Ban

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Uma política feita de lama


Estava a preparar a atualização do blog, quando recebi, por email, o link de um áudio que estaria a circular no YouTube.

Nele, SUPOSTAMENTE, o deputado federal Arnaldo Jordy discute com uma namorada, tentando convencê-la a fazer um aborto.

Me recuso a publicar essa imundície.

E lamento, profundamente, que as pessoas estejam apelando a esse tipo de baixaria para detonar a pré-candidatura de Jordy, do PPS, à Prefeitura de Belém.

Não sou simpatizante do PPS e nem voto em Jordy – aliás, numa das postagens que estou a escrever sobre as próximas eleições, vou referir o desempenho pífio do PPS no comando da Saúde paraense.

Mas uma coisa é uma coisa; outra coisa é outra coisa. Ou seja, focinho de porco, definitivamente, não é tomada.

Então, criticar Jordy por suas posições políticas, ou pelo desempenho do PPS na Saúde, tudo bem: somos todos cidadãos, contribuintes, e temos mais é que debater isso.

Quem entra na seara política é pra se molhar neste sentido: vai ter que aceitar a crítica àquilo que faz e  defende.

Agora, misturar política com a vida pessoal de um cidadão é de um desrespeito, uma selvageria, uma  imundície que só mesmo um porco pra intentar.  

O que é que a Prefeitura de Belém e nós, o distinto público, temos a ver com uma discussão entre o Jordy e uma namorada, em torno de um aborto que ela tem ou não de fazer?

No que é que isso nos deixa mais ricos, mais jovens ou mais inteligentes?

No que é que isso torna o Jordy mais ou menos competente, mais ou menos honesto, mais ou menos capacitado a ser prefeito de Belém?

No que é que isso influi nos impostos que pagamos, na saúde de Belém, na situação dos milhares de miseráveis que temos em nossa cidade e que temos a obrigação de ajudar a resgatar dessa vida de bicho que levam?

Se esse áudio for de fato verdadeiro, isso é uma questão particular do Jordy e da namorada dele – e ninguém, absolutamente ninguém, tem o que quer que seja a ver com isso.

Aliás, esse tipo de imundície até depõe a favor do Jordy: se para derrotar a candidatura dele, terão de apelar a esse tipo de baixaria, então até eu vou começar a acreditar que ele é, de fato, um grande homem público.

Esse áudio – que, certamente, vai se alastrar, porque não deve ter sido mandado só pra mim – lembra outro episódio igualmente lamentável: a história do “copo de uísque” da ex-governadora Ana Júlia Carepa, que ensejou até discurso no Senado Federal...

É deplorável que a política paraense ainda seja realizada nesse nível rasteiro, imundo.

Daqui a irrestrita solidariedade da Perereca da Vizinha ao deputado Arnaldo Jordy.

31 comentários:

Anônimo disse...

Mas ao incitar o aborto o mesmo não estaria cometendo um crime contra a vida?

Anônimo disse...

Perereca:
Tenha calma! Quem disse que a gravação náo é verdadeira? Por que essa sua atitude? O jordy já deu provas que não é sério, mas não vou entrar em detalhes agora. A voz é do Jordy, sim. Vamos aguardar. Espero que você publique.

Anônimo disse...

Cara Jornalista
Discordo de vc, e acho que tem a ver sim a postura pessoal de um político com a capacidade dele de governar uma cidade. Principalmente quando esse político se elege em cima de um discurso de moralidade e de caça aos imorais, inclusive aqueles que pecaram, ou pelo meno foram acusados disso, no quesito pessoal, como no caso da CPI da pedofilia. Ora, se um deputado foi massacrado porque pairavam dúvidas de que ele teria estuprado uma menor de idade, falo aqui em dúvida porque até se cumprir todas as etapas, ninguem pode ser acusado de crime algum, e essa acusação também tinha relação com relações sexuais com uma menor de idade, o Jordy pode e deve ser julgado pelos mesmos deslizes em sua vida pessoal, afinal se verdade for, ele que se vangloria de ser tão acima do bem e do mal, estaria incentivando a pratica de um crime, que é o aborto. Oras, se ele na vida pessoal estaria incentivando uma pessoa a cometer um crime, como ele teria moral de se por como alternativa para governar uma capital? Se crime ele incentiva, mesmo que na área pessoal, podemos deduzir que também na área pública ele faria o mesmo. Claro que isso tudo são suposições, fofocas, mas se devemos a ele o direito a dúvida, concluimos que o mesmo não foi feito no episodio do ex- deputado e da ex Governadora, onde vc mesmo disse, foi vítima de uma escandalosa perseguição e um sem numero de fofocas e suposições. Minha amiga, ja diz o ditado, com quem ferro fere, com ferro será ferido.

Anônimo disse...

será que está atitude não demonstra o carater dele?

Anônimo disse...

Não. Crime contra a vida é deixar que n crianças nasçam sem pai reconhecido e mâe sem condcições de criá-lo. V amos crioar um futuro marginal.

Anônimo disse...

Isso é só o início. A máscara do jordy já caiu. muita coisa vai aparecer.

Anônimo disse...

Prezados anonimos e minha linda perereca, EU NÃO VOU entregar o cofre municipal para alguém que no mínimo não é HONESTO em seus pensamentos, falas e atos, ponto final. Agora dizer que isso não deve ser debatido, ah deve, até porque até onde eu sei este rapaz representando o estado do pará na Camara dos deputados, e acredito que muitos de nos paraenses não aprovariamos essa atitude vinda, principalmente de um parlamentar que até pouco tempo possava de vestal da moralidade.

Neto disse...

Tenho absoluta convicção que a perereca esta corretossima em mao publicar isso. A qui em belem e assim tudo so funciona ma imundice

Anônimo disse...

Acho baixaria terem publicado mas mais baixaria é o que ele fez!!O áudio fala por si afinal não consigo distinguir o caráter pessoal do profissional!!!

Anônimo disse...

Aborto é crime Perereca. Foi uma baixaria sim, e tem conotacao politica sim. Mas nao podemos aceitar uma atitude dessa de um homem publico.

Anônimo disse...

O pior é o motivo torpe do Jordy argumentando que ja paga 3 pensoes e nao tem condicoes de pagar mais uma. O motorista de onde eu trabalho tem 5 como um deputado nao tem condicoes de pagar mais uma pensao. O cabra tem é que ser macho e assumir.

Anônimo disse...

É de fato uma questão pessoal, até porque a questão mais interessante é da mulher, dona de seu corpo. Isso é um debate, mesrece ser tratado como tal. Se o diálogo é entre pessoas que se relacionaram, ai sim, isso é particular, pri va do, não temos porque reproduzir, passa a ser baixaria. Aliás, é estranho que de imediato o Diário On Line (DOL) tenha reproduzido como matéria jornalistica. Que é estranho é, logo o Jornal da Família Barbalho, que tem Priante como pré-derotado candidato a PMB.

Anônimo disse...

Os Demóstenes da vida pública acabam por serem expostos, mas há coisa suficiente na vida pública para isso sem precisar entrar na vida privada. Entretanto o político que utiliza filmagem com a familia na propaganda está abrindo caminho para essa mistura com sua vida privada.

Anônimo disse...

Isso prova que o Jordy não tem competencia, escolheu uma piriguete que deu o golpe da barriga e ainda gravou so pra sacanear o cara.

Não tem competencia nem pra arrumar rapariga kkkkk

Anônimo disse...

Se nós começarmos a "divulgar" ou nos importar com a vida particular dos políticos brasileiros, estamos perdidos. Tem político importante que trocou uma irmã pela outra, tem político que bulinou menor de idade e casou para não ser pedófilo, tem político que sai comendo um monte de maria eleitora (tem as chuteiras) e ninguém denuncia. Quem está acusando o Jordy tem que provar que a voz é dele e se for, a mulher aborta se quiser, o corpo é dela e se é crime, ela responde. Eu estava inclinada a votar no Priante, mas mudei meu voto depois dessa baixaria. Voto no Jordy sem medo!

Mestre Chico Barão disse...

TROLANDO NA MOSCA

Cara Celia

Lembras-te do comentário que fiz na tua postagem em 15 de maio de 2012 sobre o Presença Viva, com o titulo TROLANDO O TROLOLÓ!

Recordando o que é pertinente ao que agora postas:

“””Só relembrando uma serie de coincidências e fazendo uma singela pergunta:

O Presença Viva no primeiro mandato do Jatene foi comandado pelo antigo PFL

O Presença Viva no segundo mandato do Jatene é comandado pelo PPS

No primeiro mandato do Jatene o vice governador era do PFL

No segundo mandato do Jatene o vice governador é do PPS

Que comandava o PFL foi candidato ao cargo de Prefeito da Capital

Que comanda o PPS é candidato ao cargo de Prefeito da Capital

Depois das eleições perdidas o comando do PFL resolveu sair da política por saber que não conseguiria manter o mandato federal que detinha de tão queimado que ficou!

Depois das eleições como o comando do PPS que detém um mandato federal reagirá perdendo tal eleição?””””

Mana, eleição para cargo majoritário é outra coisa!

MCB

Anônimo disse...

Com relação a gravação do deputado federal Arnaldo Jordy (PPS) incitando a praticar aborto em uma mulher que estaria gestando um filho seu, será que um dos médicos consultados seria o Doutor Sefer?

Anônimo disse...

Os que tentam esconder esse novo escandalo com a justificativa que seria escandalo de cunho pessoal, e não politico, volto a afirmar, quando a Ex-governadora ia com amigos para um restaurante jantar, o Senador bicheiro ocupava a tribuna do Senado para ofender a honra dela, logo quem, um contraventor tentando se passar por arauto da moralidade, e nunca vi aqui nenhuma defesa apaixonada da honra da Ana Julia, e olha que jantar com amigos com certeza não é crime, agora só o fato desse crápula do Jordy ter engravidado uma menor de idade ja seria o bastante pra botar ele atras das grades, mas como ele pertence a elite politica do estado, apoia e é apoiado pelo PSDB então tudo é tratado apenas como fofoca, baixaria e o que mais se arrumar pra varrer pra debaixo do tapete essa sujeira! É o Pará, pros tucanos e amigos, tudo é permitido, tudo é justificavel, tudo pode!!
POINT

Anônimo disse...

Tá certo, Perereca. Essa baixaria tem que acabar. Temos que levar educação e conhecimento ao povo e elevar a qualidade do debate político. Só assim tiraremos da política quem rasteja nessa lama, nesse visgo, nessa gosma que nutre barbalhos, coutos, maioranas, costas e muitos petistas

Anônimo disse...

Pela primeira vez em anos que te leio, vi você escrever inúmeras asneiras! Se o Jordy come todo mundo, sai tendo filho por ai, sei lá, não tem problema nem um! Dou os parabéns a ele! Um cara pegador e tal... mas a questão é que na gravação (e por favor, né? Obvio que é ele) ele tenta convencer uma mulher a cometer um crime doloso contra a vida! Só isso! Você acha que isso não é motivo para criticas, para destruir a reputação dele? Pelo amor de Deus, perereca... vc já foi mais sensata!

BELÉM LIMPINHA disse...

É muito estranho que exatamente o Diário do Pará, que tem um candidato a prefeito, deputado Priante, se preste a dar em matéria de primeira página e com maior manchete um fato referente a vida pessoal de um outro candidato a prefeito. Será que isso não mostra o quanto há de interesse polítcio nessa exploração da vida intima das pessoas?

Anônimo disse...

Gente, estão querendo separar o cidadão do político. Vamos supor que fosse divulgada gravação semelhante, mas que o protagonista fosse o Zé das Candongas. O que estaríamos discutindo: a moral, a ética ou o caráter do Zé, um ilustre desconhecido. A diferença é que, neste caso, o sujeito é um deputado federal, que tem a prerrogativa de propor leis e tem o deve de dar exemplo como defensor das eleis. Agora, e se em vez do Zé das Candongas, fosse o Demóstenes, o Sarney, o Renan, o Jader, o Roriz, o Arruda, o ALmir Gabriel? O que estaríamos discutindo? Esses caras não estariam no sal. Então, quer dizer que, como é o Jordy, é imundície, mas se fosse outro, aí pode bater. Pereca, essa sua postura é tão hípócrita quanto a do Jordy. Não queira culpa a política pelo escândalo. Culpe o Jordy, que não usou a porra da camisinha.

Anônimo disse...

Quem está rindo à toa é o Zenaldo.
Ele disputa com o Jordy o amor do Jatene. Sem Jordy no páreo, Zenaldo vai querer ter o eterno amor do Jatene. E mais, mano: quem não quiser se molhar que saia na chuva. E PERERECA, PRESTE ATENÇÃO: O PROBLEMA NÃO É SE A MOÇA É OU NÃO DE MENOR. A QUESTÃO É QUE U HOMEM PÚBLICO, DEPUTADO FEDERAL, FOI FLAGRADO FORÇANDO A NAMORADA A PRATICAR O CRIME DE ABORTO. Não queira livrar a cara do Jordy, distorcer o do da questão e no fim colocar a culpa nos outros.

Anônimo disse...

Mana, que negócio é esse? A questão não é a idade da mulher de 26 anos que o Jordy engravidou. A questão não é a "hiprocrisia que cerca o aborto". A questão é: o abordo, hipócrita ou não, é ilegal,é crime. Jordy pressiona uma mulher a praticar o aborto, recomenda dois médicos a fazer o aborto e diz que não pode pagar pensão. Mana, você tá defendendo o Jordy porque não é com você.

Anônimo disse...

É eu também acho que isso é coisa política, mas é coisa do Zenaldo, ele é quem disputa o apoio e o amor do governador Jatene nessas eleições para prefeito de Belem.

Anônimo disse...

Ei Ana Célia! Que moral tu tens pra escrever em defesa do Jordy? Se tu fazes exatamente o que criticas nessa postagem? És uma mentirosa amoral.

Anônimo disse...

Tia Perereca, que tal a morte de quatro pacientes ocorrido se não me falhe a memória no EMOPA,entre os dias 11 a 14 do mês passado(abril) onde sangue coletados no hospital da familia Maradei, foram trocados, resultandando na morte de quatro paciente.Isso está sob sigilo total.

Anônimo disse...

Enquanto vocês ficam discutindo uma questão irrelevante e de cunho pessoal que compete somente ao Deputado Jordy, o prefeito pilantra de Belém, que deve ter sido eleito por muitos de vocês, assalta os cofres públicos da nossa cidade e a deixa em uma situação caótica que certamente inviabilizará a administração do próximo prefeito. Isso só vem ratificar a máxima que "todo povo tem o governante que merece".Pobre Belém!!!

Anônimo disse...

Sociedade hipócrita essa nossa! Diante de tantas mazelas que estão acontecendo diante de nossos olhos,quais sejam: incompetência, improbidades e arbitrariedades cometidas pelos juízes estaduais do TJE-PA, incompetência administrativa, improbidade administrativa, cinismo, mal-caratismos, dentre outros absurdos, cometidos pelo nosso "desprefeito" Duciomar "Patife" Costa, além de outras situações que afligem diariamente a do cidadão da nossa cidade. Ficamos preocupados e abalados com uma conversa telefônica gravada ilegalmente (isso sim deveria estarrecer as pessoas de bem!) em que um homem, por coincidência um deputado estadual, não estaria aceitando a gravidez de sua suposta namorada. Deixemos de ser provincianos e hipócritas, e passemos a nos preocupar com o que realmente interessa, para que possamos deixar uma sociedade e uma cidade e um mundo melhor para os nossos filhos!!!

Anônimo disse...

Pereca, exite uma pequena diferença na sua historia e a do Jordy, vc fez aborto porque quis de livre e espontânea vontade, já o deputado estava tentando obrigar a namorada, a fazer o aborto, logo ele que era contra!!

Anônimo disse...

Povo do Para,o Jordy sempre foi uma farsa,aproveitou-se da idiotia presente no povo paraense para,apoiado em uma "mirabolante" CPIque apurava acusações sem fundamentos legais, conseguir se eleger deputado federal.Há um velho adágio popular que diz: "a mentira tem perna curta". OBS: há alguém que está preso em razão daquela CPI do Jordy???????