Ban

quinta-feira, 15 de março de 2012

Senador Flexa mostra preocupação com Alpa e solicita informações da Vale


O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) fez um pronunciamento na noite desta quarta-feira (14) no plenário do Senado, onde relatou a preocupação dos paraenses em relação ao andamento da implantação da Aços Laminados do Pará (Alpa), a siderúrgica da Vale, em Marabá.

Flexa Ribeiro informou ainda que, para esclarecer a real situação do projeto, irá encaminhar nesta quinta-feira (15) um requerimento para a Comissão de Infraestrutura para que o Senado realize uma audiência pública com a Vale para tratar do assunto. 

O requerimento inclui ainda a presença do Governador do Pará, Simão Jatene e da Ministra do Planejamento, Miriam Belchior. 

O senador também vai encaminhar um pedido de informações formal à Vale. 

“Vamos também solicitar que a Vale informe os valores investidos mês a mês, desde o início da implantação da Alpa até o mês de março de 2012. Só assim vamos saber exatamente o andamento da obra e se a Vale continua com a obra dentro do cronograma, se houve redução ou mesmo paralisação”, afirmou Flexa Ribeiro.

De acordo com Flexa Ribeiro, circulam informações que dão conta de que os investimentos na siderúrgica foram paralisados.

 “A informação que obtive hoje é de que a Companhia Vale suspendeu a implantação da Alpa sob a alegação de que nada será feito enquanto não houver a definição das obras de derrocamento, ou seja, enquanto a hidrovia do Tocantins não tiver sido implantada pelo Governo Federal”. 

A notícia chegou a ser divulgada em 2011 e foi levada ao conhecimento da Ministra do Planejamento, Miriam Belchior, em 15 de dezembro, numa audiência que contou com a participação de toda a bancada federal do Pará e o Governo do Estado. 

Na ocasião, os parlamentares e o governador Simão Jatene pediram pela retomada das obras de derrocamento do chamado Pedral do Lourenço, fundamental para a viabilidade da hidrovia do Tocantins e necessária para a Alpa.

“Essas obras são fundamentais para o desenvolvimento daquela região do nosso Estado, não só de Marabá, mas de todos os Municípios do sul e sudeste do Estado. Aguardamos a Ministra Miriam Belchior, que prometeu informações de um novo estudo sobre a hidrovia do Tocantins até final de janeiro. Pedimos essas informações para a Ministra e vamos solicitar os dados da Vale, para saber o que realmente está ocorrendo. Isso preocupa todos nós do Estado do Pará, em especial os nossos amigos de Marabá e região”, disse Flexa Ribeiro, citando ainda a necessidade de outras obras na região como a dragagem do rio Tocantins e o Porto Intermodal de Marabá.

Ao finalizar o pronunciamento, o senador do Pará citou ainda um movimento que cresce na rede social Facebook, intitulado “A Alpa é nossa”, ao qual o senador já se associou. 

“Temos realmente que fazer este movimento: A Alpa é nossa. Todos nós paraenses estamos atentos, inclusive o Governador Simão Jatene. Acredito que todos os parlamentares do Estado estão mobilizados para que a Alpa não sofra nenhuma redução na sua implantação. Mas é preciso que o Governo Federal e que a Presidenta Dilma Rouseff tenha compromisso. Tenho certeza absoluta de que ela (Dilma) jamais deixará de cumprir com o projeto de implantação da Alpa”, avaliou Flexa Ribeiro.

(Daniel Nardin/Ascom/Senador Flexa Ribeiro)

Um comentário:

Anônimo disse...

Ele não conhece o "capu" da RPR, então pergunta pra ele, se ele (Senador) conhece a estrela da ALEPA, sra. Mônica Alexandra da Costa Pinto.
Vamos eserar a resposta em nota ao blog