Ban

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

referendo

Senado aprova referendo sobre
fuso-horário no Oeste do Pará




Foi aprovado pelo Senado Federal o projeto (PDS 931/2009) de autoria do Senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), que estabelece a realização de um referendo na região Oeste do Pará e parte do Amazonas, atingida pela mudança de fuso horário desde 2008. A aprovação ocorre apenas uma semana após o projeto ter sido apresentado. Agora, a proposta segue para tramitação na Câmara dos Deputados. Para aprovação no plenário, o projeto foi incluído extra-pauta e foi aprovado sem restrições pelos senadores presentes.



O relator na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), única comissão onde o projeto passou, foi o Senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), que incluiu uma emenda, a pedido dos senadores Flexa Ribeiro e Arthur Virgílio (PSDB-AM). A alteração, também aprovada, define que o plebiscito seja realizado apenas nas 18 cidades do Pará atingidas pela mudança e em parte do Amazonas.



“Caminhando pelo Oeste do Pará, verificamos que existem dificuldades enormes ocorridas com a mudança, fato aos hábitos da população. Fui solicitado que se fizesse isto que propomos: que se dê à população a oportunidade de decidir se quer ter seu fuso igual ao de Brasília ou retorne ao que era antes da mudança. E isto deve ser decidido por aqueles que tiveram suas vidas alteradas”, explicou Flexa Ribeiro.



Para Arthur Virgílio, também signatário do projeto, o referendo pode trazer à tona os transtornos causados à população. “As pessoas que moram nessas regiões estão tendo que fingir o horário deles. São muitas as críticas. Inicialmente defendi as vantagens econômicas que a mudança poderia trazer. Mas, pensamos também na questão social e na segurança, além do transtorno causado para as pessoas. Eu que ia errar, recuei pois sou obediente ao que dizem aqueles que represento. Mantenho a coerência, pois a mudança não está sendo favorável aos moradores de municípios atingidos por essa alteração”, destacou Virgílio, durante a aprovação na CCJ.



Para Flexa Ribeiro, a expectativa é que na Câmara dos Deputados o projeto tramite também rapidamente. “Tenho certeza que a bancada do Pará estará unida na defesa dessa causa, que é dar aos moradores da região Oeste a decisão sobre uma questão que influencia a vida deles. Essas decisões não podem ser tomadas sem o aval da população. E é isso que queremos fazer: dar a chance da população se manifestar”, destaca o senador paraense.


Entenda mais

No dia 24 de junho de 2008, o Estado do Acre e parte do Pará e Amazonas tiveram seu fuso horário alterado em função da Lei nº 11.662, sancionada pelo presidente da República dois meses antes daquela data. Os relógios foram adiantados em uma hora e a diferença horária em relação a Brasília, no estado do Acre, passou de duas para uma hora a menos.

Já no Pará, os municípios do Oeste do Estado ficaram com o mesmo horário de Belém e de Brasília. Exceto, claro, durante o período de vigência do horário de verão, que não vale para o Estado do Pará.

No Oeste do Pará, os municípios atingidos pela mudança em 2008 foram: Alenquer, Almerim, Aveiro, Belterra, Curuá, Faro, Jacareacanga, Juruti, Itaituba, Monte Alegre, Novo Progresso, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Rurópolis, Santarém, Terra Santa e Trairão.

(Fonte: Ascom/Senador Flexa Ribeiro)

Nenhum comentário: