Ban

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

LSD

Um Tempo Psicodélico!...




Para estes tempos estranhos, em que o Vic – quem diria!...- defende as práticas do PT. E eu – quem diria!... – as ataco...



Gracias a la vida



Gracias a la vida que me ha dado tanto,
Me dio dos luceros que cuando los abro,
Perfecto distingo lo negro del blanco,
Y en el alto cielo su fondo estrellado,
Y en la multitudes el hombre que yo amo.



Gracias a la vida que me ha dado tanto,
Me ha dado el oído que en todo su ancho,
Graba noche y día grillos y canarios,
Martillos, turbinas, ladridos, chubascos,
Y la voz tan tierna de mi bien amado.


Gracias a la vida que me ha dado tanto,
Me ha dado el sonido y el abecedario,
Y con el las palabras que pienso y declaro,
Madre, amigo, hermano y luz alumbrando,
La ruta del alma del que estoy amando.


Gracias a la vida que me ha dado tanto.
Me dio el corazón que agita su marco
Cuando miro el fruto del cerebro humano,
Cuando miro el bueno tan lejos del malo,
Cuando miro el fondo de tus ojos claros.


Gracias a la vida que me ha dado tanto,
Me ha dado la marcha de mis pies cansados,
Con ellos anduve ciudades y charcos,
Playas y desiertos, montañas y llanos,
Y la casa tuya, tu calle y tu patio.



Gracias a la vida que me ha dado tanto,
Me ha dado la risa, y me ha dado el llanto,
Así yo distingo dicha de quebranto,
Los dos materiales que forman mi canto,
Y el canto de ustedes que es el mismo canto.
Y el canto de todos que es mi propio canto.


!Gracias a la vida!
!Gracias a la vida!
!Gracias a la vida!
!Gracias a la vida!



(Violeta Parra)




Los Hermanos



Yo tengo tantos hermanos
Que no los puedo contar
En el vale en la montaña
En la pampa y en el mar
Cada cual con sus trabajos
Con sus sueños cada cual
Con la esperanza adelante
Con los recuerdos de trás
Yo tengo tantos hermanos
Que no los puedo contar



Gente de mano caliente
Por eso de la amistad
Con um lloro para llorarlo
Con un rezo para rezar
Con un horizonte abierto
Que siempre esta más allá
Y esa fuerza pa buscarlo
Con tezón y voluntad
Cuando parece más cerca
Es cuando se aleja más
Yo tengo tantos hermanos
Que no los puedo contar



Y asi seguimos andando
Curtidos de soledad
Nos perdemos por el mundo
Nos volvemos a encontrar
Y asi nos reconocemos
Por el lejano mirar
Por las coplas que mordemos
Semillas de imensidad


E asi seguimos andando
Curtidos de soledad
Y en nosotros nuestros muertos
Pa que nadie quede atrás
Yo tengo tantos hermanos
Que no los puedo contar
Y una hermana muy hermosa
Que se llama libertad


( Atahualpa Yupanqui)



(canta, Vic!... Vai, canta!...)

14 comentários:

Lafayette disse...

Leio-te desde algum tempo, vindo lá do Quinta, e, ainda mais agora... rsrsrs

Mas, sabe o que é interessante notar?

Estas cheia de anônimos que te dizem: "vai fundo", "vai em frente", "te dou o maior apoio", "estamos contigo".

Ora porra, apoio de anônimo é igual limpar o... (não, não vou dizer isso rsrsrs).

...igual uma nota de 3 reais, não vale coisa nenhuma.

Anônimo disse...

Canto, nada !
Quem canta, ruinzinho e baratinho, é o Jatene.
Canta música e canta o Jáder.
Peça pra ele cantar, também, pra você.
Ele canta, e você dança.
Ou vice-versa.
Dá na mesma m...

Ana Célia Pinheiro disse...

Meninos e meninas:

Por favor, refaçam os termos dos comentários sobre o Lafayete.
Do jeito que estão, extremamente ofensivos, não tenho como publicar, ok?

Ana Célia

Ana Célia Pinheiro disse...

Ao anônimo das 5:24:

Calma, querido!
Respire fundo. Diga AUM!OM!
E depois ataque "Gracias a La Vida"...
Bjs,

Ana Célia

Lafayette disse...

:):):):):):):):)
:):):):):):):):)
:):):):):):):):)
:):):):):):):):)
:):):):):):):):)
:):):):):):):):)

Anônimo disse...

Ana Perereca,

Tava lendo as baboseiras que você digita como passatempo, porque pelo visto não têm o que fazer lá no Liberal, aliás, quem "trabalha" 3 dias por semana, não deve ter muito o que fazer mesmo. Tu te "ACHAS" mesmo né?

Anônimo disse...

Ana , não desista, você é a única esperança desse povo Roubado por essa Corja que ai está . Denuncie a Veja, ao Globo, ao Claudio Hunberto, não deixe que o PT se utilize do caso de Pedofilia para tentar diminuir a gravidade das suas denúncias .

Anônimo disse...

Anna,
vamos jogar sapatos por aí...

Anônimo disse...

Aos PeTralhas da hora:
Gritem e esperneiem, é só o que resta pra voces.
Suas agreções não tem valor algum,peçam pra sair, seria muito mais honroso.

Carlos Barretto disse...

Ana
Não publique este comentário.
Mas aqui está o tutorial que eu prometi a vc.
http://blogflanar.blogspot.com/2008/12/instalando-o-pmetrics-no-seu-blog.html

Tá lá no Flanar, "quentinho da silva". Mas prepare-se para um "brainstorm". Qualquer ajuda, é só me pedir pelo e-mail carloseduardobarretto@gmail.com.

Abs

Anônimo disse...

Ei Perereca, Vê se faz alguma coisa de útil para a sociedade e cobre o caso Seffer.

Raphael Teixeira disse...

São tempos estranhos Ana Célia, veja os EUA estatizando a economia, e o capitalismo tendo que ser salvo pelo Partido Comunista Chinês!

É de matar, não?!

morenocris disse...

Feliz Natal, Ana e família.

Beijinhos.

Anônimo disse...

fostes comprada , ou morta