Ban

terça-feira, 22 de maio de 2007

Na arquibancada

A impaciência da arquibancada



Os tucanos estão batendo um bolão. Desde o primeiro momento, com esse ar virginal que cultivam, nos apontam o dedão acusador.

Ando meio cansada para debater com eles. Tão cansada que tenho tido, até, lapsos de memória, na hora de escrever um texto.

Preciso ficar na arquibancada, uns dez, vinte dias, só apreciando o jogo.

Chamando todo mundo de perna de pau e xingando o cachorro, o periquito e o papagaio do juiz.

Nós, sei lá porque, resolvemos jogar na retranca. Só temos goleiro e zagueiro. Atacante que é bom, necas de pitibiriba.

Mas os tucanos – e eles estão certíssimos – aposentaram o goleiro, deram férias aos zagueiros e colocaram todo mundo para jogar no ataque. E até recorrem – vejam só – à mesma indignada torcida de recorremos, lá das bandas do MP...

Até agora, é verdade, só conseguiram desencavar catitas. Mas, têm tido a competência de transformá-las em leões.

Ao passo que nós já nem conseguimos usar os leões que desencavamos.

O problema é essa dança do PT com o PMDB – que ninguém sabe aonde vai dar e até quando se estenderá.

O que nos deixa, a todos, inseguros.

Afinal, eles dançam espécie de tango da “Festa do Apê”: sempre de olho no que o parceiro fará a seguir. O Barão, o lorde Sudão e a Beijoca que podem, simplesmente, rearrumar o tabuleiro...

Embora dependam de nós, eles detêm o Poder. O jogo - este e o próximo - será o que eles decidirem.

A nós, galera, resta, portanto, esperar.

Mas, nada nos impede de sonhar.

E de fazer a festa que tanto quisemos...


Festa


Festa no Gueto, pode vir, pode chegar
Misturando o mundo inteiro, vamos ver no que é que dà
Hoje tem festa no gueto, pode vir pode chegar
Misturando o mundo inteiro, vamos ver no que é que dà
Vem gente de toda cor, tem raça de toda fé
Guitarras de Rock 'n Roll, batuque de candomblé, vai là
Pra ver a tribo se balançar, o chão da terra tremer
Mãe preta de là mandou chamar
Avisou, avisou, avisou, avisou
Que vai rolar a festa, vai rolar
O povo do gueto mandou avisar

(Ivete Sangalo)

Nenhum comentário: