Ban

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Segunda Esquadra da Marinha no Pará volta a ser debatida em Brasília. Reivindicação reúne senador do PSDB e deputados federais do PT do Pará.



O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) esteve na tarde de terça-feira (03) reunido com o Ministro da Defesa, Celso Amorim, em Brasília, para debater a escolha da sede da Segunda Esquadra da Marinha. O assunto é um dos focos de mobilização da bancada paraense no Congresso Nacional desde 2010. 

De acordo com Amorim, em até dois meses será levado ao conhecimento da Presidenta Dilma Rousseff um estudo sobre os possíveis locais para instalação da sede e entre eles está o Pará.
 
"A decisão é exclusiva da presidenta Dilma Rousseff, com base nos dados técnicos que vamos ainda apresentar em até dois meses. Temos de quatro a cinco lugares – entre eles o Pará – com viabilidade técnica, sendo que alteram as variantes entre eles, como calado, infraestrutura, entre outras”, afirmou o Ministro.

Amorim ainda confirmou que já existe um pequeno valor no orçamento de 2013, mas relativamente baixo, apenas para aprofundar os estudos. “Ainda não conversei com a presidenta e somente depois disso poderemos dar um encaminhamento", afirmou Amorim.

Durante a reunião, o senador Flexa Ribeiro relembrou que o tema é debatido desde 2010, inclusive contando com apoio e mobilização da sociedade paraense. 

Flexa citou um estudo preparado pela Universidade Federal do Pará (UFPA), encomendado pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea) e pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA), em que demonstra a viabilidade técnica de implantação da Segunda Esquadra em pelo menos dois locais no Estado; Chaves, município do extremo norte da Ilha do Marajó, ou a ilha de Tijoca, no município de Curuçá.

“Além disso, nosso governador Simão Jatene está atento à este assunto e pode contribuir com o debate como for necessário. Estamos acompanhando essa questão de perto”, afirmou Flexa Ribeiro.

"Um decreto de 2008, do próprio Governo Federal, diz claramente que deverão ser iniciados os preparativos para estabelecer, em lugar o mais próximo possível da foz do Rio Amazonas, uma base naval de uso múltiplo. Nesse mesmo decreto, o texto afirma categoricamente que a Amazônia deve ser priorizada, sendo que a defesa se dará pelo trinômio monitoramento, mobilidade e presença. Logo, a escolha de uma das opções no Pará atenderia não só as diretrizes deste plano, mas também seria uma questão de justiça com um Estado que já contribuiu tanto com o Brasil", argumentou Flexa Ribeiro.

Além do senador, participaram da reunião os deputados federais Cláudio Puty e Beto Faro, ambos do PT. O Ministro Celso Amorim elogiou o empenho de parlamentares de diferentes partidos, o que demonstra união da bancada. 

"Vejo que o Estado está acima das questões partidárias e isso é muito importante. No estudo temos de quatro a cinco lugares e várias hipóteses tecnicamente viáveis. Esse empenho, claro, mostra maturidade e é importante", disse Amorim.

(Fonte: Daniel Nardin/ASCOM Senador Flexa Ribeiro)

Nenhum comentário: