Ban

domingo, 22 de agosto de 2010

O PT e o terrorismo de Estado

Burrice, aparelhamento do Estado, violento atentado à Democracia.

São essas as características que saltam aos olhos, nesse triste episódio do fechamento da Rádio Tabajara.

Como vocês todos sabem, estou trabalhando na campanha de Simão Jatene ao Governo do Estado.

Por isso, me “desincompatibilizei” deste blog. Em respeito a vocês, em respeito às regras do jogo democrático. Em respeito até a mim mesma.

Mas o fechamento da Rádio Tabajara é de uma violência tamanha, que não vejo como não me manifestar.

Até porque este espaço é meu – e não de qualquer partido ou candidato. E a minha convicção é de que a Democracia é maior – infinitamente maior – do que qualquer um de nós. Ela é um bem inestimável que deixaremos aos nossos filhos e netos. Daí que não podemos titubear na defesa dela.

A Democracia sangra no estado do Pará.

Não, não é simplesmente o Carlos Mendes, o Francisco Sidou ou eu ou você: quem sangra é a Democracia.

O que aconteceu com a Rádio Tabajara foi, sim, censura. A mesma censura imoral, ilegal, opressiva e vagabunda que afligiu a todos nós, durante a ditadura militar.

Porque pouco importa a convicção, a ideologia de quem realiza a censura: ela sempre será imoral, ilegal, opressiva e vagabunda.

Nunca imaginei ver os companheiros petistas – os companheiros petistas com a sua longa história de luta pela Democracia – baterem no fundo do poço no que diz respeito à liberdade de expressão.

É uma coisa que choca, dói. Porque não estamos a falar de cidadãos descomprometidos com o Brasil. Mas de companheiros que muitas vezes arriscaram a própria vida pela construção de um País mais justo e democrático.

Sempre disse neste blog, que nunca vi grande diferença entre o PT e o PSDB – ou entre o PSDB e o PT, como vocês preferirem.

No fundo, queremos a mesma coisa: um Brasil de 200 milhões de cidadãos.

Mas hoje eu vejo que há, sim, pelo menos uma diferença entre tucanos e petistas: nós, os tucanos, “padecemos” – se é que se pode chamar assim – de aversão profunda ao autoritarismo.

“Sofremos” de tolerância zero à intolerância.

Acreditamos sinceramente – e não apenas nos discursos de palanque – nos princípios e instituições democráticas.

E Democracia ou é para todos, ou não é para ninguém.

A Frente Acelera Pará, da minha xará, a governadora Ana Júlia Carepa, sentiu-se ofendida por comentários dos jornalistas Carlos Mendes e Francisco Sidou.

É um direito da Frente Acelera Pará se sentir ofendida. Assim como é um direito dela buscar os meios que a Democracia admite, para evitar ser novamente “ofendida”.

A Frente poderia, por exemplo, enviar um pedido de direito de resposta à Rádio Tabajara. Ou poderia mandar um assessor de imprensa à emissora, para dizer, em entrevista: “não, a coisa não foi assim. Vocês estão enganados”.

A Frente poderia até mesmo protocolar um pedido para que o TRE advertisse e multasse a Rádio Tabajara, se ela estivesse, de fato, a extrapolar os limites da legislação eleitoral. Eis que todos nós – jornalistas, médicos, advogados, políticos – temos, sim, de abaixar a cabeça diante das regras do jogo democrático.

O que não pode é fechar a rádio – porque aí a coisa toda se transforma em terrorismo de Estado.

Ora, a Frente Acelera Pará protocolou denúncia ao TRE contra a Rádio Tabajara. No dia seguinte, agentes da Polícia Federal e funcionários da Anatel fecharam a emissora.

Certamente que o PT tentará nos convencer de que tudo não passou de “mera coincidência”.

E nós poderíamos até conceder o benefício da dúvida aos companheiros petistas, se tal não equivalesse a acreditarmos em mula sem cabeça. Até porque é pública e notória essa mania petista de aparelhar o Estado; de sujeitar o Estado ao partido.

Não dá para rifarmos princípios por causa de uma campanha eleitoral – a Democracia vale muito mais do que isso!

Não dá para simplesmente usar a polícia, o aparato repressivo do Estado, contra a liberdade de expressão.

O que o PT suprimiu não foi simplesmente a Rádio Tabajara. O que o PT calou não foi simplesmente a voz do Carlos Mendes ou do Francisco Sidou.

O que o PT fez – por sua arrogância, por sua incapacidade de conviver com a crítica – foi espancar, pisotear a Democracia brasileira. A Democracia que custou até as vidas de milhares de companheiros.

O fechamento da Rádio Tabajara não é “uma coisa menor”: é um atentado terrorista de Estado contra a liberdade de expressão.

O Brasil e o Pará não merecem isso. O PT e os petistas não merecem isso.

O PT, com a sua bela história desde o nascedouro: a luta do movimento popular por Democracia e Justiça Social.

A luta pela liberdade de expressão; a luta contra o monopólio dos meios de comunicação; a luta para que veículos como a Rádio Tabajara pudessem, afinal, existir.

Minha xará e a sua DS perderam o rumo e a compostura. E se alguma vez tiveram compromisso com a Democracia, acabaram de rompê-lo.

Lamento que o PT e os companheiros petistas, com o seu silêncio obsequioso, acabem por referendar esse atentado terrorista contra a liberdade de expressão.

No caso do PT, fechar uma rádio por causa de crítica a esse ou aquele governante, a esse ou aquele candidato é rifar os próprios ideais.

E eu só lamento é ter chegado este dia em que sou obrigada a dizer: até que ponto pode ir o PT pela simples manutenção do poder.

 FUUUIIIIIIIII!!!!!!!



Pra gente nunca se esquecer de lembrar:







27 comentários:

Anônimo disse...

Vá se catar com esse seu lenga lenga, menina! São dois vagabundos, cometendo todo tipo de ilegalidade, tinham que ser presos. São criminosos, só isso!

Và com seu papo furado pra cucuia!

Anônimo disse...

Perfeito! Nada a comentar.

Zeca disse...

Pergunta: A Rádio estava funcionando legalmente? Se está não tem porque ela ter sido fechada e neste caso a justiça deve reabrir a rádio. Agora se a rádio estava funcionando ilegalmente, tem que fechar mesmo, a lei é igual para todos.

A algum pempo foram fechadas diversas rádios piratas e ninguém disse nada. Será que o problema agora é a proximidade das eleições ou as atividades políticas dos jornalistas?

heloisa brito disse...

De fato, mais do que pisotear, EXTERMINRAM COM A DEMOCRACIA. ESTOU COM MEDO DE ONDE VAMOS PARAR. BASTA DE AUTORITARISMO. "QUEM ESTÁ NO FOGO É PRA SE QUEIMAR". QUEM Ñ SABE SER CRITICADA Ñ SE METE EM POLÍTICA. VAMOS FALAR SIM. VAMOS GRITAR. LIBERDADEEEEEEEEEE

Tony Navegantes disse...

É lastimável e deprimente o ato, autoritário, da ANAtel.

Anônimo disse...

Concordo com o Zeca que se a Rádio estava em situação ilegal ela deveria sim ser fechada. Porém não sejamos tolos de achar que este foi o cerne da questão. Esta Rádio já atuava há um tempo, sem quaisquer fiscalização, porém a partir do momento que ousou expor uma situação crítica do atual governo a estória mudou e assim, mais que de repente, num pleno sábado foi fechada.
É triste ver que pra certas pessoas, mais especificamente certos políticos petistas, os fins justificam todos os meios, estes indivíduos em suas mais variadas ações apregoam o fim da Democracia. (a nível local, com a governadora, e nacional na figura do presidente Lula este que na ânsia de eleger sua candidata, usa de todos os meios legais ou não para tal, chegando até a intimidar uma procuradora eleitoral, ora, pois, se o nosso presidente que deveria dar exemplo não o faz, a nossa governadora despida de qualquer inteligência emocional e intelectual, também se acha no direito de assim o fazer).

Anônimo disse...

Ana Julia vai ser condecorada como a censora do ano.Homenagem está programada para o dia 3 de outubro.Confirmada a presença do ditador Hugo Chavez.Cerimonial do Palacio dos Despachos, já tomou todas as providencias protocolares

Anônimo disse...

Nós, bancários, já estamos provando desse gosto amargo há muito tempo com a DS e Artban no Sindicato... a AFBEPA denunciou, mas a maioria dos blogs se manteve neutra... é assim que eles agem em todo lugar: o cúmulo da arrogância e do autoritarismo... poder a qualquer custo, e um cinismo capaz de corar anêmico. INADMISSÍVEL MAIS ESSE ATENTADO DE MORTE CONTRA A DEMOCRACIA!!! ABRAM A RÁDIO TABAJARA!!!

Anônimo disse...

O artigo 45, da Lei n°950/97, diz, "A partir de 1° de julho do ano da eleição, é vedado às emissoras de rádio e televisão em sua programação normal e noticiário
................................................................................
II- Usar trucagem, montagem ou outro recurso de áudio ou vídeo que, de qualquer forma, degradam ou ridicularizem candidato, partido ou coligação, ou produzir programa com esse efeito."
Portanto, o malsinado tabajara desrespeitou a legislação. Preste ou não(eu até acho que não)essa e qualquer outra lei é pra ser cumprida. E quem não cumpre a lei é um fora dela sujeito a punição que a mesma estabelece. O responsável pela Rádio Tabajara pode até não ter feito o que fez por dinheiro, mas é evidente que fez o jogo do patrão. Este, mais esperto, utiliza em seu jornal o próprio fora da lei como repórter denunciador de escândalos ocorridos no governo, logo, veicula matérias jornalísticas. Infames, mas jornalísticas.
Já o vassalo, não. Para agradar o patrão bate de frente com a lei, sem cerimônia ou civilidade. Depois, sai por aí dizendo que o PT comporta-se como os donos do Brasil, em 64. Mentira deslavada na medida em que quem se achava acima da lei eram justamente os militares, aqueles a que ele fez reverências e até militou no partido deles.
Lamentável é ver um jornalista do nível de Lúcio Flávio Pinto sair furibundo a distribuir tapas em bumbuns errados, chancelando essa patacoada ilegal como se estivesse denunciando a volta da censura. Bobagem. Aliás, é largamente conhecida a falta de isenção de Lúcio quando o assunto é PT. Há algo remoto que o liga afetivamente ao PMDB e envenena sua serenidade em relação ao partido da governadora, ela mesma tratada às vezes até com um inusual deboche, atitude que Lúcio não teve nem quando Hélio Gueiros escreveu aquela carta acafajestada contra ele. Mas, dessa vez foi longe demais no seu antipetismo. Logo ele, vítima de tanta perseguição por ser independente, vem agora cerrar fileiras com a malandragem e a chantagem, como se estivesse defendendo as sagradas liberdades democráticas. Lamentável!
Postado por Na Ilharga às 19:47 0 comentários Links para esta postagem

Anônimo disse...

Poooooooooooooooooooooooooooooooxa!

Anônimo disse...

Aninha, Geraldo Vandré à parte, todas as rádios e TVs legais estão submetidas às regras eleitorais. Por que uma rádio ilegal não estaria?

Anônimo disse...

E a censura do blog da Franssinete pelo seu candidato. Merece comentário??

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o exposto.
Parabéns!

Anônimo disse...

E agora, depois da censura imposta ao blog da Franssinete pelo teu candidato, o que você diz???
Vai deixar essa bola pererecando na grande área ou vai engolir em seco e continuar a apoiar Simão, o censor???

Anônimo disse...

Ei Ana, manda um Geraldo Vandré também pra tentativa de calar o blog da Franssinete.

Anônimo disse...

Por que o silêncio em relação a multa de R$ 106 mil pedida pelo Jatene ao blog da Franssinete?

Anônimo disse...

Autoritarismo e legalidade ou legalidade do autoritarismo. autoritarismo criando legalidade ou legalidade impondo autoritarismo. o que foi que ouve? a rádio era pirata ou pirata foi quem a fechou. Quem foi que fechou a rádio pirata? ca estou eu plagiando a rádio pirata e a rádio pirata foi dinamitada num paiol de bobagens. Toquem a revolução. Esta no ar e nas ondas do rádio.

Alex disse...

Sua opinião me cheirou impatcial pelo fato de vc estar envolvida em campanha política,mas, se vc quiser defender/comentar algo tente responder então à tentativa de sua coligação tentar censurar o blog da franssinete...

Zeca disse...

Oi Perereca, o Jatene seu cumpadi entrou com uma ação contra a Franssinete na Justiça Eleitroral e quer acabar com ela pedindo uma multa de R$ 176.000,00.

E ai amarelinha, não vai defender o "Direito de Expressão" da coleguinha blogueira?

Anônimo disse...

E essa perereca engasgada, vomita ou não vomita o bode barbudo que foi obrigada a engolir ????

Anônimo disse...

Xiiii....e o que o Jatene (PSDB) fez com a Fran, o que comentar agora ????

Anônimo disse...

bla blá blá blá para tentar justificar o injustificável: o "bode cheiroso" pisou na bola, sim e não é essa maravilha que pretendes fazer crer. Assim é fácil: jogas m.... no ventilador e pedes que te esqueçam. Não é mais fácil catar coquinhos ?????

Anônimo disse...

Após a leitura de alguns comentaristas anônimos vibrando com a volta da censura, mesmo que pelas linhas tortas da lei, pairou sobre a minha cabeça a sombra das aves de mau agouro do passado, quando sussurrávamos pelas esquinas e também falávamos alto pelos butecos o que andava nas cabeças e nas bocas. A liberdade estava proibida e aqueles que ousaram sair para sonhar um país de verdade foram presos e torturados (como eu), mortos como alguns bons companheiros, exilados, enfim impedidos de construir uma sociedade mais justa e fraterna. Mas ainda assim, vencemos, superamos os traumas as desavenças, as diferenças e reabilitamos a democracia, meio capenga, mas infinitamente melhor do que a ditadura. Agora que muitos daqueles que atravessaram esse mau tempo se aboletaram no poder e juntamente com outros mais jovens que ouviram o galo cantar mas não tem a menor noção onde foi, agem como crianças mimadas para as quais o mundo gira somente em torno de seu próprio umbigo.
Lá vem essa alma penada chamada censura, ressucitando das profundezas de onde nunca deveria ter saído. É difícil de acreditar mas será possível que vai começar tudo de novo? Quando será que tomaremos juízo?
Fernando

Zeca disse...

Fechar Rádio Pirata é censura? Ta bom, a Anatel fecha rádios piratas constantemente e nunca vi nenhum jornalista ou comentarista chiar.

Deixa de ser paranóico e fazer apologia ao medo. Não sei se você percebeu, mas os tempos mudaram, a guerra fria acabou, e hoje a democracia no Brasil está consolidada.

Esqueça os medos, os traumas e os fantasmas do passado, olhe para frente e pare de procurar chifre em cabeça de cavalo, não perca seu tempo, pégaso é só uma lenda.

JOAO CARLOS DE ANDRADE disse...

Célia, veja o que postei no meu blog a respeito dessa "democracia" petista.
Concordo com você.

Na página 80 da edição 2177 da revista Veja leio um direito de resposta concedido ao Partido dos Trabalhadores, a respeito da matéria em que a revista reproduz declarações do candidato a vice presidente Índio da Costa, onde este denuncia um suposto envolvimento do PT com as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). Todos sabem que as FARC além de grupo terrorista, possuem estreita relação com o narcotráfico.
No “direito de resposta” o PT condena o terrorismo.
Pelo pouco que sabemos sobre a desconhecida candidata do PT a presidência, Dilma Roussef, em seu passado recente esteve ao lado de outros “companheiros”, lutando pelo fim da ditadura militar, pela democracia e liberdade de imprensa. Praticou atos terroristas, assaltos a banco e tudo que justificasse a luta pela abertura democrática no Brasil.
No “direito de resposta” o PT declara que combate com firmeza o narcotráfico e o crime organizado.
Infelizmente os “companheiros” envolvidos no mensalão, esqueceram desse detalhe e implantaram o crime organizado nas mais altas esferas do executivo e legislativo federal.
Pelo que observamos a democracia petista só é praticada de dentro pra fora. Aí está à admiração do PT pelos governos castristas e chavistas.
Espanta-me a posição do PT, cuja estrela nasceu como a luz para um futuro democrático, honesto e igualitário, tenha agido de encontro a todos os conceitos que justificaram a sua existência e entrado na justiça contra a imprensa, contra a democracia e liberdade de expressão.

Anônimo disse...

O FECHAMENTO DE UMA RÁDIO PIRATA DETONOU COM A DEMOCRACIA BRASILEIRA? SE É PIRATA, TEM QUE SE REGULARIZAR PRA CONTINUAR FUNCIONANDO.E O BLOG DA FRANCINETE,É PIRATA COMO A RÁDIO? O CANDIDATO DA PERERECA CENSUROU UM BLOG LEGAL, MAS ISSO ELA NÃO TEM CORAGEM DE CONDENAR.SE VOCÊ TIVER RESPEITO REALMENTE PELA DEMOCRACIA E PELA LIBARDADE DE EXPRESSÃO, CONDENE TAMBÉM SEU CANDIDATO POR TER CENSURADO O BLOG CITADO, VIU PERERECA!!!!

miranda disse...

Falar em democracia é respeitar os direitos de todos, incluindo ai o direito do criticado.
A rádio tabajara, que de comunitária e democrática não tinha nada, vendia seus horários a R$600,00, como se fosse comercial, e já estava se comportando como WLAD, fazendo pressão e criticas para chantagear as pessoas.
Quero lembrar também que a tabajara nunca participou de nenhum fórum pela democratização dos meios de comunicação.
A Anatel não fechou nenhum espaço democrático e sim uma rádio de caráter comercial e chantagista.
Chega de falsos comunicadores.