Ban

segunda-feira, 17 de agosto de 2009



Pra que a gente nunca
se esqueça de quem é!



Pra vocês, queridinhos, que andam tão desalentados com todos esses escândalos no Congresso.


Pra vocês, irmãos, companheiros, que chegam até a imaginar que nada adiantou tudo o que fizemos, eis que este país parece “estacionado” na Antiguidade...


Pra que a gente não se esqueça de todos os desertos que este país imenso ousou enfrentar.


Pra que a gente recorde, nem que seja por uns breves minutos, o quanto já avançamos – pelas próprias mãos e pelas mãos dos nossos avós - nessa jornada por um Brasil mais honesto, mais justo, mais democrático.


Pra vocês, a força da arte, das ruas, da esperança, da fé.


A força dessa nossa História, escrita com alma e sangue.


A força desse coração tão profundamente miscigenado que bate em cada brasileiro.


A força dessa nossa extraordinária Nação!...




















Um comentário:

Anônimo disse...

Vá, sempre é tempo. Eu fui, voltei e estou batalhando para ir novamente. Quando estamos lá fora esta sensação de que não há terra melhor que esta aqui é terrível. E os "cheiros todos " do círio? senti-los doi na alma. Terrível aqui também é uma certa falta de profissionalismo que cega alguns, tornando tudo tão simples de um modo assustador. Não me ver no futuro muito me incomoda e tenho sempre muito cuidado para não adoecer psicologicamente,este tipo de doente ninguem tolera mesmo. Não sei não, mas em outros lugares estes cuidados com o trabalho são exigidos e bem acolhidos. Juntando a situação da cidade, então só arrumando as malas e pedir proteção a Naza para ainda que padecendo de saudades se sobreviva como muitos outros que foram e por la permaneceram.