Ban

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Do blog Ananindeua Debates



“A Carta Capital do mês de Novembro traz reportagem de Leandro Fortes (*), na pág. 26 , sobre um “golpe contra camponeses: reforma agrária às avessas tirou terras de pequenos agricultores e as entregou a figurões como a senadora Kátia Abreu'.


A reportagem mostra como empresários – entre eles a Senadora Kátia e o irmão – compraram na bacia das almas terras de pequenos proprietários que conseguiriam provar a posse da terra, se houvesse uma Justiça diferente da que existe no estado de Tocantins.


A Senadora Kátia Abreu contou com a inestimável colaboração do governador tucano de Tocantins, Siqueira Campos.


Além das peripécias legais que ajudaram a Senadora a comprar 1,2 mil hectares por menos de R$ 8, o hectare, há o agravante de as terras que pertenciam ao pequeno proprietário Juarez Vieira Reis, de Campos Lindos, e hoje pertence a ela, não produzirem nada.


É um latifúndio improdutivo, que passará a ser objeto de reforma agrária, assim que o Governo atualizar os critérios de aferição da produtividade da terra – como pleiteou o MST.


Deve ser esse um dos motivos por que a Senadora parece mover uma ofensiva militar contra o MST, sob a forma de uma CPI.


Os malabarismos legais que permitiram o trem-da-alegria que resultou nessa apropriação de terras são objeto de um pedido de intervenção federal em Tocantins, por um procurador federal, Álvaro Manzano.


Deve ser por isso, também, que a Senadora do latifúndio improdutivo tenta o impeachment da Governadora Ana Julia, do Pará, porque ela não tinha como atender pedido de Gilmar Dantas (**): agir imediatamente para desocupar terras ocupadas.


Como se sabe, o MST ocupou terras de Daniel Dantas no Pará, onde ele, por cima, finge criar gado e, por baixo, explora riquezas mineiras.


Leandro Fortes também informa que o Corregedor do Conselho Nacional de Justiça vai divulgar relatório que demonstra como em Tocantins os processos judiciais contra poderosos andam com a celeridade inversa à dos HCs de Dantas no Supremo.


Paulo Henrique Amorim”


http://www.ananindeuadebates.blogspot.com/


Nenhum comentário: