Ban

sábado, 24 de agosto de 2013

Incrível! Unidade de Saúde da Sacramenta não tem nem papel pra receita. Também não tem remédio. Aliás, não tem nem água pra beber. Direto do Face da Rádio Clube:




E veja também: “Caos da Saúde de Belém foi parar no jornal Hoje. No pronto socorro, jornalistas flagraram até criança deitada na escada, à espera de leito. Falta até dipirona no hospital”. Aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2013/08/caos-da-saude-de-belem-foi-parar-no.html

2 comentários:

Anônimo disse...

É fato que os partidos políticos tradicionais como o PMDB, PT e PSDB, e seus satélites, entraram em colapso. Mesmo desacreditados, vários políticos resistem despudoradamente em seus podres poderes. Ao passo que existe um vazio de lideranças, que contribui ainda mais para o aprofundamento do estado de abandono em que se encontra o estado do Pará. Os números e estatísticas sociais são provas incontestes de que a degradação social só tenderá a crescer rumo à barbárie neste fim de mundo. Mas nesse cenário de promiscuidade política, em especial, destaco o PSDB que nos alto de sua típica soberba elitista e devassidão política, há mais de 20 anos vem degradando o estado, ao mesmo tempo em que enriquecem seus membros e parceiros de forma obscura e tenebrosa (provas e indícios de corrupção chovem nesses campos, mas nada é feito para sanea-lo) e não prestam contas. O quadro se agrava quando se constata que, contrário de gestões passadas, o atual governo estadual e municipal do PSDB, parece que ainda não começou. Limitam-se a arrotar potocas na mídia, torrando milhões de reais sangrados dos cofres públicos, pois na matéria de estelionato político e propaganda enganosa, temos que admitir que essa turma é insuperável.

Anônimo disse...

Ana Célia;

O governador Simão Jatene (PSDB) e o prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB) estão trabalhando em sinergia para implantar "stents imperfurados" nas artérias que levam oxigênio às unidades de saúde pública, com o intuito de provocar uma "Isquemia completa e fatal" nestas unidades.

A intenção de ambos é comprometer visivelmente a qualidade do atendimento, para causar entre as pessoas menos esclarecidas da população a impressão (manipulada) de que nesta terra só quem faz bem são as OSs.

Esta sabotagem das unidades públicas está em andamento também na fundação Santa Casa, a bola da vez - no âmbito estadual - para ser transferida setor-por-setor ao esquema milionário dos contratos com as OSs.

Protestos vinham sendo ensaiados pelos servidores da Santa Casa, mas uma manobra violenta da presidência da Santa Casa contra dois servidores mais afoitos, tem intimidado quase totalmente os protestos.

Não espere que o prefeito vá cumprir as promessas de campanha e revitalizar uma-a-uma as unidades, inclusive com médicos especialistas durante 24 horas. Aquilo foi só mentirinha para ganhar eleição.