Ban

sábado, 12 de outubro de 2013

Orly Bezerra tenta desmentir Perereca, que decide denunciar marqueteiro ao Ministério da Justiça. Assim, Orly terá finalmente toda a chance do mundo de se defender.


O marqueteiro Orly Bezerra e o ex-prefeito Duciomar Costa: investigação federal vai garantir ao dono da Griffo toda a chance de se defender.



Pra vocês verem como são as criaturas.

Em seu charmoso blog, o deputado Parsifal Pontes reproduziu, ontem (11), a postagem da Perereca “O Sacolão do Bufunfão”, sobre a bufunfa arrecadada pelo marqueteiro-mor do PSDB, Orly Bezerra, em Canaã dos Carajás, nas eleições de 2008. 


Aí, o Orly resolveu contestar a informação da Perereca. E tascou-lhe, em comentário no blog do deputado: 

“Caro Parsifal,

Quero afirmar que o fato narrado aqui no seu blog nunca existiu. Trata-se de uma invenção para atingir a minha honra, o que já é useiro e vezeiro por parte do blog que você usa como referência.
Att
Orly Bezerra” 



E outra postagem, de hoje (12/09), na qual Parsifal destaca o comentário do Orly: http://pjpontes.blogspot.com.br/2013/10/orly-bezerra-nego.html 


O Orly sabe muitíssimo bem que tudo que escrevi é rigorosamente verdade.

No entanto, está tão habituado a mentir, que a cara já nem treme.

Sim, porque ele mente todo santo dia à população paraense, à qual "vende" um Pará bacana e imaginário, enquanto milhares de mulheres e crianças morrem sem assistência médica no Pará de verdade, que rola ladeira abaixo nos indicadores sociais.

O que o Orly se esquece é que dinheiro deixa rastro.

E que basta uma investigação bem feita da Receita, Polícia Federal e Ministério Público para comprovar tudo o que já escrevi sobre a Griffo.

No fundo, ele se fia é na pusilanimidade e compadrio da Polícia, Receita e Ministério Público no estado do Pará.

O Orly diz que inventei essa história de Canaã para atingir-lhe a “honra” e que sou “useira a vezeira” em fazer isso.

No entanto, não me processa.

Tem advogados, dinheiro, está sentado em cima de uma verba milionária de propaganda, tem um exército de jornalistas, lambaios e meios de comunicação para defendê-lo, mas, não me processa.

Nem mesmo consegue desmentir qualquer das reportagens que escrevi sobre as licitações milionárias que a Griffo ganhou, para a propaganda dos governos que o Orly ajudou a eleger.

Assim como também não consegue desmentir outro escândalo citado nessas reportagens: o fato de candidatos a prefeito e ao Governo subestimarem ou até suprimirem da prestação de contas à Justiça Eleitoral os valores que pagaram à Griffo.

Mais cedo, postei um comentário no blog do deputado Parsifal, que reproduzo ao final desta postagem.

Nele, desafio o Orly a me processar e até digo que, infelizmente, não tenho dinheiro para pagar advogado e processar esse marqueteiro por dano moral – sim, porque ao afirmar que “invento” informações, atingiu-me até profissionalmente.

No entanto, há pouco tive uma ideia bem melhor, para garantir ao Orly a chance de provar, de uma vez por todas, que tudo o que escrevi é “invenção”.

Vou aproveitar esse feriadão do Círio para redigir uma denúncia ao Ministério da Justiça sobre as atividades da Griffo Comunicação e Jornalismo. 

Vou contar tudo o que sei. Vou dar nome aos bois.

E vou informar ao Ministério da Justiça por que é que essa investigação tem de ser feita por Brasília, já que aqui não adianta denunciar coisa alguma, devido à rede de tráfico de influência montada pelo Jatene, em todos os Poderes do estado do Pará. 

Se o Orly quiser, que me processe.

Se não, ainda assim vou lhe garantir a chance de se defender, a partir de uma investigação federal. 

E nem precisa me agradecer, "visse", Orly? 

E o blog, é claro, continua aberto a quaisquer contestações que esse marqueteiro queira fazer, como, aliás, sempre esteve aberto à contestação de todo e qualquer cidadão. 


Leia o comentário que enviei hoje cedo ao blog do deputado Parsifal Pontes, nas postagens “Derramando Dinheiro” e “Nego”: 

"O fato aconteceu, sim - e o Orly sabe disso muito bem.

Aliás, se o Orly diz que o meu blog é useiro e vezeiro em atingir a "honra" dele, por que não me processa?

Vai, Orly, me processa!

Contesta na Justiça as reportagens que publiquei sobre a Griffo, o fato de ela ganhar todas as licitações para a milionária propaganda dos governantes que ajudas a eleger e o fato de candidatos para os quais fizeste campanha subestimarem os valores que pagaram à empresa ou até suprimirem a Griffo nas prestações de contas à Justiça Eleitoral. 

Aproveita o embalo e contesta judicialmente também essa informação sobre o sacolão de bufunfa, dinheiro não declarado à Receita Federal e à Justiça Eleitoral, que arrecadaste lá em Canaã.

Eu te desafio, mano: me processa!

Afinal de contas, já processaste blogueiro antes, pedindo indenização por dano moral.

Então, tens medo de quê?

Já recorreste à Justiça uma vez, recorre novamente, ora pois!

Não podes alegar que o "dano" que sofres não é significativo: meu blog tem cerca de 30 mil acessos por mês, mais as milhares de pessoas que lêem tais postagens no Facebook (uma delas, justamente sobre a Griffo, atingiu mais de 23 mil pessoas, apenas na página, sem contar o mural) e mais as pessoas que as lêem nos blogs, portais e jornais que as reproduzem.

Então, é considerável o universo que toma conhecimento de tais denúncias.

E se o que digo não é verdade, certamente que obterás na Justiça reparação à tua "honra", não é?

Sabes, Orly, a tua sorte é que não tenho dinheiro. Porque, se tivesse, eu procuraria agora mesmo um advogado, para te processar por esse comentário. 

Afinal, ele embute ofensas a minha honra, já que levantas dúvidas sobre a minha atuação profissional.

Pra ver como é que são as coisas: te julgas tão esperto, mas me abriste agora uma rodovia bacana, para abrir as contas da Griffo, não é?

Já pensaste se tivesses que provar na Justiça o que acabaste de escrever?

Se, a partir desse teu comentário, fôssemos revirar todas as licitações que a Griffo ganhou e todas as campanhas de que participaste?

Ergue as mãos pro céu e agradece, Orly: a tua sorte é que não tenho dinheiro pra pagar um advogado.

Muito obrigada, deputado, por repercutir a postagem de meu blog.

Da sua eterna fã, Ana Célia Pinheiro". 


E leia algumas das reportagens da Perereca sobre a Griffo:


Griffo, a insaciável (parte 1): há quase 20 anos, Griffo Comunicação ganha todas as licitações de propaganda dos governos que ajuda a eleger. Nas duas últimas licitações, jornalistas que trabalharam para a empresa integraram as comissões técnicas dos certames. Até 2014, a empresa deverá receber mais de R$ 70 milhões dos cofres públicos - o dobro do que custou Hospital Metropolitano: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2013/05/griffo-insaciavel-parte-1-ha-quase-20.html 

Secretário de Comunicação do Pará trabalhou em campanhas comandadas por Orly e prestou serviços à Griffo, para a qual libera milionárias verbas de propaganda. Repasses às agências de propaganda ocultam veículos de comunicação que recebem dinheiro do governo. Gastos de propaganda do Pará podem chegar a mais de R$ 180 milhões até 2015 – ou 5 vezes o que foi investido na construção do Hospital Metropolitano: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2013/05/secretario-de-comunicacao-do-para.html 

Incrível! Griffo Comunicação oculta campanhas que realiza, doa dinheiro ao PSDB e até já “pagou” para trabalhar para o partido. Empresa também subestima os preços cobrados: serviços para Alexandre Von, prefeito de Santarém, teriam custado apenas R$ 20 mil. Trabalhos para a campanha de Valéria teriam ficado mais caros do que para Jatene e Zenaldo: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2013/06/incrivel-griffo-comunicacao-que-vence.html 

Prefeitura de Belém não tem dinheiro para a Saúde, mas já empenhou mais de R$ 3 milhões para a Griffo, empresa de propaganda, nos 6 primeiros meses de 2013. Dono da Griffo foi o marqueteiro das campanhas eleitorais do governador Simão Jatene e do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho. Até 2014, a Griffo deverá receber do Governo do Estado mais de R$ 70 milhões: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2013/06/prefeitura-de-belem-nao-tem-dinheiro.html 

TRE aprova peça de ficção: Jatene alega que gastou menos de R$ 1,3 milhão com rádio e TV: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2010/12/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x.html 

Milagre: campanha de Jatene foi mais barata que a de Ana Júlia em 2006. Até programas de rádio e Tv custaram menos: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2010/12/milagre-campanha-de-jatene-foi-mais.html

7 comentários:

Anônimo disse...

Perereca,a verdade está contigo. e não esquece de mais alguns que tomam conhecimento do que publicas: áquels a quem enviamos por email,mundo afora. Valeu por mais esta preciosidade de informação. só você msm.

Anônimo disse...

Caraba, mais não precisava colocar a imagem do DUDU.
Nós funcionários efetivos da PMB, estamos com saudade dele, o Zenaldo está nos humilhando e o DUDU nos acolheu, por isso temos o maior respeito pelo DUDUDUDUDUDUDUDUDU

Wilton disse...

Seria bom demais se o ministério público acatasse a denúncia e fosse a fundo na investigação... iria lava a honra do povo do Pará que não aguenta mais a situação de abandono em que se encontra.

Anônimo disse...

PERERECA A Fundação Carlos Gomes tem uns servidores efetivos "não estáveis" como técnico de nível superior, estes OCUPAM OU NÃO o lugar de três aprovadas no concurso público para o Carlo Gomes, nos cargos de Técnico de Administração e Finanças, cargo de nível superior la na Fundação, FALTA SEREM NOMEADAS:
- 02 (duas) Assistentes Sociais;
- 01(uma) Pedagoga.
Sendo que em 2009 essas vagas foram criadas PELA LEI 7.310, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009, publicado no DOE-PA Nº 31.522, de 09/10/2009, (DUAS VAGAS PARA A. SOCIAL E DUAS VAGAS PARA PEDAGOGIA) gostaria de saber o porquê de tanto mistério para nomearem essas três aprovadas no concurso para esta FCG. Será que essas candidatas terão que recorrer ao Ministério Público, para impetrar mandato de segurança.

Anônimo disse...

PARAUAPEBAS: PREFEITO VALMIR DA INTEGRAL USA DINHEIRO PÚBLICO PARA IR AO ENCONTRO DO PSD
O ENCONTRO ESTADUAL DO PSD EM BELÉM DO PARÁ TEVE A PARTICIPAÇÃO DE VÁRIOS MEMBROS DO GOVERNO DE PARAUAPEBAS, INCLUSIVE DO PREFEITO, QUE TEVE DIÁRIAS PAGAS PELA POPULAÇÃO PARA IR AO EVENTO!

UM DIA ANTES DO ENCONTRO DO PSD, PREFEITURA PAGA R$ 40.750,00 EM DIÁRIAS, MAIOR PARTE PARA CARGOS COMISSIONADOS.





Você tem dúvida do que o prefeito foi fazer em Belém no dia 10 de agosto de 2013, veja nas fotos abaixo:

VALMIR DA INTEGRAL: diárias e passagens pagas pelos
cofres públicos para participar de encontro do PSD, em Belém.
Olhe no calendário e constate que 10 e 11 é um belo final de semana, sábado e domingo.

Você deve está achando pouco, uma ninharia, mas quem desvia R$ 1, desvia R$ 1 milhão, ou dezenas de milhões, ou centenas de milhões, não acham?

Veja que no dia 9 de agosto de 2013, um dia antes do encontro estadual do PSD, a farra com diárias pagas pela prefeitura de Parauapebas foi uma só, foi efetuado o pagamento de nada mais e nada menos que R$ 40.750,00. Isso mesmo, em diárias, um dia antes do encontro do PSD em Belém.

Evidente, nem todas estão relacionadas com o encontro, queremos acreditar nisso, mas se o prefeito viaja para um encontro partidário com passagens e diárias pagas pelos cofres públicos e a nota de empenho diz que o Sr. VALMIR DA INTEGRAL viajou para tratar de interesses do município, que não são capazes de fazer?

VALMIR DA INTEGRAL não tem como continuar prefeito de Parauapebas, isso é óbvio.

Não temos a menor dúvida que se fosse em Tucuruí, Marabá, Cachoeira do Arari ou outro município qualquer do Pará ou do Brasil o Ministério Público já teria pedido a condenação por improbidade administrativa e o imediato afastamento desse ou de qualquer prefeito que praticasse tantos desvios.

Vamos ver que faz o nosso Ministério Público do Pará.

http://soldocarajas.blogspot.com.br/2013/10/parauapebas-prefeito-valmir-da-integral.html

Anônimo disse...

Um belo presente do dia das crianças! rsrsrsrs

Anônimo disse...

O Orly levou uma dedada e ficou caladinho...