Ban

terça-feira, 31 de julho de 2012

A impressionante via crucis dos servidores públicos estaduais em Tucuruí


Do blog Folha de Tucuruí:
 
“É uma vergonha o que a direção do IASEP (Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Pará) está fazendo com os Funcionários Públicos Estaduais em Tucuruí. Pobre do servidor do Estado que ficar doente e precisar deste órgão.
 A “Via Sacra” do servidor começa logo de início no cadastramento. Para ser atendido pela primeira vez o servidor tem que se cadastrar, no site do IASEP consta a relação de documentos a serem apresentados, mas quando o servidor chega ao órgão eles exigem outros documentos, fazendo com que o servidor doente e debilitado se estresse ainda mais com a perda de tempo.
Mas não para por aí, para apresentar atestado médico para licença por motivo de doença por mais de quatro dias, o IASEP EXIGE a perícia com médico da instituição, e aí começa realmente o pesadelo”.

3 comentários:

Anônimo disse...

Auditores de contas questionam nomeação de advogado para TCM-PA


A Associação Nacional dos Auditores dos Tribunais de Contas do Brasil (Audicon) apresentou Reclamação (RCL 14259), ao Supremo Tribunal Federal, na qual questiona a nomeação e a posse de um advogado como conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA) em vaga que, segundo a entidade, deveria ser destinada à classe dos auditores. A associação alega que os atos violam a jurisprudência do STF sobre o tema.

A Reclamação questiona atos de 2007 da Assembleia Legislativa (Decreto Legislativo nº 9), do Governo do Estado (Decreto s/nº de 29/8/2007) e do TCM (Termo de Posse) pelos quais o advogado Luís Daniel Lavareda Júnior assumiu o cargo de conselheiro. Os auditores afirmam que os atos “foram editados sequencialmente, em tempo recorde”, pois entre a aprovação da indicação do nome do advogado pela Assembleia Legislativa e sua posse passou-se apenas um dia útil.

A pressa, segundo a Audicon, indica “uma tentativa deliberada” de afrontar a autoridade da decisão proferida pelo STF nas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 3255 e 2596, nas quais se discutiram os critérios de precedência na ordem de preenchimento das vagas de conselheiros. Na ADI 2596, conforme a entidade, ficou decidido que nas primeiras vagas abertas depois da vigência da Constituição Federal de 1988, a preferência deveria caber aos auditores e membros do Ministério Público especial. Na ADI 3255, por sua vez, que tratou de duas vagas abertas em 2006, a decisão foi no sentido de que a primeira seria preenchida por indicação da Assembleia Legislativa, e a segunda pelo governador, com nome escolhido entre auditores. A nomeação do advogado para uma dessas duas vagas é o objeto da Reclamação.

A associação informa que o TCM-PA enviou ao governo do estado uma lista de nove pessoas – “nenhuma delas ocupante de cargo vitalício de auditor provido necessariamente por concurso público” –, e foi indicado o advogado. Por isso, pede a anulação imediata de todos os atos relativos ao preenchimento da vaga, determinando-se assim o afastamento definitivo do ocupante atual do cargo.

O relator da Rcl 14259 é o ministro Ricardo Lewandowski.

Anônimo disse...

a grande verdade que a folha de Tucuruí não está preocupada com a saúde de ninguém em Tucuruí e sim em fazer politica. e agora principalmente. no governo anterior o prédio do IASEP estava para cair na cabeça das pessoas,agora o governador mandou reformar. sou funcionária publica e sempre tive um bom atendimento,em Tucurui é difícil tem algum espaço com acesso aos portadores de deficiência. segundo o que comenta na cidade é que a policial que foi para ser atendida pelo o médico de pericia que não tem nada a ver com o IASEP e parente do Andre da Folha.só politica infelizmente.

Folha de Tucuruí disse...

Do Portal do Servidor do Governo do Pará

Para saber ONDE REQUERER, entre em contato com a Unidade de Pessoal do seu órgão ou com a sua chefia imediata e lembre-se que o único órgão oficial para conceder licença Médica, é a perícia médica do IASEP.

http://www.portaldoservidor.pa.gov.br/licen%C3%A7-tratamento-sa%C3%BAde