Ban

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Dilma surpreende na reunião com governadores e prefeitos: constituinte sem os atuais senadores e deputados


No Brasil 247, via blog do jornalista Manuel Dutra: 

“Presidente surpreende e faz proposta concreta de consulta popular para a convocação de assembleia constituinte exclusiva, para fazer uma reforma política; Dilma Rousseff quer cinco pactos pelo País: responsabilidade fiscal, reforma política, melhora na saúde, transportes e educação; "As ruas estão nos dizendo que o País quer serviços públicos de qualidade", diz a presidente; lançamento da ideia do plebiscito retoma iniciativa política para Dilma; como os políticos irão reagir?; dá para ser contra? 

247 A presidente Dilma Rousseff surpreendeu o País e lançou a proposta de convocar um plebiscito nacional para conhecer a opinião da população sobre a convocação de uma assembleia nacional constituinte exclusiva para realizar uma reforma política. Ela não deu detalhes sobre os termos da consulta popular nem quando ocorreria ou como seria a delimitação do assunto.

Mesmo assim, com a iniciativa Dilma resgatou para si o comando da questão política, defendendo uma proposta inovadora. Já há interpretações que apontam para a montagem de uma assembleia constituinte sem, necessariamente, a participação dos atuais deputados federais e senadores, mas feita a partir de candidaturas avulsas aos partidos políticos. O tema promete dominar os debates nos próximos dias.

A presidente iniciou a reunião com 27 governadores de Estado e 26 prefeitos de capitais lembrando que o Brasil vive um regime de “estabilidade econômica com amplas liberdades democráticas”. Dilma frisou que o País tem uma das menores taxas de desemprego do mundo. “O povo está agora nas ruas dizendo que quer que as mudanças continuem, se ampliem, ocorram mais rápido”, disse a presidente. “Está nos dizendo que quer mais cidadania, serviços públicos de qualidade, mecanismos mais eficientes de combate à corrupção, representação política permeável onde o cidadão, e não o poder, esteja em primeiro lugar”. 
http://blogmanueldutra.blogspot.com.br/

Um comentário:

Anônimo disse...

Ô burrice!
Nas questões de relevância nacional, tanto o plebiscito, quanto o referendo, são convocados mediante decreto legislativo!