Ban

terça-feira, 29 de setembro de 2015

10 anos de Pererecagens!




A Perereca completará 10 anos em fevereiro do ano que vem. Já fiz até um selinho – que você vê aí em cima.

Dez anos... É um tempo de balanços... De pensar o que foi feito e que ainda virá...

Ao longo destes 10 anos, a Perereca publicou reportagens, que você continua a só ler aqui – infelizmente!...

Também (e apesar do Orly, da Griffo e seus asseclas) colecionou alguns marcos: foi o primeiro blog em que uma reportagem manchetou um grande jornal.

Foi, ainda, o único blog do Pará, até agora, a bater uma edição de jornal, com a ajuda das redes sociais.

Foi, ainda, o único blog a ensejar uma Lei – àquela que limitou as assessorias especiais.

É um blog que já manchetou, várias vezes, os jornalões locais e até pautou veículos nacionais de comunicação.

E que entrevistou os políticos mais importantes do Pará, dos últimos vinte anos.

Todo esse acervo permanece, graças, especialmente, à ajuda decisiva do Sindifisco (plim!plim!).

E eu me pergunto: vida longa à Perereca? Creio que sim.

Mas vida longa, sobretudo, a vocês!

Vocês, os leitores deste blog.

Eis que foram vocês, sei lá por que, a conduzir a Perereca a esse patamar.

Foram vocês a credibilizar este blog – e a credibilidade é o bem maior que qualquer veículo de comunicação pode almejar.

Por tudo isso, estes dez anos têm me feito pensar... Têm me feito rever toda a minha vida, desde a infância até este momento, quando estou prestes a completar 55 anos.

55 anos!... É um bom tempo de vida, né não?...

Faz pensar... Para redescobrir essa jornada, na qual, você e eu, buscamos o infinito: buscamos mudar o mundo!

E quer melhor intérprete do que a música?

Pra você, que nem mesmo sei quem é, mas que tanto me ajudou a  romper esse silêncio que desde sempre nos angustiou.

Pra você, que tem sido a minha luz, mesmo quando alguns apostavam que tudo seria sempre s escuridão.

Pra você, um pouco desse nosso caminhar.

(Como sempre, roubado dessa maravilha que é o Youtube.




 

2 comentários:

agenor garcia disse...

Caríssima, Ana Célia

Parabéns. E como o seu jornalismo mudou, para melhor diga-se de passagem. Me lembro quando a repórter começou. Com aquele maço de laudas nas mãos, com aquela letra que nenhuma outra pessoa, somente tu, era capaz de decifrar.Me lembro ainda, que o Paulo Roberto Ferreira, Orly Bezerra e o Afonso Klautau, e até a Ana Diniz, em épocas distintas e em jornais diferentes, foram grandes incentivadores daquela repórter. O tempora!,o mores!..
Com boas lembranças,
Agenor Garcia
jornalista.

Claudio Elias Do Nascimento disse...

Jesus Cristo Esta Voltando!!!