Ban

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Fraudes em 84 licitações teriam provocado rombo de R$ 11 milhões na Alepa, durante a gestão do hoje senador Mário Couto Filho.

José Carlos Rodrigues e o site da Croc Tapioca: bons tempos.

Teria ficado em pelo menos R$ 11 milhões o rombo detectado pelo Ministério Público Estadual em 84 licitações realizadas pela Assembléia Legislativa do Estado (Alepa), entre 2004 e janeiro de 2007, na gestão do ex-deputado e hoje senador Mário Couto Filho, do PSDB.


Haveria de tudo entre as irregularidades constatadas nessas 84 licitações: de direcionamento à montagem pura e simples. Há empresa que realizou uma determinada obra de engenharia, por exemplo, mas todas as supostas licitantes garantem que jamais participaram de tal certame.

 
Só o relatório da nova Ação Civil Pública, que será ajuizada possivelmente na segunda-feira, pelos promotores Nelson Medrado e Arnaldo Azevedo, tem mais de 40 páginas.

 
Uma das estrelas da denúncia deve ser a Croc Tapioca, empresa que fabricava farinha tapioca, mas fornecia de tudo à Alepa, na gestão de Mário Couto, e até “realizava” serviços de engenharia.

 
O senador e os integrantes do Controle Interno da Alepa devem ser novamente denunciados por improbidade administrativa.

 
O MP centrará fogo, sobretudo, no pedido de que todos sejam condenados a ressarcir os cofres públicos. 

 
Veja aqui a ACP ajuizada ontem por Medrado e Azevedo, na qual o senador e a filha dele, a deputada estadual Cilene Couto, e o deputado estadual Haroldo Martins foram denunciados por improbidade administrativa, por suposta participação em fraudes na Folha de Pagamentos da Alepa:   
http://pererecadavizinha.blogspot.com/2012/01/escandalo-da-alepa-mp-denuncia-senador.html

9 comentários:

Anônimo disse...

Nãotemjeito, essa Tucanalha, é só safadeza.

Nonato cardoso

Anônimo disse...

O Contrato da DELTA, com a Policia civil, para a locação de veiculos, foi aditivado, com um acrescimo de 17%, e publicado no Diário Oficial de Ontem(26/1/12). A Perereca, já havia alertado, que os Tucanos, fariam isso. É muita bandalheira.

João Costa

Anônimo disse...

A doutora Cilene Couto irá demonstrar que tudo isso não passa de uma armação em virtude das eleições que se aproximam. Ela é competente e no seu tempo, de Auditora Chefa da ALEPA, todos os contratados, licitações e afins eram rigorosamente analisados. Isso é uma injustiça!

Anônimo disse...

5:24, a doutora fez doutorado em que instituição mesmo? Sim, nasceu a outra perna o saci pererê. Acredita, tá!!

Anônimo disse...

Coitada da Dra. Cilene,né anônimo das 5:24 PM? Como será que ela se elegeu deputada? Com a grana "honestissima" do pai dela?

Anônimo disse...

Ao sninimo das 5:24
Caso vc não seja a propria deputada, com certeza deve ser assesor da mesma, me poupe dessa defesa ridícula, ela é tão contraventora quanto o Pai, famoso bicheiro tapioca que subiu na vida na ilegalidade, e até as pedras da calçada em frente da ALEPA sabe que a filha acobertava todas as bandalheiras do papai presidente, e como ele, ela tambem conseguiu se eleger se aproveitando do dinheiro que, hoje estamos vendo, foi desviado aos milhões dos cofres da Assembleia Legislativa. Parafraseando o proprio bicheiro, se vivessemos num País sério esse Senador ja estaria na cadeia há muito mais de 10 anos, e estaríamos livres não só dele como também de sua rebenta deputada.
POINT

Anônimo disse...

ao puxa-saco das 5:24.
VOCE ME FAZ ACHAR GRAÇA SEU PALHAÇAO. VC DEVE TA SE BENEFICIANDO COM DINHEIRO DESVIADO DO ERARIO. HAAAAAAAA!!!!

Anônimo disse...

Perereca, procure pelo Josue Neves, ex prefeito de Curuca, que era o "chefe de compras" da ALEPA nessa epoca, puxe o barbante q vc vai descobrir muita coisa.

Anônimo disse...

Acho que todos já sabemos como vai acabar essa investigação: por falta de consistência nas provas, e suas representações de cunho importantíssimo perante a sociedade, todos absolvidos. Solução: cobrar mais impostos dos miseráveis prá repor as perdas, e continuar sustentando a quadrilha de bandidos. THE END! SOCORRRROOOOOOO POLÍCIA FEDERAL, ESTAMOS SENDO ROUBADOS.