Ban

segunda-feira, 24 de julho de 2006

24 de Julho - II

Abalo Moral

2) Advogado, político calejado e dono de um blog interessantíssimo, o ex-prefeito de Tucuruí, Parsifal Pontes, chama a atenção para outro problema inquietante.

Mesmo que não consumada, porque postergada à exaustão, nos tribunais, a ameaça de impugnação, pendendo sobre as cabeças dos pefelistas, qual dezenas de espadas de Dâmocles, tende a abalar, sensivelmente, o moral dos principais aliados tucanos.

“É uma pedra no sapato, pela insegurança jurídica dos candidatos, principalmente os proporcionais” – observa Parsifal.

Trata-se de um abalo psíquico a gerar incerteza, na hora de meter a mão no bolso. Até pela repercussão, no eleitorado, da possibilidade de impugnação.

Afinal, é básico, no marketing político, que eleitor detesta imaginar a perda do voto.

E como campanha eleitoral nunca foi, exatamente, congraçamento de vestais, todos os pefelistas sabem que a ameaça será amplamente disseminada, pelos concorrentes. E não apenas da oposição.

Doutor em Ciência Política, Edir Veiga avalia que a impugnação, se consumada, terá efeitos catastróficos sobre o PFL e algumas de suas mais expressivas lideranças: “Muitos políticos do PFL simplesmente sairiam da vida pública. Um parlamentar que perde o mandato, por quatro anos, está a caminho do sepultamento político”.

Por tudo isso, a temperatura anda elevadíssima, desde sábado, no ninho tucano.

O pedido de impugnação, manchete do jornal Diário do Pará, do último domingo, tirou o sono de muita gente, já na noite de sábado.

E, nos bastidores, vem provocando acalorado debate jurídico.

Um comentário:

Anônimo disse...

Prezada Perereca, quando voce a muitos dias atraz, confessou sua
repulça ao modo Tucano(caso Ademir)
criou um fato "politico" ao juntar o comentário da PERERECA ao do muito certinho PARSIFAL, perdeu um
bom bocado de credibilidade para falar da oposição ao PMDB e PT e veja esta oposição e iqual ou pior aos partidos mencionados acima, a RERERECA não é um partido politico.
Um abraço.