediata exoneração da advogada Bárbara Ribeiro Ferreira e Ferreira do cargo de procuradora da Fundação de Hemoterapia do Pará (Hemopa).

Segundo o juiz, a contratação foi irregular, já que se trata de nepotismo: Bárbara é filha da diretora técnica do Hemopa, Maria do Socorro Ribeiro Ferreira e Ferreira.

A liminar de Cláudio Hernandes foi concedida em Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa ajuizada pelo promotor de Justiça Firmino de Araújo Matos, em 24 de setembro deste ano, contra Bárbara e a presidenta do Hemopa, Luciana Maradei. 

A decisão do juiz é do último dia 21, mas só foi divulgada hoje pela Assessoria de Comunicação do Ministério Público Estadual. 


Processo seletivo simulado 


De acordo com a denúncia do promotor, Luciana assinou a contratação apesar de saber que Bárbara é filha de Maria do Socorro, e teria até simulado um processo seletivo, para justificar o ato. 

 “Agrava ainda mais a condição de Luciana Maria Cunha Maradei Pereira o fato de que tentou, nos autos do processo administrativo n. 2013/139796, caracterizar a contratação de Bárbara Ribeiro Ferreira e Ferreira como uma decisão dotada de caráter impessoal, tanto que ali fez inserir não apenas o curriculum vitae de sua protegida (fls. 61/62), mas também de outro jovem (fls. 63/64), para, ao final, deliberar da forma que já era esperada, ou seja, pela contratação de Bárbara Ferreira, filha de pessoa integrante do corpo diretivo da Fundação HEMOPA (fl. 65)”, escreveu Firmino.

A denúncia foi encaminhada ao MP pela cidadã Larissa Mayara Neves, que  viu o contrato temporário da advogada no Diário Oficial do Estado, no último 15 de maio.

O MP instaurou Inquérito Civil e requisitou informações ao HEMOPA, que confirmou os laços de parentesco. 



Prazo é de 10 dias 


Ao conceder a liminar, o juiz Cláudio Hernandes fixou um prazo de 10 dias para que o Hemopa cumpra a decisão e exonere a advogada.

Na ACP, o promotor também pediu que Bárbara e Luciana sejam condenadas às sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa, que incluem o ressarcimento do erário e a suspensão dos direitos políticos por até cinco anos. 


Leia a íntegra da denúncia do promotor: Clique Aqui 

E leia a íntegra da decisão do juiz: Clique Aqui 


(Texto e título da Perereca, com informações da Assessoria de Comunicação do MPE)

8 comentários:

Anônimo disse...

Se fosse só no HEMOPA...No Hospital de Clínicas tem situação semelhante.

Anônimo disse...

O Dr. Cláudio não nega sua sina de juiz que faz justiça no tempo certo, desde os tempos da prisão do intocável e influente traficante João Banana em Tucuruí. Força sempre.

Anônimo disse...

E aí como é que fica.O namorado da filha do Procurador geral do Ministerio Público do Pará foi nomeado pelo sogro assessor do Ministério. É o sujo tentando ser melhor que o mal lavado.

Anônimo disse...

Eu adoooooro essa "onestidade" tucana. hahahaha Tu voltaste cunsca, né maninha?

Anônimo disse...

O nepotismo no governo jatene é escancarado sem nenhuma decência, chega a ser bem pior que no desgoverno da ana júlia, são milhares de filhos, esposas, amantes enfim todo tipo de apadrinhado que incompetente para trabalhar na iniciativa privada e passar em concurso público honesto, infestam o governo. O que o povo do Pará deve compreender é que não existe mérito para a ocupação dos cargos de direção das Secretarias apenas se tem padrinho. Diante desse fato só resta o péssimo serviço prestado ao Cidadão.Então eu pergunto; Se uma pessoa é incompetente para passar no concurso público, como pode ser contratada para chefiar os Concursados?

Anônimo disse...

Ei Ana Célia,
Vai amanhã na Associação dos Magistrados do Pará que fica na Rua Ricardo Borges em Ananindeua e verás as máquinas da Prefeitura de Ananindeua aplicando asfalto na passarela em volta do campo de futebol e outras ruelas que lá existem. Uma verdadeira sacanagem, o O Pioneiro asfalta a Associação dos Magistrados com dinheiro publico e os Juizes do Pará em troca do favor fazem outros favores pro PSDB. Por favor, vá lá faça fotos ( as máquinas deverão ficar lá até amanhã) e terás as provas.

Anônimo disse...

Ana Célia:
Texto sucintíssimo:
Essas notícias diárias mostram o quanto esse país está ficando insuportável, ridículo.
E agora? Cada dia que passa aumenta o número de políticos desonestos e que, com seus crimes, causam o atraso do Brasil, e até mortes, desviando dinheiro da saúde.
E NINGUÉM FAZ NADA!!!!!
"QUANDO HAVERÁ, OUTRO DIA, ESPERANÇA...?"
Marcos Klautau

Anônimo disse...

Legal essa foto da diretora. Repara que ela está assinando direto na mesa de granito...