Ban

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Opinião: Zenaldo e Orly conquistam o troféu “Grande Perobal”. E olhe que a parada foi dura, com o Jatene como governador...



 

O prefeito Zenaldo Coutinho e o marqueteiro Orly Bezerra devem achar que somos uns otários.

Como Zenaldo anda mais sujo do que pau de galinheiro junto à população de Belém, essa dupla dinâmica “arresolveu” transformar o prefeito em protetor dos fracos e oprimidos.

Sabe como é, né, leitor?

Eleições à porta, ameaça do bufunfão “avoá” pela janela, então o melhor é dar aquela guaribada no prefeito-desastre...

Vai daí todo esse lári-lári de que o Zenaldo não permitirá o aumento das passagens de ônibus, porque está “angustiado” com a crise econômica e a situação dos trabalhadores.

Até parece, né?, que essa dupla sabe o que é a situação de um trabalhador...

Logo o Zenaldo, com uma aposentadoria de mais de R$ 25 mil por mês, que recebe da Alepa, como ex-deputado.

Logo o Orly, que chega a estar cevado de tanta verba de propaganda que a Griffo recebe, sem que o Ministério Público diga ao menos um “ai”.

Deve de ser alguma crise conjunta de esquizofrenia, só pode...

Nunca se soube do Zenaldo e do Orly “angustiados” com a imundície que é esse transporte coletivo de Belém.

Nunca se soube de uma lágrima que tenham derramado diante das enchentes que castigam esta cidade, e que destroem tudo o que as famílias mais pobres conseguiram juntar, ao longo de uma vida inteira de trabalho.

Nunca se soube que se “angustiassem” diante do sofrimento, da dor, da morte de tanta gente, nos postos de Saúde e nos hospitais de Belém.

Ou, ao menos, que tenham mandado deixar uma mísera flor nos enterros das inúmeras vítimas desse BRT assassino, da Almirante Barroso.

Tem que tirar o chapéu; tem que dar o troféu “Grande Perobal” pra essa dupla dinâmica...

E olhe que a parada é dura, tendo o Jatene como governador.

Dá até pra imaginar como não foi essa combinação, para o Zenaldo se apresentar como um Zorro contra o aumento do ônibus.

O Orly deve ter olhado as pesquisas eleitorais e dito: “Tá mal, Zena, tá mal”.

E aí, deve ter falado pra ele: “a gente tem é que arranjar mais um factoide, pra iludir esse bando de abestados”.

E pronto: nasceu a “luta”do Zenaldo contra o aumento das passagens e essa súbita “angústia” pela  vida desgraçada dos trabalhadores de Belém.

Durante três anos, a população desta cidade roeu uma pupunha nas mãos desse prefeito-desastre.

Um sujeito tão ruim, mas tão ruim, que parece até um clone piorado do Duciomar.

Até princípio de incêndio do PSM, com duas mortes, aconteceu.

Há poucos dias, até na Almirante Barroso dava pra cantar “essa rua é o meu rio”.

A cidade passou três anos entregue às baratas – literalmente.

Mas agora, faltando quatro meses pras eleições, Zenaldo diz que está “angustiado” pela população de Belém...

E pode escrever aí, leitor: acabou a eleição, vem aumento de ônibus, e até pra mais de “3 royal”.

Aposto com você uma caixa inteirinha de Semancol.

Remédio que devia era vender nas melhores farmácias.

Pra gente poder ofertar “de grátis” pra esses “inteligentes”, que acham que todo mundo é burro.

FUUUUIIIIIII!!!!!!

........

Leia a notícia da Agência Belém, que é da Prefeitura, sobre o anúncio do Zenaldo de que não haverá aumento das passagens – e mais todo esse lári-lári, pago com dinheiro público, que todos já estamos carecas de ouvir: 

“Não vai ter aumento na passagem de ônibus’, anuncia Zenaldo Coutinho. 

Da Redação - Agência Belém de Notícias

A passagem de ônibus em Belém continuará no valor de R$ 2,70. O anúncio foi feito pelo prefeito Zenaldo Coutinho durante coletiva de imprensa convocada na manhã desta quinta-feira, 23, no Palácio Antônio Lemos, sede da Prefeitura.

Apesar de o Conselho Municipal de Transporte ter sugerido que a passagem de ônibus da Região Metropolitana de Belém (RMB) passasse a custar R$ 3, em reunião promovida na última quarta, 22, Zenaldo decidiu por não homologar o aumento da tarifa. "Precisamos ter equilíbrio, sobretudo com as pessoas que mais precisam. O usuário do transporte coletivo é a massa de trabalhadores, e uma massa de empregados que vive com muitas dificuldades neste período de crise que assola o país inteiro. Por isso, não tenho como permitir este aumento agora", disse Zenaldo.

“Estamos muito angustiados com a situação dramática da economia no Brasil, o que afeta, também, no congelamento de salários municipais e estaduais. Por isso, sentaremos junto com o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (Setransbel) para anunciar a decisão, refazer metas e até assumir parte do custo do transporte em nível do BRT, pois vamos garantir manutenção, limpeza e segurança do Terminal do Mangueirão e das estações, de forma a contribuir para que isso não venha gerar mais dificuldades para o sistema”, explicou, referindo-se a implantação do sistema do Bus Rapid Transit (BRT).

Zenaldo Coutinho seguiu com o anúncio. “Cheguei a fazer, pessoalmente, tratativas no sentido de que não houvesse uma discussão em separado de sindicato, patronal e rodoviários, por entender que o reajuste salarial no sistema operacional do transporte coletivo não é algo que diga respeito exclusivamente aos empresários de ônibus, motoristas e cobradores, mas sim a toda a cidade”, prosseguiu Zenaldo. "A crise que o Brasil sofre gera altas taxas de desemprego, e inclusive está impedindo o poder público de dar reajustes aos seus funcionários. Não podemos dar as costas para isso. O momento que temos é de ter ampla discussão com a população, que é quem paga a conta no final", completou. 

Investimentos - Zenaldo Coutinho ressaltou, durante a coletiva, os expressivos investimentos no transporte da capital com o sistema do BRT, que terá operação experimental a partir do dia 1º de julho. “Belém nunca investiu tanto em transporte coletivo como está sendo investindo agora. O BRT, quando estiver totalmente implantado, se transformará em um sistema de modalidade de transporte totalmente diferente do qual a cidade está habituada”, afirmou.

A ação experimental com os ônibus articulados começa a partir do dia 1º de julho, com integração total e gratuita com linhas que trafegam na área de Icoaraci e da rodovia Augusto Montenegro. Neste primeiro momento, 15 veículos articulados serão utilizados no percurso Mangueirão-São Brás.

Toda a operação dos ônibus articulados e suas estações serão controladas por meio de fibra ótica instalada pela Companhia de Tecnologia de Informação de Belém (Cinbesa) desde o terminal Mangueirão, passando por toda a via do sistema, até a sede da Cinbesa. As fibras irão garantir a captura de imagens de mais de 70 câmeras posicionadas na via e nas estações, além de controlar o abrir e fechar de portas, a liberação de catracas e os monitores que informam chegada e saída dos veículos.

Ainda durante a operação experimental do BRT, no dia 1º de julho, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, estará em Belém para acompanhar o funcionamento do sistema”.

2 comentários:

Anônimo disse...

Mana, se esse prefeito sem noção realmente tivesse respeito pelo cidadão usuário do transporte urbano, ao invés de congelar o preço da passagem, ele pura e simplesmente vetava o aumento proposto. Infelizmente, de tanto ser tratada como "coisa insignificante", a autoestima da população é muito baixa, tanto que chega-se ao cúmulo de sentir saudade do biltre Dudu! Aff

Anônimo disse...

bando de patifes , J, Z E O queria saber onde está o MPE PA , ou melhor a PGR , o CNJ , o CNMP diante de tanta corrupção, roubo e falcatruas que acontecem em nosso Estado com todos esses Orgãos omissos . Talvez esteja com os seus familiares nos gabinetes dos TRIBUNAIS DE CONTAS da vida.