Ban

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Jatene faz palestra para o MP e defende punição exemplar para corruptos. Logo ele, né?



(Foto: Antonio Silva/Agência Pará)


A atuação do Ministério Público no combate à corrupção é o tema do congresso que reúne promotores e procuradores de Justiça, de toda Região Norte, em Belém.

O governador do Pará, Simão Jatene, proferiu, ontem, a palestra inaugural do encontro.

Falou sobre a relação entre ética e política.

Logo ele, acusado pelo próprio MP de receber propina da Cerpasa.

Logo ele, acusado pelo próprio MP de turbinar a concessão de cheque moradia, para se reeleger. 

Logo ele, que tem entre os seus especialíssimos assessores até pessoas condenadas a devolver milhões aos cofres públicos.

Coragem? Cinismo?

Bem mais que isso, a certeza de impunidade.

Afinal, ele distribui assessorias e favores a rodo, justamente para que as instituições, que nem cadelas amestradas, comam em suas honradas mãos...

Daí que não é nem de estranhar o suposto estilo kamikaze de Jatene, ao defender punição exemplar para todos os envolvidos em corrupção.

Sabe que não pega nada com ele, nem com o seu todo poderoso sobrinho, Eduardo Salles, dono de impressionante fortuna, cuja origem, a bem dizer, é o Vigésimo Segredo de Fátima...

Ainda mais estarrecedora, porém, foi a reação do presidente da Associação do Ministério Público do Pará, Manoel Murrieta, às declarações de tão enrolado governador.

“Ele (Jatene) nos traz informações da situação do Estado e da crise nacional brasileira, e isso traz para o congresso mais uma provocação para a nossa formação e desafios”, afiançou.

Por isso, caro leitor, não estranhe se, no próximo congresso, o Ministério Público convidar como palestrante o deputado Eduardo Cunha ou até o Fernandinho Beira- Mar.

Ambos, certamente, também trarão muitas informações e provocações para a formação e desafios do nosso tão vigilante MP.

...........

Confira nos quadrinhos (clique em cima deles) a veracidade desse surreal acontecimento:

2 comentários:

Anônimo disse...

é um cara de pau esse patife.

Mestre Chico Barão disse...

Ai da pra dizer PQP!