Ban

terça-feira, 25 de maio de 2010

Larga do meu pé, encosto!





Se o Vic fosse homem, eu ia jurar que está apaixonado por mim.


Porque não é possível: o sujeito não me esquece!...


E me chama de gorda, feia, pinguça, vagabunda; me cobre de tudo que é insulto, inventa tudo que é mentira a meu respeito, que nem naquela música “Atrás da Porta”...


É tanta dor de corno, mas tanta dor de corno, que qualquer dia desses, se duvidar, até dá uma de Reginaldo Rossi e ataca o “Garçom”...


Vic, presta atenção: pé na bunda todo mundo leva, maninho!...


Mas as pessoas têm de manter um mínimo de dignidade, capiche?


Consulta um pai de santo; faz uma corrente da Prece Poderosa; reza uma novena pra Nossa Senhora dos Descompassados!...


MAS LARGA DO MEU PÉ, ENCOSTO!...


Égua dessa macumba ao contrário que eu fiz!...


Vou esconjurar tudo que é “caboco”, tomar um banho de tucupi.


Se duvidar, até arrisco uma oferenda, à meia-noite, lá pras bandas da Ponte do Galo!...


FUUUUIIIIIIIII!!!!!!!!


 
PS: logo mais libero um monte de comentários. Na quinta ou sexta retorno com a atualização do blog.

7 comentários:

Anônimo disse...

Ana Célia, quando tu iras contar o resto da novela do Hangar?

Anônimo disse...

Ei maninha!!! o cara é chato "mermo"!!! já pensou se vc destilasse as informações da juventude dele com o rominho, que aliás todos os quarentõen da época sabem, ele ficaria feliz, né...

Anônimo disse...

"Se o Vic fosse homem" é ÓTEMO. Na verdade, se fosse humano...

Anônimo disse...

hahahaha Ana Celia, da uma checada neste blog, o nome é Porra Vic: Ze Carlos, novo blog na área, satirizando o blog do Vic: http://porravic.tumblr.com/

Anônimo disse...

Prezada Ana Célia, leio atentamente todos os seus posts e os posts referentes a vossa senhoria do Blog do Deputado Vic. Gostaria que a senhora publicasse isso bem grande!

O deputado Vic, for força das suas inúmeras prerrogativas que o mandato de deputado federal lhe proporciona, acha que está acima da lei e mais precisamente das conditas morais e éticas que devem ser observadas por qualquer pessoa, seja ela deputada, jornalista, ou pessoa comum.

Ele acha que é inimputável, que pode ofender a honra de tudo e todos e escrachar sem acontecer nada contra ele.

É fato que nem todos possuem condiçoes para constituir um bom advogado para representar seus interesses perante o STF, por conta do foro privilegiado que o cargo proporciona ao VIC, mas alguns muitos podem muito bem fazer isso, como bem fez o prefeito de Sao Miguel, Nenê lopes, quando o Vic postou que o mesmo teria comprado uma sentença do filho do presidente do TRE, fato que ele nunca provou e nao poderia em hipótese nenhuma ter ventilado isso em seu blog.

O VIC, diga-se de passagem só é corajoso na internet, porque processualmente falando é um frouxo. Pediu para sua querida e amada esposa, que adora sensibilizar as pessoas tirando foto com crianças negras, ligar para o prefeito nenê e se humilhar para que o mesmo desistisse da interpelaçao que fez perante o STF. Alegou entre outras, que o processo ficha limpa estava na porta e que isso poderia prejudicar o processo de registro de candidatura de VIC. Isso ele nao comenta, porque dói a verdade dos fatos.

E mais, ele tem certeza que nao vai se reeleger e atira pra todo lado em busca de alguma luz e acha que pode ofender a honra de tudo e todos sem ser pego. Porém O STF está aí pra isso. A justiça criminal também e a cível também.

É realmente muito fácil ofender os outros tendo foro privilegiado e saber que só os ministros do STF podem interferir. Mas ele sabe que ir até lá nunca foi impossível e nunca se tornou tao possível para quem quer vê-lo sem mandato o mais rápido possível e pagar bem pago, por sua injúrias, calúnias e dimafaçoes a todos os que foram afetados direta ou indiretamente por este quase ex deputado.

Anônimo disse...

Eu acho que isso tudo é jogo de combina? ou não ?

Anônimo disse...

Já fazia algum tempo que eu não me divertia tanto com uma postagem de blog. Gostaria muito de saber o que esse elemento escreveu lá sobre ti, mas ainda não consegui superar meu preconceito para entrar em sites ou blogs aos quais tenho alto grau de rejeição, como o desse elemento.
Mas juro que vou dar uma espiada no outro que satiriza.