Ban

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Lista de funcionários fantasmas deve cair nas mãos de Edmilson Rodrigues na segunda-feira. Deputado insiste em CPI para passar “pente-fino” na AL.


O deputado estadual Edmilson Rodrigues, do PSOL, espera receber, na próxima segunda-feira, uma relação de servidores “fantasmas” da Assembléia Legislativa do Estado, que residiriam no Nordeste do Pará.
Segundo ele, uma das funcionárias da AL que se encontra em prisão temporária desde a última terça-feira teria até viajado ao Nordeste do Pará, “em um determinado período”, para obter procurações desses “fantasmas”, a fim de receber os pagamentos previstos.
Na opinião de Edmilson, a falta dessas procurações explicaria a grande quantidade de tíquetes de alimentação e de contracheques encontrada nas casas de alguns dos acusados de envolvimento nas supostas fraudes da Assembléia Legislativa, durante a operação de busca e apreensão realizada na última terça-feira pelo Ministério Público e polícia civil.
Ontem, em entrevista à Perereca, o deputado repisou a necessidade de uma CPI para passar a limpo a Assembléia Legislativa. E chegou a dizer que os deputados que forem contra a CPI “estarão a favor da desmoralização da AL”.
Até o momento, apenas Edmilson e os oito deputados da bancada do PT assinaram o documento em favor dessa investigação.
No entanto, ele tem esperanças de conseguir, até a próxima quarta-feira, as outras cinco assinaturas necessárias.
“Isso que se pegou até agora é só um milhozinho diante do milharal. É só o início. Por isso, estou esperançoso de conseguir as assinaturas para a CPI”, disse.
Edmilson lembrou os problemas existentes na AL, como os contratos com empresas de Turismo, para o fornecimento de passagens; e a locação de veículos, que seria “uma caixa preta”.
“Há uma série de coisas que precisam ser investigadas”, disse ele. “Nos últimos três meses, por exemplo, uma empresa de Turismo, sediada no município de Altamira, faturou mais de R$ 2 milhões na AL”. 
E insistiu, ao recordar a operação da última terça-feira: “Tem que passar um pente-fino. O que não dá para aceitar é que, num estado com os nossos indicadores sociais, haja quadrilhas assim”.
Edmilson salientou os poderes da CPI, em relação às investigações do MP e da polícia:
“Devido à imunidade, o delegado e o Ministério Público não têm como pedir a quebra do sigilo de um deputado. Mas a CPI pode fazer isso, sem abrir mão da parceria com o MP e a polícia. Ontem (anteontem), eles tiveram de provocar a Justiça, para obter a ordem de busca e apreensão, enquanto que a CPI pode quebrar o sigilo fiscal e telefônico. É imprescindível a CPI”.
Edmilson foi o autor do pedido ao Ministério Público que culminou na operação da última terça-feira, quando foram presos quatro funcionários da Assembléia e cumpridos doze mandados de busca e apreensão, inclusive para as residências de dois ex-deputados (Robgol e Domingos Juvenil, ex-presidente da AL) e o gabinete do diretor-geral do Detran, Sérgio Duboc, ligado ao senador Mário Couto. 
O deputado acusa o governo de exercer “uma pressão mortal” para evitar a CPI: “Não se consegue arrancar uma assinatura da bancada do governo”.
E promete buscar mecanismos para ajudar no avanço das investigações do MP e polícia civil, caso não consiga as assinaturas necessárias.
“O meu medo é que haja uma pressão política muito grande. Até agora, pelo menos dois secretários de Estado estão supostamente envolvidos nisso: Junior Hage e Sérgio Duboc. O primeiro pela ligação com um dos presos. O segundo porque até foi alvo de um dos mandados de busca e apreensão”.
E destacou o fato de quatro processos licitatórios da AL terem sido apreendidos no gabinete de Duboc, conforme noticiado pela Perereca: “o fato de esses quatro processos estarem na gaveta dele é injustificável. Ele continua mandando? Que história é essa?”

20 comentários:

Anônimo disse...

O meu medo é que o Juvenil seja o único a pagar o pato. Que deixem impune os outros presidentes, ordenadores de despesa, que "não sabiam de nada". O Liberal tenta convencer seus leitores de que Juvenil é o único safado na roubalheira, mas não cita uma linha sofre o Duboc. Não diz que a casa dele e o DETRAN foram visitados pelos promotores e pela polícia civil. Qual o motivo para desconhecer esse grande detalhe? Será que o Mário Couto tem pano pra manga ou café no bule?

Anônimo disse...

Mas essa lista é verdadeira?
Lá parece que tudo é falso.

Guilherme disse...

A sociedade como um todo precisa se posicionar contra essa roubalheira do dinheiro nosso. Essas quadrilhas é que são as responsáveis pela miséria de nosso povo, pela educação de má qualidade, pela insegurança de nossas escolas, pelos maus tratos aos nossos doentes necessitados e por grande parte das mazelas de nossa sociedade. Precisamos, todas as pessoas de bem, nos posicionar e exigir de nossos representantes que sejam favoráveis à CPI.Os que não se manifestarem à favor, certamente devem ter rabo preso e devem sofrer nossa repulsa por tal atitude

Ana Victória M. disse...

Acho que a Casa ainda não caiu. Só ruiu, sofreu alguns abalos e rachaduras. ainda tem muito a se investigar. Muito mais que supõe nossa vã filosofia.

Anônimo disse...

Café no bule e muitas tapioca$ pra servir.

Anônimo disse...

Mas vcs querem mesmo que O Liberal denuuncie as bandalheiras dos Tucanos? É mais facil pedir pra nevar em Belem, quando a Ana Julia entrou no governo, acabou as bandalheiras dos contratos milionarios entre a familia Maiorana e os Governos Tucanos, so de alguel do Jatinho o Estado pagava mais de 300.00 por mes, mais a hora voada, o mais caro contrato celebrado em todo o Brasil, e fora aquela bandalheira da Funtelpa, onde o Estado pagava para os Maioranas usarem as torres da Tv cultura, quando os Tucanos voltaram o Grupo Maiorana respirou aliviado, so nesses 4 anos, deixaram de faturar quase 40 milhões, e vcs ainda querem que eles denuncie esses tucanos ladroes?

Anônimo disse...

5:50, adoreeeeeei. Café e tapioca é tudo de bom, pena que nem sempre seja apenas um hábito paraense bem gostoso. Até isso esses caras fizeram, criaram uma fábrica de fachada para emitir notas fiscais falsas.

Anônimo disse...

Há um caso no ministério puplico de Monte Alegre sobre uma funcionaria fantasma lotada no gabinete da deputada Josefina Carmo(PMDB).o caso imperrou como tudo naquele municipio, mas a fantasma supreendeu-se quando ela foi atras de beneficio dos pescadores, e a mesma descobriu que era funcionária da alepa, sem nunca receber nada,e isso tá de graça até agora.

Anônimo disse...

TB concordo com o primeiro anonimo, o "jornal imundo" tá demonizando apenas o Juvenil e o Jader, mas não falam nada dos anteriores, agora sim, essa merda de Estado mais uma vez vai ser 2 pesos e 2 medidas pra quem não frequencia aquele clube da almirante barroso?
Prezada Célia, continue nos informando, não vamos deixar apenas o q não pertence ao "Clube do Bolinha Paraense" se dar mal, pq se depender daquele jornaleco só o PMDB tem corrupto.

Anônimo disse...

Será que a contratação de todos esses servidores foi publicada no diário oficial da Alepa? MP, que tal confrontar as admissões com o diário? Voces encontrarão muitos atos secretos!

E como esse diário não existe (alguém ai já leu?), o PSOL poderia propor a publicação de todos os atos da Alepa no diário oficial do estado.

Anônimo disse...

Uma coisa chama atenção : em menos de quatro meses o governo Jatene tem o seu terceiro dirigente atingido por denúncias : primeiro foi Xerfan enrolado no TCU, depois o presidente do Conservatório Carlos Gomes foi denunciado pelo MP por improbidade, agora é o superintendente do Detran que ocupava antes a diretoria financeira da ALEPA na gestão de Mário Couto - se continuar nesse ritmo até o final...

Anônimo disse...

Assembleia: sujeira generalizada; Câmara de Vereadores de Belém: sujeira generalizada; Prefeitura de Belém: ladroagem descarada; governo do estado: conivencia com a sujeira; Tribunal Regional Eleitoral: tô bestificado. O presidente foi denunciado pro CNJ, junto com o sogro, o cunhado e mais 11 desembargadores e juizes por causa de um carro que teria sido tomado pelo sogro e o cunhado. Uma historia vergonhosa para o judiciário paraense (mais uma!!!)contada pelo Jornal Pessoal do Lucio Flavio.
Legislativo, Executivo e Judiciário do Pará envolvidos em historias afrontosas à moral, aos bons costumes, ao cidadão comum que, realmente, não tem para onde correr.
Pará e Belém, que Deus venha em nosso socorro!!!

Anônimo disse...

A sociedade merece um esclarecimento, saber qual é o caráter daqueles que nomeamos para nos representar por meio do voto. Quemodo da imoralidade. se opor a esse esclarecimento, se coloca contra a transparencia e partilha de igual m

Nostradamus disse...

Eu estou, como diz o povo em geral, ABISMADO com tudo isso. Eu só quero ver se esses deputados da base do Governo, não vão assinar a CPI. Caso isso ocorra é desmoralização antecipada; e peço que se feche essa Assembléia não sei de quê?

Anônimo disse...

Estou passando so para informar que no blog do parsifal, " Materia nomeaçoes de Procuradores" em comentarios, um anonimo, fala sobre o jornal quinzenal do jornalista Lucio Flavio Pinto de uma materia sobre roubo de carro protegido por desembargado, se isso for verdade que fala a materia essa é a hora de reagirmos nao podemos ser tao covardes, sei que vc é capas de averiguar e nos dar mas esclarecimentos , pois é agua que precisa para transborda no judiciario.abraço!

Anônimo disse...

Vamos pra rua protestar. Não adianta ficar só resmungando nos blogs. Temos que prestigiar a corajosa Perereca, o melhor Blog do Pará, mas também temos que mobilizar o povão, nossos parentesa, amigos, colegas de trabalho, TODOS!!! Tiranos e corruptos só temem quando o povo vai pra rua. Na rua podemos dizer não à censura do judiciário, não à corrupção, não à manipúlação da grnade imprensa!! Só a rua vai mudar a triste situação de corrupção generalizada no nosso Pará.

Vamos combinar via facebook, orkut, twitter, sms, mas acima de tudo: VAMOS PRA RUA GENTE!!

Anônimo disse...

Anônimo Anônimo 12:54,
infelizmente vivemos em terra de covardes, onde o mais corajoso é taxado de louco, ou desatinada, como nossa querida Célia.
Aqui nessa terra bendita, estamos cercados de malditos ditadores, que acham que ainda vivem sob o regime militar e adoram fazer valer qu acham seus direitos com armas e força.
O Povo, infelizmente, gostemos ou não, ainda é mt imaturo e acovardado, os movimentos sociais que tentam lutar por um futuro melhor são criminalizados, satanizados pela imprensa podre e corrupta desse Estado.
Verdade precisa ser dita, não só os Poderes constituidos são corruptos, a nossa imprensa local é tão suja ou mais imunda que a Assembleia Legislativa do nosso Estado, pq com um punhado de dinheiro e cargos, vc cala esses meios de comunicação e não sai uma linha sequer.
A querida Célia, já está fazendo algo herico pros padrões locais, colocando informação de qualidade pra uns pouco privilegiados terem acesso e ficar sabendo das bandalheiras desse estado, pq se dependesse desses "papeis de enrolar peixe" jamais ficaramos sabendo da história toda, só da parte q interessasse seus patrocinadores.

Anônimo disse...

Impedir formação de CPI é marca registrada dos tucanos. Foi assim no governo de Serra em São Paulo e agora no de Alckmin. Logo, nada de espanto com a atitude de Jatene em impedir que algum deputado da base dele e do ficha limpa Jader Barbalho (que agora está blindando o seu laranja de 2010 Juvenil) assine a CPI. Gente, isto aqui é o Pará, estado em que a maioria bebe açaí e arrota caviar. Por isso vota nessa turma.

Anônimo disse...

Quem publicar essa lista de 300 fantasmas, eu digo que é macho mesmo. Imaginem o abalo no seio das famílias paraenses? Acho que só a Perereca terá coragem

Anônimo disse...

Nordeste do Pará, leia-se Vigia, terra natal de Juvenil. Grande parte de sua família reside lá. Seu sobrinho e assessor Edmílson Campos, distribuía
cargos fantasmas para os filhos sem talento da "elite vigiense" . esperem a lista de fantasma e confiram.