Ban

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Vereadora cobra, mas não recebe informações da Fumbel


Depois de ter cobrado explicações da presidente da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Heliana Jatene, sobre o processo de eleição de delegados na IV Conferência Municipal de Cultura, a vereadora Sandra Batista (PCdoB) não foi informada da visita da titular da Fumbel, ontem, na Câmara Municipal de Belém (CMB).

Heliana Jatene foi recebida pelo presidente da casa, Paulo Queiroz (PSDB), que não repassou os esclarecimentos à vereadora Sandra Batista, autora do requerimento que cobrou explicações acerca da arbitrariedade da Fumbel, que quebrou o acordo firmado com os movimentos culturais na IV Conferência Municipal de Cultura.

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos da CMB critica o relatório enviado por Heliana Jatene ao Ministério da Cultura (MinC), que excluiu as propostas e delegados escolhidos pelos movimentos culturais e cobra que a Fumbel reveja a lista com os nomes de 24 delegados e 21 suplentes que representarão a capital na Conferência Estadual de Cultura.

A parlamentar só ficou sabendo que a presidente da Fumbel esteve reunida com Paulo Queiroz para debater a escolha dos delegados por meio de nota no site da CMB, apesar de ser a autora do requerimento que pedia explicações de Heliana Jatene.

“Sabedor que eu tinha solicitado esclarecimentos da presidente da Fumbel, ele poderia ter chamado os vereadores para que assim pudessem ouvir os esclarecimentos. Pelo que se soube, a presidente foi intransigente e não aceita os delegados”, frisa a vereadora.

O requerimento foi apresentado no dia 26 de agosto e pede a imediata retomada do acordo feito durante a IV Conferência Municipal de Cultura. 


(Fonte: Ascom/vereadora Sandra Batista)

Nenhum comentário: