Ban

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Incrível! Escritório de Mário Couto em Belém paga só R$ 30 de luz, mas possui 20 funcionários do Senado em “regime especial” de frequência. Senador já chegou a gastar quase R$ 100 mil de material de consumo por ano – mesmo quando nem havia sinal do escritório.





Até parece aquela música de Vinícius de Moraes: “Era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada...”

No ano passado, os gastos de luz do escritório do senador Mário Couto Filho (PSDB) em Belém, pagos pelo Senado Federal através da verba indenizatória, ficaram em menos de R$ 30,00 por mês. 

E isso apesar de naquele escritório estarem lotados 20 servidores do Senado, todos com “regime especial” de frequência.

No portal da transparência do Senado Federal, não há sinal de contas de telefone pagas para aquele local.

Tampouco há despesas com serviços de limpeza.

Os meses em que as contas de luz atingiram valores maiores foram em junho e julho deste ano, quando ficaram, respectivamente, em R$ 51,72 e R$ 57,42.

No escritório do senador Fernando Flexa Ribeiro (PSDB) em Belém, onde estão lotados 12 funcionários do Senado, os gastos de luz giram em torno de mil reais por mês e as despesas com telefonia (fixa, celular e internet) alcançaram mais de R$ 2.800,00 em março do ano passado.

No escritório da ex-senadora Marinor Brito (PSOL), em Belém, as contas de luz ficavam em cerca de R$ 500,00 por mês e o os gastos com telefone chegaram a R$ 1.300,00, em junho do ano passado – o menor consumo de telefonia, em outubro, foi de R$ 300,00.

E mais: segundo o site da ANEEL, a agência nacional de energia elétrica, só um aparelho de ar condicionado de 7.400 BTUS, ligado 8 horas por dia, consome 162 KWh por mês – e o valor do KWh é de R$ 0,38, informa a Celpa.

Ou seja: só um aparelho pequeno de ar condicionado já implicaria custo muito superior aos R$ 30,00 pagos por Mário Couto, mesmo sem considerar os impostos, que incidem em profusão nas faturas de energia.

Há mais, porém.

Em 2008, o portal da Transparência do Senado registra as despesas com a verba indenizatória apenas entre fevereiro e dezembro.

Nesse período, não há sinal de aluguel de escritório por Mário Couto em Belém.

Mesmo assim, o Senado ressarciu o senador em despesas de R$ 97.695,67 (o equivalente a R$ 8.881,42/mês), na rubrica “aquisição de material de consumo”, para uso no escritório político.

Em 2009, no mês de janeiro, consta um gasto de R$ 9.000,00, na rubrica “aluguel de imóveis para escritório político, compreendendo despesas concernentes a eles”. Mas é só. Nos meses seguintes, não há registro de pagamento de luz, condomínio, água ou IPTU. 

Mesmo assim, os gastos em material de consumo ressarcidos pelo Senado a Mário Couto ficaram em R$ 74.399,86 – ou R$ 6.199,98 por mês.

Em 2010, não houve pagamento de aluguel de escritório. Mas os gastos em material de consumo ressarcidos a Mário Couto alcançaram R$ 43.046,00  – ou o equivalente a R$ 3.587,16 por mês. 

Já em 2011, as despesas com material de consumo do escritório do senador caíram para R$ 5.319,05 – ou R$ 443,25 mensais.

E agora em 2012, até o mês passado, os gastos com material de consumo ficaram em apenas R$ 55,40 – ou modestíssimos R$ 5,54/mês.

No escritório de Flexa Ribeiro, as despesas com material de consumo ficaram em R$ 5.243,78 entre janeiro e outubro deste ano, ou o equivalente a R$ 524,37 mensais.

É mais do que Mário Couto gastou no ano passado e neste ano, mas muito menos do que as impressionantes despesas de 2008, 2009 e 2010, quando o controle social e a transparência dos gastos das Vossas Excelências ainda engatinhavam.

Além disso, como se viu, o escritório de Flexa Ribeiro possui despesas significativas de luz e telefonia – o que é sinal de gente gastando material.

O mesmo se pode dizer da ex-senadora Marinor, que chegou a gastar R$ 720,93 em material de consumo, em agosto do ano passado.

Outro senador do Pará, Jader Barbalho (PMDB) não possui despesas com esse tipo de estrutura, ressarcidas pelo Senado.


“Tem de marcar, para dar sorte de encontrar”


Segundo o portal da Transparência do Senado Federal, o novo escritório de Mário Couto fica no edifício Carajás, na travessa São Pedro, 566, atrás do Pátio Belém.

Pelos documentos que atestam o pagamento do condomínio (R$ 145,00/mês), trata-se da sala 203 – informação confirmada por dois porteiros.

O aluguel seria de R$ 800,00/mês, pagos à dentista Maria Goretti Lobato Sinimbu.

O IPTU gira em torno de R$ 50,00 mensais.

Ainda pela documentação, a primeira parcela do aluguel foi paga em abril do ano passado.

No entanto – e esse é outro fato estranho – as contas de luz do escritório só começaram a figurar no portal da Transparência em agosto daquele ano, ou seja, quatro meses depois da locação.

E, naquele agosto, a conta da Celpa foi de apenas R$ 7,69.

A Perereca conversou por telefone com dois porteiros do edifício Carajás.

Ambos disseram que a sala 203 fica fechada a maior parte do tempo e se referiram a uma advogada, de nome Penha, como a pessoa que mais aparece no escritório – “um dia sim, outro não”. 

No entanto, na relação de servidores do Senado não há ninguém com esse nome lotado no escritório de Mário Couto. 

Os dois porteiros também citaram “a Sâmia”, como outra pessoa que aparece por lá. Trata-se de Sâmia Gabriel, filha do ex-governador Almir Gabriel, que trabalha no gabinete de Couto.

Um dos porteiros referiu, também, um rapaz de nome Paulo e um filho do senador. “O senador eu nunca vi aqui, não. Quem vem de vez em quando é o filho dele”, disse.

O outro porteiro também afirmou nunca ter visto Mário Couto por lá, mas apenas dois rapazes, além de Penha e Sâmia.

Ambos recomendaram que eu ligasse para o celular da advogada, para marcar uma visita, antes de aparecer por lá.

“Tem que marcar, para dar sorte de encontrar”, disse um deles, depois de informar que ontem mesmo (21) ainda não havia aparecido ninguém na sala 203.

“Quem vem mais é a Penha, na parte da tarde. Mas é difícil achar ela”, contou o outro.

Ambos confirmaram que a taxa de condomínio inclui apenas gastos de água – e não de energia ou de limpeza das salas.

No site da Belém Coworking (http://belemcoworking.wordpress.com/), a informação é que o custo médio mensal de um escritório em Belém é de R$ 2.800,00/mês, entre aluguel, água, luz, telefone e internet – ou seja, o básico.

No site da North Office (http://www.northoffice.com.br/?main=cont_view&id=30) a estimativa é que um escritório em Belém gere uma despesa mínima de R$ 5.700,00/mês.

Desse total, R$300 seriam para o pagamento de energia elétrica; R$ 350,00 para telefone; e R$ 465,00 para limpeza e manutenção.

“Mas isso é para um escritório pequeno, com umas três pessoas”, informou por telefone um funcionário da North Office.


Leia as reportagens já publicadas pela Perereca sobre o senador Mário Couto.


1-A farra gastronômica do senador com dinheiro do Senado - o pagamento de banquetes  que chegaram a mais de R$ 600,00: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2012/09/de-bicheiro-connaisseur-mario-couto.html

2-A denúncia do MP contra o senador, acusado de envolvimento nas fraudes da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa): http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2012/01/escandalo-da-alepa-mp-denuncia-senador.html

3- O bloqueio dos bens do senador pela Justiça, em decorrência das acusações de envolvimento em fraudes de R$ 16 milhões na Alepa: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2012/11/justica-bloqueia-bens-do-senador-mario.html


5-A possibilidade de que o escândalo da Alepa tenha lesado os cofres públicos em mais de R$ 200 milhões: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2012/11/fraudes-na-alepa-podem-ter-lesado-os.html?utm_source=BP_recent

6-A mansão na Vila de Cuiarana, em Salinas, onde o senador passa os finais de semana: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2012/11/bacamarte-no-tucupi-mario-couto-pede.html

7-O derrame de dinheiro no Santa Cruz de Cuiarana, time de futebol de Mário Couto: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2012/11/o-enigma-do-santa-cruz-de-cuiarana-o.html

8-As fotos históricas de Mário Couto como porta-voz dos bicheiros do Pará: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2012/03/nos-tempos-da-bicharia.html

9-As mesmas fotos reproduzidas em reportagem no Congresso em Foco: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2012/05/fotos-historicas-do-senador-mario-couto.html

14 comentários:

Anônimo disse...

Escolas do Pará não entram na lista do TOP 100 do Enem
Esse é o Pará que a gente faz e juntos vamos fazer mais!

Anônimo disse...

Ana, procure saber quanto o Senador gasta de gasolina em um so posto de salinas, que dizem ser de propriedade do Dep. Rebelo. R$6.000,00 por mês.

Anônimo disse...

Em apresentação ao cursandos da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG), realizada entem, às 20h, no auditório do TRT de Belem, o secretário Luiz Fernandes disse que a segurança pública do Pará vai bem como nunca. Apresentou sofisticada apresentação em PawerPoint com números decrescentes de criminalidade, elogios à terceirização de veículos e aeronaves e defendesa "boa" infraestrutura das delegacias no Estado.
Não tocou na questão salarial dos policiais, nem no nome da Delta Engenharia, que aluga os carros da polícia desde o governo Ana Júlia, com críticas ao valor e ao fato de não ser um serviço de uma empresa deste ramo.
Mentiu o secretário ao dizer que o contrato paraense foi resultado de licitação. Na verdade, houve adesão da SEGUP, no governo passado, à licirtação feita pelo governo de Goiás e o pacto foi aditado em vigência e preço pelo governo Jatene.
Em tempo, há meses que a Delta Engenharia foi declarada inidônea por conta de contratos irregulares apurados na CPI do Cachoeira, numa suspeita de desvio de mais de 300 milhões de reais.
O secretário também silenciou sobre nova licitação para corrigir essa ilagalidade e a condenação de Tom Farias por corrupção do dinheiro público

Anônimo disse...

Tudo o que vem desse senhor, que se pensa Deus, não me surpreende. Como dizia vovó: quanto maior a subida maior a queda. Simples assim!

Anônimo disse...

Ana Célia,

Estranhei não teres comentado a condenação do ANTONIO CLAUDIO FERNANDES FARIAS, secretário adjunto de Inteligência e Análise Criminal da Segup (Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social), que pegou 5 (CINCO) ANOS de R-E-C-L-U-S-Ã-O pela prática de crime de P-E-C-U-L-A-T-O quando foi Diretor de Pessoal no antigo CEFET (atual IFPA).

TOM FARIAS, como é conhecido o dito cujo, foi condenado com mais dez pessoas, entre as quais, o SÉRGIO CABEÇA, presidente do Clube do Remo (serás torcedora do Clube do Remo?).

Mas, brincadeiras à parte, tu não acha escandaloso, vergonhoso, afrontoso, que um cara que estivesse responde processo pela prática de crime contra a Administração Pública, que enseja demissão do servidor público, estivesse desde o início do governo de Simão Jatene, enclausurado na Segup e chefiando setores estratégicos?

O cara foi até homenageado como "AMIGO DA POLÍCIA" este ano com ato (portaria) do atual delegado geral Nilton Atayde.

Pode? Como e que pode?

Será que o Dr. LUIZ FERNANDES (será parente de Tom) ROCHA que é delegado competente, ligado à inteligência, não sabia desse antecedente tenebroso do ANTONIO CLAUDIO? E se sabia ele avisou ao governador que ele tinha nomeado por decreto um réu?

Essas coisas poderiam ser respondidas pelo Secretário de Segurança, pois, enquanto alguém está atrás de um empreguinho qualquer tem que correr atrás de Atestado de Antecedentes (criminais) um notório criminoso foi pousar justamente no órgão encarregado da segurança.

O governador ao saber da condenação e com o "pedido" de exoneração do Tom tratou de jogá-lo na rua.

Anônimo disse...

A melhor posição das escolas paraenses no ranking do ENEM 2012 foi a 336ª colocação da escola tenente Rego Barros. Imaginem as públicas estaduais, Uma lástima é a educação neste estado. Parabéns Srs. Governador e Prefeito! parabéns Srs. tubarões do ensino Privado!
Isso é um claro sinal do surgimento de mais mão-de-obra precária e marginalidade social.
http://contrapontomaraba.blogspot.com.br/2012/11/mec-divulga-ranking-das-melhores.html

Anônimo disse...

O ex-bicheiro, por enquanto senador, é um gato escondido com o rabo de fora. Agora, é o novo "arauto" do Liberal para ofender todo mundo.Uma lástima como representante do Pará. Nenhuma contribuição para o povo paraense. Quase expulso, aproveita para ofender os outros, na tentativa de leva-los junto com ele.Mandem chamar a Denise Frossard que mandou prender Castor de Andrade e cia, bicheiros do Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

Os 20 contratados pelo Senado, através do gabinete do senador, podem ser os jogadores contratados pelo Santa Cruz de Cuiarana?

Anônimo disse...

No Repórter Diário de hoje tem a seguinte nota:

"Mensalão no Detran

Os discretos cabelos existentes na cabeça do governador Simão Jatene vão ficar todos de pé quando ele for informado dos incontáveis "begócios" que ocorrem no Detran, em grandes, médios e pequenos contratos. O nível de corrupção chega a tal dimensão que até as Ciretrans municipais são obrigadas a contribuir mensalmente com cotas que são pré-estabelecidas. Todos sabem no Detran e fora do Orgão quem é o chefe do esquema e seu beneficiário. Fonte confiavel assegura, porém, que o governador não tem conhecimento das estripulias em curso no orgão estadual de trânsito."


Tirando o fato do Diário querer poupar o governador, tudo o que está escrito é a pura verdade.

Anônimo disse...

Lembro, que no inicio do Governo do Simão Preguiça, ele deixou de nomear um Coronel, para a chefia do corpo de bombeiros, justamente, porque o tal coronel respodi a processo na Justiça Militar, por pratica de Crime de Peculato, e no entanto, nomeou o senhor Tom Farias, que também, respondia a processo, por peculato. esse icompetente, secretario da insegurança pública, Luiz Delta Fernandes, e o Simão Preguia, devem explicações a sociedade.

Anônimo disse...

Perereca
com absoluta certeza, mario couto, é um dos maiores bandidos que o pará, já produziu.

Anônimo disse...


Será que o Dr. Luiz Fernandes não sabia das características do TOM?

Eu acho que ele sabia?

Será que o TOM não o chamado boi de piranha,lançado para ser devorado, enquanto o resto da manada passa tranquila?

E o TOM FARIAS fazia e acontecia, viajava pra Brasília, viajava para Nova Iorque, viajava para o interior, dando palestra e atuando na inteligência da Segurança.

Agora é muito irônico que o cara fosse Analista Criminal, sendo um processado criminalmente?

Pô, querem uma analistra criminal com antecedentes, com experiência no crime, é so o Jatene transferir o setor de Inteligência e Análise Criminal lá pra dentro da Penitenciária de Americano. Chama os mais versados no crime e passa a faixa para eles.

Não é engraçado? Mas é triste também.Dá até vergonha na gente quando o pessoal de fora sabe dessas arrumações.

Anônimo disse...

Oh Mário Couto, pode aguardar, a tua hora vai chegar!

Anônimo disse...

Enquanto acontecem o roubo de dinheiro público e a flagrante impunidade, as escolas sucateadas públicas do Pará se especializaram na formação de tarefeiros, de mão-de-obra barata. Algo interessante para empresários míopes que só pensam no lucro, tais como os donos de supermercados e serviços, além de políticos inescrupulosos e corruptos.
Rapazes e moças que conseguem concluir o precário ensino médio, dificilmente entrarão numa universidade pública, transformados em embaladores de supermercados, faxineiros ou balconistas. No pior das hipóteses, viverão de biscates no mercado informal, se não forem recrutados pelo mundo do crime e da contravenção.
Como pensar num povo culto, soberano e com qualidade de vida,se o governo do PSDB não elege a educação como prioridade, quando nem plano de educação elaborou. Quando o prefeito eleito elege os "três S" como prioridade, deixando a educação num segundo plano. Isso é o anúncio do próprio fracasso.