Ban

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Edmilson quer providências “enérgicas e urgentes” contra pistolagem na RMB.


Do blog do deputado estadual Edmilson Rodrigues (PSOL): 

 

Edmilson cobra providências do Estado sobre crimes de pistolagem

O deputado estadual Edmilson Rodrigues (PSOL) cobrou “providências urgentes e enérgicas” do Sistema de Segurança Pública do Estado para coibir o esquema de pistolagem que está tomando conta da Região Metropolitana de Belém (RMB).

Em moção apresentada na Assembleia Legislativa do Pará, nesta terça-feira, 6, Edmilson destacou a manchete do jornal Diário do Pará, do último domingo, 4, a qual revela a tabela de preços de vidas ceifadas por pistoleiros, que cobram entre R$ 100 e R$ 50 mil para executar as vítimas.

 A reportagem de J. R. Avelar revela que os preços variam conforme o status social da vítima e a relação que o pistoleiro tiver com o mandante do crime. 

Normalmente o pano de fundo desses crimes é o tráfico de drogas.

A vida de um dependente químico que deve a traficantes pode valer R$ 100.

Os crimes ocorrem à luz do dia, em via pública e, normalmente, são classificadas pela polícia como “acerto de contas”.

Os executores normalmente surgem em motocicletas e desaparecem sem serem identificados.

“Em Belém, a vida humana perdeu completamente o valor. Uma das dez cidades mais violentas do Brasil, a capital paraense convive com a matança de jovens todos os dias. Segundo a reportagem, de cada dez homicídios praticados na Região Metropolitana de Belém, sete envolvem os chamados ‘motoqueiros fantasmas’, que surgem do nada, matam suas vítimas e depois somem sem que se anotem placas ou se descreva suas fisionomias. O que a Secretaria Estadual de Segurança Pública está fazendo para frear essa matança?”, questionou Edmilson, na tribuna.

A moção será levada ao conhecimento do secretário de Segurança Pública do Estado, Luiz Fernandes Rocha, do Conselho Estadual de Segurança Pública, da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SPDDH) e da Ordem dos Advogados do Brasil (Seção-Pará)”.

http://somostodosedmilson.blogspot.com.br/2012/11/edmilson-cobra-providencias-do-estado.html

4 comentários:

Anônimo disse...

Cara perereca se vc está preocupada com a segurança pública no Pará , vou te contar um segredo do Governo Jatene -BOMBA QUE VAI TE DEIXAR AINDA MAIS.Em 2010 o Delegado Justiniano Neto , então Superintendente da SUSIPE, mantinha cerca de 80 convenios de repasses de recursos, com entidades sem fins lucrativos em municipios do interior do Estado, para fornecer alimentação aos presos das respectivas Delegacias de Policia. Hoje pasmem nem na cidade modelo, Castanhal , cidade do Governador tem alimentação para os presos das DP. Pergunta-se cade o Judiciário, o MPE , as Corregedorias, a OAB, que tanto cobravam do Governo Anterior a alimentação para esses presos.

Anônimo disse...

Perereca
O Atual Secretario da Isegurança Pública, luiz Delta fernanes, só se interessa pelas licitações.

Anônimo disse...

Falar em segurança. No Pará tem secretário de segurança ??

Anônimo disse...

Atualmente preso de delegacia do interior so come se a familia levar cade o pro rapaz digo pro paz