Ban

domingo, 29 de março de 2009

O Pastor


Um Dia Madredeus!



O Pastor




Ai que ninguém volta
Ao que já deixou
Ninguém larga a grande roda
Ninguém sabe onde é que andou



Ai que ninguém lembra
Nem o que sonhou
(e) aquele menino canta
A cantiga do pastor



Ao largo
Ainda arde
A barca
Da fantasia
E o meu sonho acaba tarde
Deixa a alma de vigia
Ao largo
Ainda arde
A barca
Da fantasia
E o meu sonho acaba tarde
Acordar é que eu não queria.



Ao largo
Ainda arde
A barca
Da fantasia
E o meu sonho acaba tarde
Deixa a alma de vigia
Ao largo
Ainda arde
A barca
Da fantasia
E o meu sonho acaba tarde
Acordar é que eu não queria.



(Pedro Ayres Magalhães / Rodrigo Leão /
Gabriel Gomes / Francisco Ribeiro)




Vem (Além de toda a solidão)




Vem
Além de toda a solidão
Perdi a luz do teu viver
Perdi o horizonte



Está bem
Prossegue lá até quereres
Mas vem depois iluminar
Um coração que sofre



Pertenço-te
Até ao fim do mar
Sou como tu
Da mesma luz
Do mesmo amar



Por isso vem
Porque te quero
Consolar
Se não está bem
Deixa-te andar a navegar



Pertenço-te
Até ao fim do mar
Sou como tu
Da mesma luz
Do mesmo amar



Por isso vem
Porque te quero
Consolar
Se não está bem
Deixa-te andar a navegar


(Pedro Ayres Magalhães/
Rodrigo Leão/Gabriel Gomes)




Alfama



Agora,
Que lembro
As horas ao longo do tempo



Desejo
Voltar
Voltar a ti
Desejo-te encontrar



Esquecida
Em cada dia que passa
Nunca mais revi a graça
Dos teus olhos
Que eu amei.



Má sorte
Foi amor que não retive
E se calhar distraí-me
Qualquer coisa que encontrei.



Esquecida
Em cada dia que passa
Nunca mais revi a graça
Dos teus olhos
Que eu amei.



Má sorte
Foi amor que não retive
E se calhar distraí-me
Qualquer coisa que encontrei.


(Pedro Ayres Magalhães/Rodrigo Leão)

Nenhum comentário: