Ban

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Do blog do Fernando Rodrigues

PSDB e DEM têm 13 candidatos
a governador com chances em 2010


  • PMDB é o mais forte no Estados, com 9 candidatos competitivos
  • PT tende a manter apenas seu atual número de 5 governadores



A julgar pelas pesquisas eleitorais disponíveis até o momento (ainda sem as restrições impostas pela lei), os 2 principais partidos de oposição –PSDB e Democratas– têm hoje 13 candidatos competitivos e com chance de vitória em disputas dos 27 governos estaduais em 2010. É impossível que todos saiam vencedores, pois em alguns locais concorrem ao cargo entre si. Há tucanos ou “demos” com alguma chance de vitória nas seguintes 11 unidades da Federação: Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.


Esses dados demonstram como a preponderância da coalizão governista a ser formada em torno do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, no plano federal ainda não está sendo suficiente para garantir a esse grupo uma hegemonia também nos Estados.



Os petistas, por exemplo, só despontam com 5 candidatos competitivos (em 1º lugar ou empatados na margem de erro com o primeiro colocado) nas disputas para os governos estaduais –exatamente o número atual. Hoje, o PT governa Acre, Bahia, Pará, Piauí e Sergipe. Por enquanto, está com nomes fortes (em 1º lugar ou empatado na frente) nos seguintes Estados: Acre, Bahia, Pará, Rio Grande do Sul e Sergipe.


Individualmente, o PMDB é o partido mais forte nas disputas pelos Estados: tem candidatos competitivos em 9 disputas. Se for vitorioso em tudo, manterá o mesmo número de governadores que tem hoje. Há peemedebistas disputando, por enquanto, para valer os governos dos seguintes Estados: Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba e Rio de Janeiro.


Todos esses dados fazem parte do mais amplo levantamento na web brasileira sobre pesquisas eleitorais disponíveis. Essa é uma tradição do UOL desde a eleição de 2000. Quando nenhum blog político existia, este site já coletava os dados e trazia tudo compilado para os internautas. Só aqui é possível saber com rapidez o que todas as pesquisas de intenção de voto diziam, por exemplo, em janeiro/fevereiro de 2002 sobre a
eleição presidencial daquele ano (Lula tinha 30%, Roseana estava com 21% e José Serra só com 7%) ou sobre a disputa pelo governo paulista (Alckmin estava com 28% contra um ainda fortíssimo Paulo Maluf, com 39%).


Para quem deseja relembrar pesquisas mais antigas (e fazer uma arqueologia pelos layouts da web), eis os links de cada ano:
2000, 2002, 2004, 2006 e 2008.


Aqui, todas as
pesquisas eleitorais de 2010. E uma ressalva relevantíssima: o blog e o UOL não se responsabilizam pelos dados aqui reproduzidos. A responsabilidade integral é dos próprios institutos de pesquisa.


A partir de janeiro de 2010, como se sabe, por ser um ano eleitoral, as pesquisas precisam ser necessariamente registradas na Justiça Eleitoral. Agora, essa regra ainda não vale. Este blog continuará a trazer todos os resultados para os internautas.


A seguir, uma compilação do que se pode enxergar hoje nas pesquisas sobre governos estaduais em 2010:











Um acréscimo da Perereca:



O blog do Fernando Rodrigues também traz, no link pesquisas eleitorais de 2010 (que está em rosa), aquela pesquisa do Ibope que foi divulgada pelo blog do Vic (http://www.vic.blog.br/home/default.asp ).


O Ibope ouviu 700 pessoas, entre 13 e 17 de agosto. A margem de erro é de 4%.

Em dois cenários, Jader Barbalho e Ana Júlia lideram a disputa para o Governo do Pará.

Quando Jader sai de cena, Ana assume a liderança, sobre Simão Jatene e Valéria Pires Franco, os mais bem posicionados.

Vale a pena dar uma passada no blog, porque é muito bom.

O endereço é http://uolpolitica.blog.uol.com.br/


Nenhum comentário: