Ban

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Um escândalo pra lá de escandaloso na casa do “fiscal da Lei”?

De um anônimo, na caixinha de comentários da postagem “Sociedade vai de Blackbird, Judiciário vem de papagaio” (Clique aqui para ler): 

 “Anônimo disse...

O mesmo vale dizer do Ministério Publico. Os promotores de justiça reunidos numa assembléia geral no início do mes de janeiro, resolveram por unanimidade pressionar o Procurador Geral de Justiça para que promova a alteração da lei orgânica do Mp paraense que prevê a realização de concurso para o cargo de assessores de Promotores de Justiça.Suas Exas. são contra a realização de concurso,preferindo que o cargo seja comissionado.Ou seja: Em casa de ferreiro,espeto de pau.
1:49 PM”


O comentário da Perereca:


O blog ainda não teve tempo de checar tal informação, mas vai fazê-lo, possivelmente na segunda-feira, junto à Ampep e à Assessoria de Comunicação do Ministério Público Estadual.


Se for mentira, ótimo.


Se for verdade, simplesmente lamentável.


Porque isso seria escancarar a porta ao nepotismo e desmoralizar completamente o MPE, em qualquer processo que objetive obrigar o Poder Público a cumprir tanto a exigência legal de  concurso público, quanto o veto legal ao nepotismo.


Seria, de fato, um tremendo retrocesso para a tão sofrida sociedade paraense, especialmente, porque se trata do comportamento do "xerife", do "fiscal da Lei".


Mas a Perereca torce para que tudo não passe de “invencionice”.


E você, caríssimo leitor, o que pensa disso?

4 comentários:

Anônimo disse...

O MP. tem sim parentes e aderentes da Justiça nesses cargos e tanto no estagio profissional tbm.
Pede a lista de nomes que estão nomeados pelos Procuradores do MP que vc. vai ver. E com certeza vira com omissão de nomes.

Barleta, quero ver se tens coragem, ou se, prezas pela Lei.

Anônimo disse...

Concordo que não haja concurso para assessor de promotor,ou seja,devem serem escolhidos pelos mesmos e a nos cobrar-mos maior eficiência dos promotores.EM suma,assessor é cargo de confiança.

Anônimo disse...

O nome correto do cargo é Técnico Jurídico de Promotoria de Justiça e não ASSESSOR.... Essa idéia de não haver concurso é fantasia de um grupo pequeno de Promotores de Justiça... O MP do estado do Pará é probo e correto e fará o concurso na forma da lei.

Anônimo disse...

Segue o link da Resolução que trata do cargo. É só pesquisar no Google:
http://www.mp.pa.gov.br/upload/noticia/043%20Resolucao%20043%20Altera%20Resolucao014%202003%20cargos%20pedagogo%20e%20tecnico%20PJ%202011%20Publicacao.pdf