Ban

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

café







Uma pausa para o café










Égua do partido complicado que é o PT!


Sem sacanagem: o PT é uma colisão de crises existenciais. Espécie de fotografia animada do caos primordial...


Lembro que a minha origem política foi o PT – melhor dizendo, o PRC, Partido Revolucionário Comunista, na época, abrigado no PT.


E penso que a minha sorte, naquela doidice toda, é que Deus me havia concedido uma experiência anterior: a participação em uma igreja evangélica.


Isso me permitiu trabalhar, na cabeça, tanto o comunismo, quanto o PT.


Permitiu-me enxergar a religiosidade encoberta pelas tintas da Ideologia.


E descobrir, afinal, que o mundo, o Humano, transcende, em muito, essa dicotomia de “Bem” e “Mal”.


A vida também me levou aos Pré-Socráticos, a Heráclito.


À raiz dessa dualidade. E à interdependência de ambos.


De sorte que, hoje, ao olhar os companheiros do PT, não consigo acreditar, é verdade, na viabilidade, na objetividade daquilo que pregam.


Mas, não consigo, também, deixar de sentir enorme simpatia, carinho, ternura, por todos eles.


Afinal, tem de ser bem bacana, de fato, alguém que pensa, em primeiro lugar, nos outros e na sociedade...


Alguns dos meus melhores amigos são petistas. Mas, tão petistas que chegam às raias do PSOL...


Petistas daqueles que quase chego a estapear...


E eu, sinceramente, que admiro a raça, a força, a honestidade dessas pessoas.


São os seres, os “gatos” e “gatas”, com os quais eu realmente gosto de sair pela rua, como naquela canção que publiquei aqui, a gritar a liberdade de Ser...


São os meus irmãos - de sangue e de “lataria”...


Embora que amarelíssima e assumidíssima tucana...


Por isso, é verdade, já tivemos discussões inesquecíveis.


Eles, como mais ninguém no mundo, a adorar um debate...


Eu, tucanísticamente, a ouvir tais divagações com toda a paciência do mundo...


E vocês sabem que já até cheguei, nessa história toda, à via mais perfeita de convivência entre tucanos e petistas?


Pois é!...


Basta nós, tucanos, assumirmos o governo, o Executivo.


E aí a gente cria a SDE - a Secretaria de Debates Especiais.


E entrega, “porteira fechada”, adivinhem a quem?


Pronto! Viveremos, para sempre, em paz!


Mas, é certo que nós, os tucanos, jamais resistiremos à tentação de espiar essa “gastação de cuspe”.


E até de meter o bedelho, vez por outra.


É que a gente tem essa urgência de ação; essa consciência de que é preciso executar, e rapidamente, para “não perder o bonde”; para que não se percam mais vidas, enfim...


Mas, a gente nunca vai deixar de admirar essa atração pelo debate.


Vamos ter, sempre, aquela coceirinha de olhar e de intervir...


Porque, afinal, temos o mesmíssimo propósito: o avanço da sociedade brasileira.


E, o que é mais importante: o mesmíssimo amor pela Democracia.


Mas, a Democracia real, que é de todos – e não, apenas, espécie de “privilégio” de alguns...


Que isso, como todos sabemos, tucanos e petistas, não é e nem jamais será Democracia!...


Mas, por que é mermo que estamos em lados opostos?


Ô sumanu, desce mais uma aí!!!



FUUUIIIIII!!!!!!





Repetindo, repetindo... Mas, agora, apenas para os “fodões”, os “intelectuais”, de tucanos e petistas...









História de Uma Gata


Me alimentaram
Me acariciaram
Me aliciaram
Me acostumaram!
(Miaaaauuuuuu!)


O meu mundo era o apartamento
Detefon, almofada e trato
Todo dia filé-mignon
Ou mesmo um bom filé... de gato


Me diziam todo momento
Fique em casa, não tome vento
Mas é duro ficar na sua
Quando à luz da lua
Tantos gatos pela rua
Toda noite vão cantando assim


Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres!
Senhor, senhora, senhorio
Felino, não reconhecerás!


De manhã eu voltei pra casa
Fui barrada na portaria
Sem filé e sem almofada
Por causa da cantoria


Mas agora o meu dia-a-dia
É no meio da gataria
Pela rua, virando lata
Eu sou mais eu, mais gata
Numa louca serenata
Que de noite sai cantando assim


Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres!
Senhor, senhora, senhorio
Felino, não reconhecerás !


Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres!
Senhor, senhora, senhorio
Felino, não reconhecerás!


O meu mundo era o apartamento
Detefon, almofada e trato
Todo dia filé-mignon
Ou mesmo um bom filé... de gato


Me diziam todo momento
Fique em casa, não tome vento
Mas é duro ficar na sua
Quando à luz da lua
Tantos gatos pela rua
Toda noite vão cantando assim


Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres!
Senhor, senhora, senhorio
Felino, não reconhecerás!


Nós, gatos, já nascemos pobres
Porém, já nascemos livres!
Senhor, senhora, senhorio
Felino, não reconhecerás!

(Miaaauuuuuuu!)


(Enriquez/Bardotti - versão: Chico Buarque)


P.S.




Esta é a última vez que a gente fica peruando o jogo, ajudando vocês, visse?

E não pensem que o “Zé Gotinha” vai ajudar...

É claro que ele tem um perfil mais democraticamente tucano...

Mas, maninhos, guerra é guerra!...

4 comentários:

Anônimo disse...

Não vejo de que maneiro grupos políticos que colocam o programa de lado, quando o assunto é disputa eleitoral e aumento de sua cota de poder, contribuem para melhorar o nosso Estado ou a democracia.
Artur Dias

Bufo disse...

Falando nisso, me alembrei sumano,de todas as criticas a respeito do mangal. Quando a gelera da oposição enchia o saco por conta dos custos gerados por aquela estrutaura toda....

Falavam mau até do ar condicionado do borboletário ( que absurdo!! ar condicionado pra borbelestas!! e o custo disso e bla´blá....)

O mangal comtinua lá e com o ar ligado!!

A galera esqueceu ou ta perdoado ja que mudou a gestão?!

Eeeeeita porra!!
Que voluveis !

Bufo disse...

Falando nisso, me alembrei sumano,de todas as criticas a respeito do mangal. Quando a gelera da oposição enchia o saco por conta dos custos gerados por aquela estrutaura toda....

Falavam mau até do ar condicionado do borboletário ( que absurdo!! ar condicionado pra borbelestas!! e o custo disso e bla´blá....)

O mangal comtinua lá e com o ar ligado!!

A galera esqueceu ou ta perdoado ja que mudou a gestão?!

Eeeeeita porra!!
que voluveis!

Bufo disse...

M eocorre agora toda a onda que ta rolando por conta do forum social mundial( Belém vai afundar)

Penso em toda a grana liberada pra segunrança e essa gerve aí dos delegados. agorinha uma amiga me disse: "eles só qrem que esta verba seja usada corretamente."

Faz-me rir

a corrida aghora é pra ver quem da a maior abocanhada!


Salve-sem quem puder, o forum ja vai cmeçar.

Eeeeita porra!