Ban

sexta-feira, 28 de maio de 2010

PMDB: a candidatura que não houve

Estava tão entretida com o novo portal da Transparência do Governo do Estado (bem menos transparente que o anterior, por sinal) que só de madrugada, ao dar um giro pela internet, é que soube da pré-candidatura do deputado Domingos Juvenil ao Governo do Estado, pelo PMDB.


Estou meio afastada dos bastidores, em decorrência do meu problema de saúde. E, a bem da verdade, nem deveria estar fuçando o portal da Transparência, porque a minha coluna já está querendo chiar novamente. Mas simplesmente não deu pra resistir...


É claro que o deputado Domingos Juvenil não é nenhum Naziazeno.


É presidente da Assembléia Legislativa, foi prefeito de um município pólo (Altamira), possui toda uma bagagem política.


Mas nem por isso Juvenil deixa de ser um candidato “laranja”: sua liderança é muito localizada e até a votação que teve há quatro anos, para deputado estadual, deixou muito a desejar.


E se a sua pré-candidatura ao Governo for irreversível, como juram os peemedebistas, é certo que ele não estará no segundo turno.


Embora, é claro, na esteira desta campanha, ele amplie as chances de voltar à prefeitura de Altamira, em 2012.


Não se descarta a possibilidade de uma ponta de malinagem na decisão de Jader Barbalho, uma vez que Juvenil tem se mostrado muito próximo da governadora e até colaborou na aprovação do empréstimo de R$ 366 milhões, pela Assembléia Legislativa – um empréstimo crucial para as obras que vão turbinar a campanha de reeleição de Ana Júlia Carepa.


No entanto, é muito mais provável que a opção de Jader por Juvenil seja, simplesmente, pragmática – e por uma série de fatores.


O mais importante, talvez, a necessidade de eleger Jader e Paulo Rocha para o Senado Federal.


Ambos são excelentes articuladores de bastidores e devem, de fato, integrar a estratégia de Lula para ajudar na coesão da base aliada, num eventual governo de Dilma Rousseff.


Além disso, o peso do grupo de Paulo Rocha é fundamental para as negociações entre o Governo e o PMDB, caso Ana Júlia Carepa venha, de fato, a se reeleger.


E ambos, Jader e Paulo Rocha, têm boas chances de chegar ao Senado, desde que se mantenham em lados opostos até outubro, como, aliás, já escrevi aqui.


Juntos, acabarão disputando a mesma cadeira – aquela que caberá ao “senador da governadora”...


Mas se estiverem em lados diferentes, quem, dentre os possíveis candidatos oposicionistas, será páreo para esse campeão de votos que é Jader Barbalho, com o seu poderoso grupo de comunicação e, mais ainda, com dinheiro para a campanha?


Penso que só Almir Gabriel poderia, de fato, bagunçar esse jogo, talvez até a obrigar um recuo de Jader, em direção à Câmara dos Deputados.


Mas Almir parece muito mais preocupado em bagunçar é a vida de Simão Jatene...


Daí que é grande a possibilidade de que os tucanos paraenses percam não apenas a eleição ao Governo, mas, também, uma das vagas que detêm no Senado.


E a possibilidade cada vez mais concreta de reeleição da governadora Ana Júlia Carepa é outro fator que deve ter pesado muitíssimo na decisão de Jader Barbalho.


Pelo que li esta semana nos jornais e na internet, as pesquisas mais recentes apontam a subida das intenções de voto da governadora, o que, aliás, já era esperado, devido à inegável melhoria de sua estratégia de comunicação – e também pela força da máquina, que deve se acentuar cada vez mais, conforme se aproximem as eleições.


Aliás, nunca houve dúvida de que Ana Júlia estará no segundo turno – isso não passa de uma grande bobagem, disseminada por pessoas que imaginam submeter a realidade às suas fantasias.


Ora, se o PT detém 30% do eleitorado, além dos governos federal e estadual, como é que Ana não passaria ao segundo turno?


Ana não só estará no segundo turno, como é a grande favorita do próximo pleito, justamente porque detém a máquina.


E mais: se o PT conseguir, de fato, costurar uma ampla aliança, com o apoio de boa parte do PMDB e uma oposição “controlada”, digamos assim, do restante; e mais o apoio da maioria dos grandes partidos paraenses (PP, PTB, PR, PDT), há o risco, sim, de que a governadora consiga liquidar essa fatura ainda no primeiro turno.


E quem não compreender isso, é melhor que nem se meta a “brincar” de eleição, porque já entrará no jogo derrotado, por não ter sequer idéia da barra que enfrentará para a construção de uma possibilidade real de vitória.


É claro que se essa aliança ampla não sair e Jatene conseguir conquistar uma parcela considerável do PMDB e até do PR; ou seja, se ele conseguir infundir a crença na possibilidade de reconquista do poder pelos tucanos, a eleição irá para o segundo turno e poderá ser decidida voto a voto.


Mas é sintomática a cartada dessa raposa chamada Jader Barbalho, que costuma sentir de longe a direção dos ventos...


Jader não apenas se recusou a montar o “cavalo selado”, que parecia tão certo para a conquista do Palácio dos Despachos: também optou por um candidato “laranja”, em vez de ungir outro nome forte a essa disputa.


Um fato que pode ser lido como uma liberação dos peemedebistas, já que há uma fatia significativa do partido que não aceita compor com os petistas.


Ou ainda como uma tentativa de turbinar o valor do PMDB, num eventual segundo turno; ou como preparação do terreno para a eleição de Helder Barbalho ao Governo do Estado, em 2014 – e nesse caso talvez fosse mais lógica a indicação de Domingos Juvenil para vice de Ana, apesar de suas recentes “peraltices”...


Mas a escolha de Jader também pode ser lida como a decisão de não sacrificar um nome de peso, como José Priante, por exemplo, (que tem tudo para retornar à Câmara dos Deputados) numa eleição em que a governadora, que já era a favorita, vai melhorando a performance nas pesquisas, ao mesmo tempo em que Lula aperta o cerco sobre os partidos da base aliada, para garantir a vitória de Dilma Rousseff, que, também ao contrário do previsto por muita gente, vai se colocando na dianteira da corrida presidencial.


Foi uma decisão acertada não sacrificar nem Priante e nem um quadro extraordinário como Parsifal Pontes, talvez o mais brilhante deputado estadual da atual legislatura.


Ao fim e ao cabo, Juvenil não tem nada a perder com essa grande laranjada - talvez, nem conseguisse se reeleger; agora, deve ganhar uma boa badalada para 2012, entre “otras cositas” mais.


Mas se eu fosse Jatene não ficaria lá muito entusiasmada com mais essa brilhante jogada de Jader Barbalho.


Se Almir ficar ao lado de Juvenil, a apoiá-lo como “terceira via”(vejam só!...), significa que não vai melar o jogo do morubixaba peemedebista ao Senado - mas não só.


Também significa que persistirá como uma tremenda insegurança à candidatura de Jatene, que já tem, de resto, de lutar contra a falta de aliados e de recursos financeiros.


E é sempre bom lembrar: Jatene nunca foi e nem será o aliado preferencial de Jader, como, aliás, já se disse aqui.


Jatene é esperto demais. E, se conseguir se eleger, provavelmente frustrará o sonho de El Barbalhon de ver o “Sobrancelhudinho” no Palácio dos Despachos, daqui a quatro anos.


Por isso, muitos tucanos que possuem uma sede patológica de poder estão hoje grudados no mesmo Barbalhão que ajudaram a algemar...


Já farejaram a carniça e sabem que a situação de Jatene é muito, muito complicada.


(Mas política é como nuvem e eleição é que nem barriga de grávida – quanto mais daqui a quatro anos, né mermo?...)


De resto, não houve grandes novidades nos últimos dias, já que a proposta da vice e de uma vaga ao Senado sempre esteve diante do PMDB, assim como os mesmíssimos 30% do governo e dinheiro para a campanha.


E é bem possível que, sem o PMDB na chapa, fique até mais fácil para o PT atrair o PR, já que o PTB já estaria com Ana. Mas isso só dá pra saber com uma conversa de pé de ouvido com o pessoal do PR. O problema é esta minha coluna...


Depois eu volto.


FUUUUUUUIIIIIIIII!!!!!!!!

19 comentários:

Val-André Mutran disse...

Uma receita que não tem erro de dar errado.
Compre sêbo de carneiro e contrate um massagista para aplicar na sua coluna.
Ficarás zerada!
Quanto a sua análise.
O Juvenil não é laranja não.
É uma tangerina.
Quem sabe. Um limão galêgo.
Repete-se, portanto, a fórmula da eleição passada.
O que Jader não conta é a articulação para detoná-lo.
– Ela já está em curso.

Osorio Pacheco disse...

Minha Cara Ana Célia, a Perereca.
Qualquer candidatura do PMDB que não fosse o Jader Barbalho seria taxada de laranja.
O Juvenil é um candidato viável, pela primeira vez no PaRÁ, político com raizes no interior tem reais possibilidades de vitória.

Anônimo disse...

Ei, Perereca.
Investiga essa denúncia, vai!

O promotor de Justiça Eduardo José Falesi do Nascimento protocolou representação no Ministério Público do Estado contra a governadora Ana Júlia Carepa (PT/DS) por "suposta prática de improbidade administrativa". O procurador-geral de Justiça, Geraldo de Mendonça Rocha, delegou poderes ao procurador de Justiça Cláudio Bezerra de Melo para atuar na execução do processo contra a governadora petista.

PORTARIA Nº 2054/2010-MP/PGJ

O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA, usando de suas atribuições legais

CONSIDERANDO que, por meio da Representação protocolizada neste Ministério Público sob o nº 28919/2009, o Exmo. Sr. Eduardo José Falesi do Nascimento, Promotor de Justiça, representa pela suposta prática de ato de improbidade administrativa contra a Exma. Sra. Ana Júlia de Vasconcelos Carepa, Governadora do Estado do Pará, gozando, portanto, de foro por prerrogativa de função;

CONSIDERANDO a competência do Procurador-Geral de Justiça para atuação perante o Tribunal de Justiça, nos termos do art. 29, VIII, da Lei nº 8.625/93, combinado com o art. 56, IV, da Lei Complementar nº 057/2006, podendo delegar suas funções a membro do Ministério Público, conforme o inciso IX, de referido artigo,

R E S O L V E:

DELEGAR poderes ao Exmo. Sr. CLÁUDIO BEZERRA DE MELO, Procurador de Justiça, para funcionar como órgão de execução no presente Processo.

PUBLIQUE-SE, REGISTRE-SE E CUMPRA-SE.

GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA, Belém 18 de maio de 2010.

GERALDO DE MENDONÇA ROCHA - Procurador-Geral de Justiça

Jorge Vidal disse...

Ana Célia, saudades de ti mana dos tempos de O LIBERAL. Perfeita análise como sempre. É a primeira vez que posto comentários aqui na Perereca. Ana se reelege sim e Jáder e Paulo Rocha vão ao Senado. Essa é a profecia mais realista que se pode fazer diante das pesquisas e das articulações.

Anônimo disse...

Ana, tá tudo certinho. É isso mesmo que vc falou: vai ser uma laranjada. Jogada,por sinal, que não é novidade no que tange ao PMDB. Mas,não concordo com essa sua visão do Parsifal. Pra uma liderança peemedebista na Assembleia ele é tão apagadinho e chato. Ah, é o Juvenil: em 2012 ele vai estar com beirando os 105 anos. Agora, uma coisa é certa: JB é JB.É ou não é?

Andre Paxiuba disse...

http://andrepaxiuba.blogspot.com/
dar uma olhada

Anônimo disse...

Não foi o que se viu durante o parto dos 366 milhões no plenário da ALEPA. Quando Juvenil votou em Luiz Cunha para o TCE e se agarrou com a governadora na inauguração do elvado, aborreceu os seus pares do PMDB. Quando ouve um "acerto" dele com o governo onde a ALEPA ficaria com 7%, Simone e Paesifal descordaram de froma groseira que deixaram o Juvenil visivelmente irritado. Agora Juvenil "se lança" candidato e Jader apoia? Fala sério, Juvenil foi lançado na marra e no segundo turno o papo é outro, certo? rsrsrsrs

Anônimo disse...

VEM AÍ A CPI DO HANGAR!
Postado por Ronaldo Brasiliense
Sex, 28 de Maio de 2010 22:00

Com o PMDB definitivamente na oposição ao governo da ex-sindicalista Ana Júlia Carepa (PT/DS), aguarda-se já na semana que vem, assim que o PT desalojar os peemedebistas dos cargos que ocupam na administração estadual, uma ação conjunta de PSDB, PMDB, PPS e PTB na Assembléia Legislativa: a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Hangar. A CPI vai investigar o que foi feito com os mais de R$ 40 milhões repassados pelo governo do estado, com dispensa de licitação, para a organização social Via Amazônia, que administra o Hangar. A Via Amazônia é presidida por Joana Pessoa, amiga particular e ex-chefe de gabinete da então senadora Ana Júlia, denunciada na CPI da Biopirataria da Câmara dos Deputados como a responsável pelo caixa 2 da campanha de Ana Júlia à Prefeitura de Belém. Pela conta particular de pessoa física, de Joana Pessoa, no Unibanco, passaram mais de R$ 1,7 milhão, inclusive com vultosos depósitos em dinheiro vivo. A oposição precisa da assinatura de 14 deputados para instalar a CPI, que, desta vez, terá o apoio incondicional do deputado Domingos Juvenil, presidente da Assembléia Legislativa, agora candidato do PMDB ao governo do estado. O PSDB conta com 10 deputados, o PMDB tem sete, o PTB tem quatro e o PPS tem dois. Total: 23 deputados. Quem for podre que se quebre!

Leia mais...
www.oparaense.com.br

Anônimo disse...

Sou funcionário público de carreira a mais de 30 anos e hoje dirijo um órgão da administração direta. Nestes 30 anos, passando pelo PMDB e PSDB, já vi atrocidades históricas(privatizações, abuso de autoridade, peculato, crimes eleitorais etc...). O governo peca em muitos pontos, mais por falta de experiência administrativa do que por vontade de cometer ilícitos.Vi a saúde ser destruída pela ex-vice e seu preposto Fernando Dourado. A política de segurança pública do Sete Câmara ser extirpada pelo Manuel Santino. A Ana vêm fazendo um trabalho de reconstrução que com certeza não será nem em um, dois ou tres mandatos que se conseguirá terminar. Torço para que estas ¨lideranças políticas¨consigam chegar a um equilíbrio.Estas discussões de candidaturas, de vices, senadores, deputados estão esquecendo o mais importante: os 8 milhões de paraenses que dependem deste equilíbrio para conduzirem suas vidas. Ah, lembrei de um detalhe: a AGE dos outros governos era uma ficção.

MARCIO VASCONCELOS disse...

Em 1998 o Pepeca se lanÇou candidato ao Senado, e tinha 1%, foi zombado e gozado e no final ganhou.
Em 2002 Maria,uma desconhecida, suplente de deputada foi lanÇada pelo PT ao governo, e tinha 0,5% nas pesquisas, foi zombada, humilhada e quase ganha de Jatene
Em 2008 Priante, foi escolhido pelo Pmdb para ser Prefeito, e comeÇou em quarto na pesquisa, e quase fatura a Prefeitura.
Meus amigos, Juvenil, É chefe de um poder e chamÁ-lo de "laranja" parece ser orquestra desafinada e repetitiva de quem não quer pensar e ver que ele tem e muita chance de se eleger

Anônimo disse...

Ana
O Dr. Jader (no meu entendimento a maior inteligência deste país), está subestimando a inteligência do povo paraense, com essa candidatura laranja do PMDB, isto é uma armação para apoiar esse desgoverno no 2º turno, lamento bastante. gostaria que o Dr. Jader usasse sua privilegiada inteligência em favor do seu povo.Mas, infelizmente, a sede de poder fala mais alto.

Anônimo disse...

Ana, tua análise é quase perfeita. Só faltou uma coisa: perguntar pro povão como é que ele vai redesenhar o quadro político nas próximas eleições. Digo isto sem fanatismo para um ou outro canditado. Viajo muito pelo interior e sei que tem algo que não está no script dos que fazem laranjadas e limonadas. Vamos aguardar até outubro pra ver o estrago.

Anônimo disse...

Sra. Ana Célia, hoje foi a primeira vez que entrei no seu blog, já tinha ouvido comentários sobre a sua pessoa, comentários bons. Mas hoje, ao ler sobre a sua "análise" a respeito da candidatura do Pres. da ALEPA para o Governo do Estado, percebi que as pessoas que a elogiavam estavam completamente enganadas. A única mensagem (comentário) que se aproveita e tem alguma coerência é a do Sr. Marcio Vasconcelos. Vc podia convidá-lo para escrever no seu blog, enquanto se recupera do seu problema de saúde,só assim não leriamos tanta besteira e ignorância política juntas. E olha, que tudo que sei da vida política é o que posso ler pelos jornais, ao contrário da sra.que deveria saber alguma coisa dos bastidores. Espero que a minha opinião seja postada, só depois disso saberei da seriedade ou não desse blog. saúde!

Anônimo disse...

Muito me admiro que o seu blog sirva para abrigar desafetos de pessoas que anunciam nada misturado com coisa nenhuma. Que denúncia é essa do Ministério Público? O tal anônimo tão interessado e apressado não citou o objeto da investigação. Então fica a sensação de que tudo que é contra o governo ganha espaço no seu blog? Mesmo que o leitor fique sem saber do que se trata? ou o seu ex-inimigo e pena de aluguel Ronaldo Brasiliense usa a tática de entrar como anônimo para depois anunciar um CPI? Já não basta o Espaço Tucano, digo Aberto? A Perereca também tucanou?

Anônimo disse...

PÔxa vida, sinto-me verdadeiramente desolada quando percebo que profissionais (?)/ pessoas que poderiam melhor informar a sociedade se prestam para sacramentar essa palhaçada que é a política no Pará e no Brasil. Tudo não passa de um joguinho vil, medíocre, mesquinho que todos falam com tanta banalidade que parece até parece que nada está fora da ordem. Lamentável,mais lamentável ainda é um funcionário da administração direta se dispor a dizer que essa desgovernadora esta reconstruindo, não sou militante nem acredito em político, por tanto não estou defendendo quem veio antes, mas falar em reconstrução?????? meu, se liga, estamos em uma terra arrasada, por causa desse tipo de miopia que o puty está sendo considerado esquizofrênico, a situção é bem grave, que Deus nos livre da reelição dessa desorientada......

JOÃO QUARESMA disse...

Ana Célia -

Deveria fazer Doutorado em Ciência Política, uma análise de quem joga xadrez....Já praticou a arte..

Anônimo disse...

poxa, esse blog está super atualizado....parabéns.......

Anônimo disse...

Ana essa é a nalise mais sensata e realista que já li nos blogs. Parace que esses analistas nunca participaram de eleição.

Anônimo disse...

Ana essa é a nalise mais sensata e realista que já li nos blogs. Parace que esses analistas nunca participaram de eleição.