Ban

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

sema





PF cumpre busca e apreensão na
Secretaria do Meio Ambiente do Pará


Ordem da Justiça Federal era para recolher provas na sala de uma servidora suspeita de crimes contra a administração pública. A casa dela também foi revistada.



A Polícia Federal cumpriu hoje (23) mandado de busca e apreensão na Secretaria de Meio Ambiente do Pará e na casa de uma servidora, suspeita de corrupção. O pedido foi do Ministério Público Federal, que investiga esquema para beneficiar infratores ambientais.



A servidora Maria do Carmo de Oliveira Brígido é suspeita de vender vantagens a grandes infratores, com a destruição de processos originados em fiscalizações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis.



Antes de ser diretora de fiscalização da Sema (órgão estadual), Brígido havia sido funcionária da autarquia federal. O MPF tem evidências de que ela pagava para que os servidores do Ibama lhe entregasse os processos solicitados por “clientes” do esquema, para depois destruí-los.



A busca de hoje foi determinada pela Justiça Federal e foi necessário para resguardar as provas. O MPF não pediu a prisão da servidora.



Foram apreendidos computadores, pen-drives e documentos que podem fornecer novas provas para o MPF e serão analisados pela PF. A servidora poderá ser denunciada pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, prevaricação e inutilização de processo.




(Fonte: Ascom/MPF)

2 comentários:

Anônimo disse...

Só pra lembrar que a GREVE DA SEMA CONTINUA NA TERÇA, MESMO COM ORDEM DO JUIZ CASTELO BRANCO, ESPERO QUE SEM A PRESENÇA DA ROTAM, OS SERVIDORES TRABALHADORES DE FATO, NÃO PRECISAM DISSO!!!

Anônimo disse...

cara jornalista , elamentavel que o Governo do PT tem cooptado seu blog e sua escritora, acredito na independencia com garantia da democracia, mas a grana esta mandando demais