Ban

sábado, 7 de novembro de 2009

MST (3)

Jornalões forçam a barra



O pedido de prisão de Charles Trocate, do MST, nada tem a ver com a destruição da fazenda Maria Bonita.

Ao contrário do que dizem os jornais de hoje, tal pedido data do início do ano, segundo me esclareceu, ontem, a Polícia Civil.


Volto mais tarde.

8 comentários:

Edson disse...

Olá Ana Célia!
Antecipadamente agradeço a publicação do que se segue.

Sem querer fugir ao assunto "MST", e já fugindo, claro, gostaria de te solicitar uma tomada de posição contra a diretora da Escola Ulisses Guimarães. A referida Senhora teve sua gestão maculada pela produção de um certo vídeo de fundo "oral', eu diria, por alunos da escola, dentro da escola e do horário de aula.
Onde estão os monitores, os inspetores, os orientadores educacionais e os professores subordinados a direção da escola que permitiram o acontecimento de - em se tratando de crianças – tal aberração?
Por outro lado, onde estão os pais das crianças, que não provocaram ainda o Ministério Público, já que durante o horário de aulas, todas as crianças estão sob a responsabilidade da Escola e, obviamente, de sua direção? (Não que não sejam estes senhores também co-responsaveis. Se as crianças fossem melhor orientadas coisas assim não ocorreriam).
Isso, Ana Célia, é tão sério quanto os acontecidos em Eldorado dos Carajás, já que pode ser pavoroso imaginar o que mais acontece nas escolas publicas onde entregamos nossos filhos para que sejam instruídos.

Edson Pantoja.

Anônimo disse...

Orar e vigiar. A nota da CPT denunciando ação truculenta dos poderosos da polícia contra o MST na... curva do S em Eldorado é estarrecedora. Botemos todos os olhos, razão e coração na situação... os sinais são mais que preocupantes.
o link da nota: http://www.cptnacional.org.br/?system=news&action=read&id=3478&eid=8

Anônimo disse...

Isso tudo não estaria acontecendo, se o governo promovesse uma reforma agrária justa e atendesse as famílias com assistência técnica, educação e saúde. Agora vejam só o tamanho dos latifúndios, só pra ir da porteira até a casa da fazenda são 25 quiilômetros!!! Como que um dia isso não vai dar em conflitos com mortes, como já acontece há anos.

Anônimo disse...

Só repassando a noticia de que já esta no ar o blog do presidente da câmara municipal de Ananindeua, elielfaustino.blogspot.com

Anônimo disse...

Nucleo 13 disse...
Então pouco tempo a frente do fisco estadual, o economista Vando Vidal acaba de dar o primeiro tiro no pé, na verdade dois tiros.

TIRO NO PÉ 1

O primeiro tiro diz respeito a possível nomeação dos Auditores Fiscais, Lucivaldo Freitas para Secretário Adjunto, Carlos Alberto Cardoso para a Diretoria de Fiscalização e Katia Neves para Coordenadoria Tributaria de Belém.
O que eles tem em comum?
as suas ligações umbilicais com o tucanato paraense, todos tiveram DAS no primeiro escalão da SEFA durante os 12 anos da gestão tucana no Pará, inclusive foram vistos juntos em descontraido jantar esta semana com o também Auditor, ex-vereador tucano e neopeemedebista, Armênio Moraes.
As suas possíveis nomeações não foram bem recebidas pelos servidores do Fisco, tanto os da oposição, como da situação.
O fato serviu para unir os dois campos em um único pensamento. De que não se trata de mudança de equipe, e sim de uma equipe de transição para um futuro governo tucano, no caso eles representam os tucanos.

TIRO NO PÉ 2

O segundo tiro de Vando Vidal é a revogação do decreto governamental editado pelo ex-Secretário da Fazenda, Zé Raimundo Trindade e sancionado pela Governadora Ana Julia em novembro de 2008, que dispõe sobre a mudança de escolaridade exigida para os cargos de Agente Tributário e Agente Auxiliar de Fiscalização, passando de Nível Médio para Superior. Uma reivindicação de 15 anos dos Agentes Fiscais, ja que 80% dos ocupantes dos respectivos cargos possuem nível superior. A revogação levaria a perdas salariais tendo em vista que perderiam a Gratificação de Nível Superior - GNS.
Essa decisão do novo Secretário conta com apoio do Coordenador da Câmara Setorial da Segov, Ângelo Carrascosa, com o titular da Sedect, Maurilo Monteiro e com os três novos Auditores Governistas, foi a forma encontrada pelo novo Secretário da Fazenda para intimidar os Agentes Fiscais que apóiam o movimento grevista.

12 de Novembro de 2009 16:38

Felipe Ericeira disse...

Estou seguindo a comunidade Eliel Faustino e acho que você vai se interessar por ela também. Para conferir, use o link abaixo: http://elielfaustino.blogspot.com

Anônimo disse...

Em primeiro lugar quero lhe parabenizar pelo seu blog, pelo seu trabalho como jornalista. Admiro muito vc.
Agora vms ao que interessa, o MST e uma raca de desocupados, que nunca trabalharam e sao financiados pelo Estado e pela Uniao. Tenho amigos que sao grandes latifundiarios, sao donos de terras que lhes foram deixadas de heranca ou entao adquiriram a peso de muito trabalho e sacrificio. Agora, vem um bando de desocupado invadir o que eles nunca tiveram um pouqinho sequer, de preocupacao de construir. Tenha do ! Imagina o MST invadindo a sua casa. Vc. iria gostar ?

Anônimo disse...

"Tenho amigos que sao grandes latifundiarios, sao donos de terras que lhes foram deixadas de heranca ou entao adquiriram a peso de muito trabalho e sacrificio."
Caro anônimo das 1:18.
Se vc conhece a História desse estado se seus amigos Latifundiarios são gente como Vavá Mutran.Daniel Dantas e Outro menos famosos...Cê tá bem na foto de amigos.eh,eh,eh.
Mui amigos.